praticidade

Aplicativos para treinar e aprender idiomas

Para dar um gás nas férias, listamos apps que te ajudam a estudar e melhorar a fluência em diferentes línguas

Por: Luna Vale - Atualizado em

Com a temporada de férias chegando, aumenta a ansiedade e a preocupação com as viagens internacionais. Por mais que você já tenha estudado o idioma falado no país de destino, sempre bate aquele nervosismo na hora de se comunicar com os locais. Se você não tem tempo de procurar um professor particular, não se preocupe, existem aplicativos que podem te ajudar a praticar o que já foi aprendido, ou até ensinar o básico de uma nova língua.

+ Aplicativos para os estudos

Seja para se aprimorar no idioma falado no país da viagem de férias ou para não perder o contato com a língua estudada durante o período letivo, listamos aplicativos que podem te ajudar. E de uma forma bem mais legal do que na sala de aula.

+ Aplicativo de dublagens vira febre e conquista famosos

  • Duolingo
Duolingo
Duolingo (Foto: Arte VEJA RIO)

O aplicativo gratuito é um dos maiores do mundo com 70 milhões de usuários. São três idioma spara quem fala apenas português: francês, espanhol e inglês, mas é possível escolher outras opções com a língua original sendo o inglês. O aluno estabelece uma meta diária de treinos e recebe lembretes pelo aplicativo e por e-mail caso não o cumpra. O conteúdo é dividido em módulos gramaticais como tempos verbais, preposições, adjetivos e etc. Cada etapa mescla exercícios de escrita, compreensão e expressão oral e tradução do texto. São diferentes níveis e o aluno pode escolher entre começar do básico ou fazer um teste de nivelamento. Depende de internet para funcionar.

Disponível para: iOS, Andoid, Windows Phone e versão web

+ Dez aplicativos de carona que facilitam a vida dos viajantes

  • Busuu
Busuu
Busuu (Foto: Arte VEJA RIO)

Gratuito para aprender um idioma por vez dentre as mais de 10 opções (como russo, mandarim e árabe, além das opções tradicionais). Para ganhar pontos e trocar por recompensas, ajude outros alunos corrigindo as lições. O aplicativo também permite interação com outros usuários de línguas nativas, são 30 milhões no mundo todo.

Disponível para: iOS, Andoid, e versão web

Aplicativo gratuito oferece visitas guiadas por museus

  • Babbel
Babbel
Babbel (Foto: Arte VEJA RIO)

São 13 idiomas disponíveis para tradução do português com consulta de vocabulário, imagens e áudios. Com o microfone, é possível testar se a pronúncia está correta. Muito útil para treinar situações corriqueiras (como antes de viajar, por exemplo). São mais de 17 milhões de usuários no mundo todo. Não precisa de internet para funcionar.

Disponível para: iOS, Andoid, Windows Phone e versão web

  • 50 línguas
50-línguas
50 línguas (Foto: Arte VEJA RIO)

Como o próprio nome já diz, são dezenas de opções de idiomas disponíveis. Ao iniciar, você escolhe qual o original (português) e qual deseja aprender. No guia de conversação estão disponíveis 30 lições na versão gratuita, contra 100 do total (custa US$9.99 para ter acesso a todos os exercícios de todos os idiomas e US$2.99 de apenas um). De resto, é preciso baixar gratuitamente cada conteúdo como vocabulário, jogos, quiz e tradutor.

Disponível para: iOS e Andoid

Dez aplicativos para a viagem perfeita

  • Mindsnacks
Mindsnacks
Mindsnacks (Foto: Arte VEJA RIO)

A pegada é um pouco mais infantil, mas quem não prefere aprender brincando? São jogos que treinam o vocabulário, conjugações, gramática e conversação em diferentes idiomas em brincadeiras como jogo da memória e quebra-cabeças. O único contra tempo é que o aplicativo é em inglês, então funciona pata quem já domina este idioma e quer aprender outros como francês, espanhol, italiano e alemão.

Disponível para iPhone.

  • Memrise
Memrise
Memrise (Foto: Arte VEJA RIO)

O aplicativo ajuda a reforçar o aprendizado de palavras e expressões em outros idiomas ao dar a opção de vinculá-lo com uma imagem ou vídeo. A palavra aparece no idioma escolhido com a tradução em inglês e o aluno escolhe qual o lembrete (mem) será associada a ela. Com o passar do tempo, o programa sugere formas de rever o que já foi aprendido. Os cursos são divididos em diversas categorias, de temas como artes e matemática a artistas, pintores e capitais de países. Outro ponto bacana é que os próprios usuários podem oferecer cursos de temas mais específicos e em línguas menos comuns.

Disponível para: iOS e Andoid

  • Rosetta Stone
Rosetta-Stone
Rosetta Stone (Foto: Arte VEJA RIO)

A escola de idiomas online oferece o aplicativo gratuito com mais de 20 línguas disponíveis. Além dos exercícios com vocabulário, gramática e escrita como um todo é possível testar e treinar a pronúncia através do microfone do celular.  O ponto negativo é que apenas a parte básica pode ser feita sem pagar.

Disponível para: iOS e Andoid

  • Lingualeo
Lingualeo
Lingualeo (Foto: Arte VEJA RIO)

São mais de 10 milhões de usuários aprendendo inglês de uma forma interativa e divertida com a ajuda do Leo, o simpático leão. Para começar, é necessário criar uma conta e fazer o teste de nivelamento, informando também seus interesses para que o programa seja o mais personalizado possível. Depois, o aluno passa a seguir as instruções, aprendendo vocabulário com tradução e pronúncia das palavras novas. O design é objetivo e a interação prática, o que facilita o aprendizado.

Disponível para: iOS, Andoid e versão web

  • AccelaStudy
AccelaStudy
AccelaStudy (Foto: Arte VEJA RIO)

O aplicativo da escola de idiomas que oferece 18 línguas já obteve mais de sete milhões de downloads. O vocabulário conta com mais de 2.100 palavras em 65 categorias e é possível separar as palavras entre as que o aluno já aprendeu e as que precisam ser treinadas. Uma funcionalidade de áudio permite que o usuário estude mesmo quando não puder digitar (no trânsito, por exemplo), já que neste modo ele repete o vocabulário escolhido. Tem como grande vantagem não depender da internet para funcionar, porém, cada idioma é um app diferente e custa US$9.99 na Apple Store.

Disponível para: iOS

  • Wlingua
Wlingua
Wlingua (Foto: Arte VEJA RIO)

Após criar uma conta simples, é possível fazer um teste de nivelamento e optar entre o inglês americano ou britânico. Na parte básica, são 600 exercícios que envolvem redação, conversação e compreensão oral e escrita. Os planos premiuns (a partir de R$24,99) oferecem mais níveis, exercícios e download de lições.

Disponível para: iOS, Andoid e versão web

Fonte: VEJA RIO