RUMO AO OSCAR

Sniper Americano narra a saga de um atirador de elite

Com Bradley Cooper no papel principal, filme é baseado em história real

Por: Miguel Barbieri Jr.

sniper americano
Bradley Cooper: inspirado em um personagem real (Foto: Divulgação)

AVALIAÇÃO ✪✪✪ 

Clint Eastwood, 84 anos, um veterano à frente e atrás das câmeras, faz um registro seco para enfocar as feridas da guerra no cotidiano de Chris Kyle (papel de Bradley Cooper). Deixa para os créditos finais o sentimentalismo genuíno acompanhando as imagens reais do biografado, um atirador de elite responsável por matar 160 pessoas (confirmadas) em nome da defesa de militares americanos e civis iraquianos. Partindo da infância do protagonista, a história concentra-se em sua fase adulta, passando pelo casamento com Taya (Sienna Miller), pelos treinamentos militares e, sobretudo, pelas operações no Iraque, após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Eastwood afasta-se da “patriotada” e dos julgamentos morais para ir fundo nos dilemas íntimos de um homem a serviço de uma nação. Ignorado no Globo de Ouro, o longa surpreeendeu na corrida do Oscar e, neste domingo (22), concorre a melhor filme, ator (Cooper), roteiro adaptado, montagem, mixagem de som e edição de som. Direção: Clint Eastwood (American Sniper, EUA, 2014, 132min). 16 anos. Estreou em 19/2/2015.

+ Veja outros filmes em cartaz na cidade

Fonte: VEJA RIO