CINEMA

Feito para chorar

Dirigido por Nicole Kassell, o drama Pronta para Amar é promessa de lágrimas na plateia

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪

Patti Perret / Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Das fitas que tentaram, nos últimos anos, recriar a triste situação do já clássico chororô Love Story (1970), incluindo a recente Amor e Outras Drogas, talvez o melhor exemplo seja Pronta para Amar. O segundo longa-metragem da diretora Nicole Kassell (O Lenhador) não enrola, vai direto ao ponto e, acima de tudo, provoca uma emoção devastadora. Não se deixe enganar pelo título nem pelo cartaz. Protagonizada por Kate Hudson, podendo sugerir mais uma comédia romântica estrelada pela filha de Goldie Hawn, a produção estabiliza-se no terreno realista da fatalidade. Um bom filme feito para chorar, enfim.

A princípio, o espectador pode pensar estar diante de um novo Sexo sem Compromisso, o aguadinho romance com Natalie Portman e Ashton Kutcher. Assim como a personagem de Natalie, a de Kate Hudson, Marley Corbett, também só transa sem afeto. É uma bem-sucedida executiva de marketing de Nova Orleans, cheia de amigos e com muita alegria de viver. Quase tudo vai por água abaixo quando, numa consulta médica, Marley descobre ter um câncer de cólon em estágio avançado. Mesmo levemente deprimida, a moça tira o problemão de letra. Mantém sua rotina de baladas (com moderação alcoólica, claro) e, do patrão, esconde sua real condição de saúde. Menos paqueradora do que antes, a protagonista se deixa levar pelo bom papo do jovem doutor mexicano Julian Goldstein (Gael García Bernal). Aí sim o "pronta para amar" entra em cena. Marley se apaixona de verdade, mas o tratamento quimioterápico não surte o efeito esperado. Vem o choque: ela tem pouco tempo de vida.

Trata-se de uma love story tão encantadora quanto amarga. A diretora segue fiel à cartilha das emoções genuínas e, a cada despedida, o pranto brota. É claro que vai comover mais

quem já passou ou passa por situação semelhante. Pronta para Amar pode ser um drama, um dramão ou um dramalhão - dependendo do grau de sua sensibilidade e tolerância ao tema.

Pronta para Amar, de Nicole Kassell (A Little Bit of Heaven, EUA, 2011, 106min). 12 anos. Estreou em 16/9/2011. Cinemark Botafogo 4, Cinemark Downtown 10, Espaço Rio Design Vip, Estação Vivo Gávea 3, Iguatemi 5, Kinoplex Fashion Mall 1, Kinoplex Nova América 3, Leblon 2, Roxy 1, São Luiz 4, UCI Kinoplex NorteShopping 9, UCI New York City Center 11, Via Parque 3.

Fonte: VEJA RIO