com leandra leal

O Lobo Atrás da Porta é eleito melhor filme

Confira abaixo os vencedores do 14ª Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Suspense estrelado por Leandra Leal foi o grande vencedor

Por: Redação VEJA RIO

O Lobo Atrás da Porta
Dirigido por Fernando Coimbra, "O Lobo atrás da Porta" ganhou o prêmio de melhor filme (Foto: Divulgação)

O cinema nacional está em festa. Na última terça (1º), os principais expoentes dos filmes produzidos no Brasil participaram da 14ª edição do Grande Prêmio de Cinema Brasileira, no Odeon. Com sete troféus Grande Otelo, entre eles o de Melhor Longa-Metragem de Ficção e de Melhor Atriz, O Lobo Atrás da Porta foi o grande destaque da noite. Estrelado por Leandra Leal, a fita de suspense ganhou também a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante pela atuação de Thalita Carauta.

+ Cinema do IMS exibe novo filme de Walter Salles

+ Nova edição do Festival Animaldiçoados exibe filmes de terror

O grande homenageado da noite foi o cineasta Roberto Farias e o ator Grande Otelo, que dá nome ao troféu e completaria seu centenário de vida este ano.  Tony Ramos e Babu Santana dividiram o prêmio de Melhor Ator, por Getúlio e Tim Maia, respectivamente.  Confira abaixo os vencedores de 2015:

 Melhor Longa-Metragem de Ficção: O Lobo Atrás da Porta 

 Melhor Longa-Metragem Documentário: Brincante 

 Melhor Direção: Fernando Coimbra (O Lobo Atrás Da Porta)

tim maia
Babu Santana, como o astro furacão: sucesso em meio às drogas (Foto: Divulgação)

 Melhor Atriz: Leandra Leal (O Lobo Atrás Da Porta)

 Melhor Ator: Babu Santana (Tim Maia 2º Fase) e Tony Ramos (Getúlio)

 Melhor Atriz Coadjuvante: Thalita Carauta (O Lobo Atrás da Porta)

 Melhor Ator Coadjuvante: Jesuíta Barbosa (Praia do Futuro)

 Melhor Direção de Fotografia: Lula Carvalho (O Lobo Atrás Da Porta)

 Melhor Direção de Arte: Tiago Marques (Getúlio)

Praia do Futuro
Praia do Futuro (Foto: Divulgação)

 Melhor Figurino: Kika Lopes (Trinta)

 Melhor Maquiagem: Martín Macias Trujillo (Getúlio)

 Melhor Efeito Visual: Adam Rowland (Trash – A Esperança Vem Do Lixo)

 Melhor Roteiro Original: Fernando Coimbra (O Lobo Atrás Da Porta)

 Melhor Roteiro Adaptado: Jorge Furtado e Pedro Furtado (Adaptado Da Obra “Frontal Com Fanta”, De Jorge Furtado Por Boa Sorte)

 Melhor Montagem Ficção: Karen Akerman (O Lobo Atrás Da Porta)

Getúlio
Getúlio (Foto: Divulgação)

 Melhor Montagem Documentário: Pedro Bronz (A Farra Do Circo)

 Melhor Som: George Saldanha, François Wolf e Armando Torres Jr (Tim Maia)

 Melhor Trilha Sonora: Berna Ceppas e Mauro Lima (Tim Maia)

 Melhor Trilha Sonora Original: André Abujamra (Trinta)

 Melhor Longa-Metragem Comédia: Os Homens São De Marte… É Pra Lá Que Eu Vou 

 Melhor Longa Metragem Animação: O Menino E O Mundo 

 Melhor Longa Metragem Infantil: O Menino E O Mundo

Boyhood
Boyhood - Da Infância à Juventude (Foto: Divulgação)

 Melhor Curta-Metragem Ficção: O Caminhão Do Meu Pai 

 Melhor Curta-Metragem Documentário: Efeito Casimiro

 Melhor Curta-Metragem Animação: A Pequena Vendedora De Fósforo

 Melhor Longa-Metragem Estrangeiro: Relatos Selvagens (Relatos Selvajes, Ficção, Argentina)

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho
Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (Foto: Divulgação)

 Voto Popular- Grande Prêmio Do Cinema Brasileiro 2015:

Melhor Longa-Metragem de Ficção: Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

Melhor Longa-Metragem Documentário: Dominguinhos

Melhor Longa-Metragem Estrangeiro: Boyhood – Da Infância A Juventude

Boa Sorte
Boa Sorte (Foto: Divulgação)

Fonte: VEJA RIO