CÂMERA NA MÃO E IDEIA NA CABEÇA

Mostra do IMS homenageia Glauber Rocha, no sábado (31)

Evento comemora os 50 anos de Estética da Fome, manifesto lançado pelo cineasta baiano

Por: Thayz Guimarães - Atualizado em

Deus_e_o_diabo
Deus e o Diabo na Terra do Sol: às 16h, no IMS (Foto: Reprodução)

Para comemorar os 50 anos de Estética da Fome, manifesto apresentado por Glauber Rocha, durante a Resenha do Cinema Latino-americano, em Gênova (Itália), o cinema do Instituto Moreira Salles exibirá, no sábado (31), duas obras-primas do cineasta baiano: Deus e o diabo na terra do sol (1964) e Terra em transe (1967). Glauber considerava que a cultura brasileira do início dos anos 1960 ainda se portava como uma colônia, em que a produção artística estrangeira, notadamente europeia e norte-americana, possuía uma influência preponderante. O manifesto, dessa forma, propunha uma forma de fazer cinema que assumia a carência de meios como um recurso de linguagem. Deus e o diabo na terra do sol serviu como inspiração para a escrita deste texto e Terra em Transe foi a concretização deste projeto artístico. 

Programação

Sábado | 31 de janeiro

  • 16h00: Deus e o diabo na terra do sol, de Glauber Rocha (Brasil, 1964. 120´)
  • 18h00: Terra em transe, de Glauber Rocha (Brasil, 1967. 111´)

Ingressos

R$ 8,00 (inteira) e R$ 4,00 (meia)

Todos os ingressos disponíveis também em www.ingresso.com

Capacidade da sala: 113 lugares

Fonte: VEJA RIO