surrealismo

Caixa Cultural apresenta mostra de filmes da vanguarda californiana

Serão exibidos filmes inéditos que marcam a inovação da estética cinematográfica durante a revolução cultural e sexual americana

Por: Redação VEJA RIO - Atualizado em

James Broughton - The Bed
The Bed, de James Broughton (Foto: Divulgação)

A partir desta terça (4), A Caixa Cultural, no Centro, apresenta a mostra A Vanguarda de São Francisco. O evento, que acontece até o dia 16 de agosto, reúne 39 filmes, entre curtas, médias e longas-metragens nunca exibidos no Brasil. As produções selecionadas marcaram a época do movimento artístico conhecido como Renascença de São Francisco, nos Estados Unidos da década de 1940, após a Segunda Guerra Mundial. Os ingressos custam R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia). Toda a renda obtida com a bilheteria será doada ao programa Rio Sem Homofobia.

+ Minions será exibido em nova edição do CineMaterna

+ Saiba mais sobre os filmes em cartaz na cidade

A cidade de São Francisco foi um dos berços do cinema de vanguarda americano. Notavelmente influenciados pelo surrealismo, com montagem, enquadramentos e cortes fora dos padrões estéticos da indústria comercial hollywoodiana, os filmes também inovaram ao explorar outras experiências sensoriais. Entre os destaques da mostra estão The potted psalm (1947), de Sidney Peterson e James Broughton, primeiro filme da Renascença de São Francisco e do curso de cinema Workshop 20, e Castro Street (1966), de Bruce Baillie, curta-metragem premiado e selecionado para preservação pelo National Film Registry da Biblioteca do Congresso. Além dos quatro filmes dirigidos por Christopher Maclaine: Scotch hop (1959), Beat (1958), The man who invented Gold (1957) e The end (1953). Todos os filmes serão exibidos com legendas em português.

Na quinta, dia 13 de agosto, às 19h, será realizado ainda um debate gratuito com Daniel Caetano, cineasta, crítico de cinema, professor do curso de Produção Cultural da Universidade Federal Fluminense (UFF), e a cineasta Paula Maria Gaitán, viúva de cineasta Glauber Rocha, que foi premiada no Festival de Brasília pelo filme Exilados do Vulcão (2013). Eles vão analisar a emergência do cinema de vanguarda e underground na cidade de São Francisco e a relação destes diretores com o movimento artístico que ficou conhecido como a Renascença de São Francisco. 

James Broughton - Devotions
Devotions, de James Broughton (Foto: Divulgação)

Confira abaixo a programação completa:

4 de julho (terça-feira)

  • 17h - Sessão Sidney Peterson 1 - The cage (1947), 25 min; The petrified dog, (1947), 18 min; The lead shoes, (1949), 18 min.
  • 19h - Sessão James Broughton 1 - Mother’s day (1948) 15 min; Adventures of Jimmy (1950) 11 min; Loony Tom: the happy lover (1951), 10 min; Four in the afternoon, (1951), 15 min.

5 de agosto (quarta-feira)

  • 17h - Sessão James Broughton 2 - Big joy: the adventures of James Broughton, (2013), 82 min.
  • 19h - Sessão James Broughton e Sidney Peterson - The potted psalm, (1947), 25 min; The bed, (1968), 20 min; Windowmobile, (1975), 8 min.

6 de agosto (quinta-feira)

  • 17h - Sessão James Broughton 3 - This is it, (1971), 10 min; Dreamwood, (1972), 46 min; High Kukus, (1973), 3 min.
  • 19h - Sessão Bruce Baillie 1 - Mass for the Dakota Sioux, (1964), 21 min; Tung, (1966), 6 min; Castro street, (1966), 10 min; Valentin de las Sierras, (1967), 10 min.

7 de agosto (sexta-feira)

  • 17h - Sessão Christopher MacLaine - The end, (1953), 35 min; The Man who invented gold, (1957), 14 min; Beat, (1958), 6 min; Scotch hop, (1959), 6 min.
  • 19h - Sessão James Broughton 4 - The Golden positions (1970), 16mm, 32 min; Erogeny, (1976), 6 min; Song of the godbody, (1977), 11 min; Hermes Bird, (1979), 11 min.

8 de agosto (sábado)

  • 17h - Sessão Bruce Baillie 2 - All my life, (1966), 3 min; Quixote, (1965), 45 min.
  • 19h - Sessão Boughton 5 - The pleasure garden, (1953), 38 min; Testament, (1974), 20 min; The water circle, (1975), 3 min.
Christopher MacLaine - The Man Who Invented Gold
The Man Who Invented Gold, de Christopher MacLaine (Foto: Divulgação)

9 de agosto (domingo)

  • 17h - Sessão James Broughton 6 - Nuptiae, (1969), 14 min; Together, (1976), 3 min; Shaman psalm (1981), 16mm, 7 min; The garden of Eden, (1981), 8 min; Devotions (1983), 16mm, 22 min; Scattered remains, (1988), 14 min;
  • 19h - Sessão Sidney Peterson 2 - Clinic of stumble, (1947), 16 min; Horror dream (1947), 16mm,  10 min; Mr. Frenhofer and the Minotaur, (1948), 21 min; Man in a bubble(1981), 15 min.

11 de agosto (terça-feira)        

  • 17h - Sessão Bruce Baillie 1 - Mass for the Dakota Sioux, (1964), 21 min; Tung,(1966), 6 min; Castro street, (1966), 10 min; Valentin de las Sierras, (1967), 10 min.
  • 19h - Sessão James Broughton 2 - Big joy: the adventures of James Broughton, (2013), 82 min.

12 de agosto (quarta-feira)

  • 17h - Sessão James Broughton 1 - Mother’s day, (1948), 15 min; Adventures of Jimmy, (1950), 11 min; Loony Tom: the happy lover, (1951), 10 min; Four in the afternoon (1951), 16mm, 15 min.
  • 19h - Sessão Christopher MacLaine - The end, (1953), 35 min; The man who invented gold, (1957), 14 min; Beat, (1958), 6 min;Scotch hop, (1959), 6 min.

13 de agosto (quinta-feira)

  • 15h - Sessão James Broughton 2 - Big joy: the adventures of James Broughton, (2013), 82 min.
  • 17h - Sessão Boughton 5 - The pleasure garden, (1953), 38 min; Testament, (1974), 20 min; The water circle, (1975), 3 min.
  • 19h – Debate: participação de Daniel Caetano, cineasta, crítico de cinema, professor do curso de Produção Cultural da Universidade Federal Fluminense (UFF), e Marina Cavalcanti Tedesco (a confirmar), cineasta e publicitária, professora do Departamento de Cinema e Vídeo e colaboradora do programa de pós-graduação em Estudos Contemporâneos das Artes da UFF. Entrada franca.

14 de agosto (sexta-feira)

  • 15h - Sessão James Broughton 6 - Nuptiae, (1969), 14 min; Together, (1976), 3 min; Shaman psalm (1981), 16mm, 7 min; The garden of Eden, (1981), 8 min; Devotions, (1983), 22 min; Scattered remains, (1988), 14 min.
  • 17h - Sessão Sidney Peterson 2 - Clinic of stumble, (1947), 16 min; Horror dream, (1947), 10 min; Mr. Frenhofer and the Minotaur, (1948), 21 min; Man in a bubble, (1981), 15 min.
  • 19h - Sessão James Broughton 3 - This is it, (1971), 10 min; Dreamwood, (1972), 46 min; High Kukus, (1973), 3 min

15 de agosto (sábado)

  • 17h - Sessão James Broughton e Sidney Peterson - The potted psalm, (1947), 25 min; The bed, (1968), 20 min ; Windowmobile, (1975), 8 min.
  • 19h - Sessão Sidney Peterson 1 - The cage (1947), 25 min; The petrified dog, (1947), 18 min; The lead shoes, (1949), 18 min

16 de agosto (domingo)

  • 17h - Sessão James Broughton 4 - The golden positions, (1970), 32 min; Erogeny (1976), 6 min; Song of the Godbody, (1977), 11 min; Hermes Bird, (1979), 11 min
  • 19h - Sessão Bruce Baillie 2 - All my life, (1966) 3 min; Quixote, (1965) 45 min.

Fonte: VEJA RIO