CINEMA

Astro de Harry Potter estreia comédia romântica

Daniel Radcliffe interpreta personagem que soa como versão realista, urbana emais crescida do bruxinho

Por: Tiago Faria

Wallace (Daniel Radcliffe) e Chantry (Zoe Kazan): entre  a amizade e o amor
(Foto: Divulgação)

AVALIAÇÃO ✪✪✪ 

Para os fãs de Harry Potter, será inevitável sentir uma fisgada de nostalgia durante a sessão desta pequena comédia romântica canadense. Isso porque Daniel Radcliffe, o astro da franquia infantojuvenil, interpreta um personagem que soa como uma versão realista, urbana e um pouco mais crescida do bruxinho criado pela escritora J.K. Rowling. Apesar dos esforços recentes para variar o repertório e se mostrar mais adulto, o ator de 25 anos se sai especialmente bem no papel do rapaz um tanto tímido e desastrado. O sentimental Wallace abandona a faculdade de medicina e volta a morar na casa dos pais após o fim de um longo romance com uma colega de turma. Deprimido, ele às vezes sobe no telhado de casa para ouvir uma velha mensagem gravada pela ex. Os dias de tristeza só acabam quando ele conhece Chantry (a graciosa Zoe Kazan,de Ruby Sparks — A Namorada Perfeita), uma jovem espirituosa, criativa, também obcecada pelo filme A Princesa Prometida (1987) e, para azar dele, comprometida com um partidão. Sem outra saída, e disposto a não perdê-la, Wallace se contenta com a amizade. A trama, claro, é pura fórmula pronta, mas até os corações de pedra encontrarão dificuldades para resistir ao carisma do casal. Embalado por uma trilha indie de primeira (selecionada por A.C. Newman, da banda New Pornographers), o filme traz um roteiro tão ligeiro e leve quanto uma partida de quadribol. Direção: Michael Dowse (What If, Canadá/Irlanda, 2013, 98min). 12 anos. Estreou em 25/9/2014.

Fonte: VEJA RIO