ROTEIRO DA SEMANA

Shows

Por: Rafael Sento Sé - Atualizado em

ARMANDINHO. Virtuose do bandolim, o músico baiano alcançou reconhecimento para além do carnaval no fim da década de 70, quando fundou o grupo A Cor do Som. Desde 2009, usa o sobrenome Macedo para se diferenciar do homônimo gaúcho que faz um reggae-chiclete. Ele sobe ao palco do teatro Rival Petrobras para gravar um CD ao vivo ao longo de três noites. Na quinta (17), tem participação do guitarrista Davi Moraes; na sexta (18), dos companheiros do A Cor do Som; e, no sábado (19), do violinista Nicolas Krassik. Acompanhado de Cesário Leony (baixo), Márcio Diniz (bateria), Emanuel (percussão) e Yacoce Simões (teclados), Armandinho vai de Ravel a Jimi Hendrix. 16 anos. Teatro Rival Petrobras (472 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ? Cinelândia. Quinta (17) a sábado (19), 19h30. R$ 55,00. Bilheteria: 15h/21h (seg. a qua.); a partir de 15h (qui. a sáb.). TT.

ARNALDO ANTUNES E KARINA BUHR. Fã da jovem guarda a ponto de ter quando criança o boneco Mug ? um símbolo dos anos 60 ?, o ex-titã volta à Lapa para mostrar o repertório de Ao Vivo Lá em Casa, cuja sonoridade é fortemente influenciada pelo movimento musical que notabilizou Roberto Carlos. Ao lado de uma banda que inclui os guitarristas Edgard Scandurra (ex-Ira!) e Fernando Catatau, Antunes canta novidades e sucessos dos tempos do Titãs. Na abertura, a cantora e compositora Karina Buhr, também escoltada por Scandurra e Catatau, apresenta as canções de Longe de Onde. Nos intervalos, os DJs da festa Odara executam música brasileira. 18 anos. Circo Voador (2?000 pessoas). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. Sexta (18), 23h59. R$ 60,00. Bilheteria: 12h/19h (ter. a qui.); a partir de 12h (sex.). IC. www.circovoador.com.br.

BANDA BLACK RIO. . Lançado apenas na Europa pelo prestigiado selo Far-Out, Super Nova Samba Funk serve de base para a apresentação na Cinelândia. Ícone da música soul brasileira da década de 70, a banda recebe o rapper Black Alien e o baixista Arthur Maia para participações especiais. O DJ Zé Octavio comanda as carrapetas. 18 anos. Teatro Rival Petrobras (472 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ? Cinelândia. Sexta (18), 23h30. R$ 50,00. Bilheteria: 15h/21h (seg. a qui.); a partir de 15h (sex.). TT.

BEATRICE MASON. Canta desde os 6 anos, quando integrava o coral do Colégio Cruzeiro. Em 2005, fez shows no Mistura Fina, mas só em 2009 lançou seu primeiro disco, Mosaico. Canções deste trabalho e do compositor anglo-birmanês Nick Drake (1948-1974) integram o repertório da apresentação. 18 anos. Costello Barra (100 pessoas). Avenida das Américas, 3500, bloco 6, loja A, Barra (Centro Empresarial Le Monde), ☎ 3495-4401. Sábado (19), 21h. Cc: todos. Cd: todos.

BLOCO DO EU SOZINHO. O disco do Los Hermanos que dá nome ao show, um dos mais importantes do rock nacional da década passada, está completando dez anos. O aniversário motivou uma reedição do repertório. Da formação original da banda, apenas o baterista Rodrigo Barba participa. Outros músicos da mesma geração completam o quinteto desta celebração: Thiago Pedalino (guitarra e vocal), Bubu Trompete (trompete), Gabriel Bubu (guitarra) e Melvin (baixo). 18 anos. Teatro Rival Petrobras (472 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ? Cinelândia. Sexta (19), 23h30. R$ 50,00. Bilheteria: 15h/21h (seg. a qui); a partir de 15h (sex.). TT.

BRITNEY SPEARS. O roteiro da vida dessa cantora americana seguia à risca o de outras estrelas da música pop. Aos 27 anos, idade crítica do showbiz, ela estava afundada em drogas, havia perdido a guarda dos filhos e também a velha forma. A turnê Femme Fatale, que passa agora pela cidade, representa uma virada na carreira. Ao longo da noite, Britney troca de figurino sete vezes. No repertório, antigos e novos hits, como Hold It Against Me e I Wanna Go. O apetite pela polêmica, no entanto, não cessou. No clipe de Criminal, ela assalta uma loja de conveniência, o que provocou uma reação das autoridades em Londres, onde o vídeo foi rodado. É preciso correr para garantir ingresso. 12 anos. Praça da Apoteose (35 000 pessoas). Avenida Marques de Sapucaí, s/nº, Catumbi, ☎ 4003-1527. Terça (15), 21h. R$ 220,00 (pista) e R$ 550,00 (pista premium).

BRUNO & MARRONE . Desde que sofreu um acidente de helicóptero, em maio, Marrone está afastado dos palcos. Portanto, o lançamento de Juras de Amor, 18º disco da dupla, será pilotado apenas por Bruno. Além de faixas do novo álbum, ele executa hits como Dormi na Praça e Que Pescar que Nada. 18 anos. Citibank Hall (3 337 lugares). Avenida Ayrton Senna, 3000 (Shopping Via Parque), Barra. Informações, ☎ 0300 7896846 (9h/21h). Sábado (19), 22h. R$ 90,00 (poltrona e setor lateral) a R$ 160,00 (camarote e setor VIP). Bilheteria: 12h/20h (seg. a sex.); a partir das 12h (sáb.). Cc: todos. Cd: R e V. TM. Estac. (R$ 5,00). → www.citibankhall.com.br.

CABEZA DE PANDA CONVIDA. Banda de apoio da turnê A Arte do Barulho, de Marcelo D2, o trio Alexandre Vaz (guitarra e voz), Lourenço Monteiro (bateria e voz) e Mauro Berman (baixo e teclado) recebe convidados a cada quarta-feira de novembro. Na estreia, eles servem de anfitriões dos cantores Toni Platão e Dado Villa-Lobos. 18 anos. Gabinete (650 lugares). Rua do Senado, 53, Lapa, ☎ 2224-0822. Quarta (16), 23h30. R$ 25,00. Cc: todos. Cd: todos.

CARLINHOS VEIGA. O violeiro goiano lança seu primeiro DVD, Chão. Gravado em Pirenópolis, cidade histórica de seu estado natal, o trabalho é uma retrospectiva da carreira toda dedicada à música regional. 16 anos. Teatro Rival Petrobras (472 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ? Cinelândia. Quarta (16), 19h30. R$ 40,00. Bilheteria: 15h/21h (seg. e ter.); a partir de 15h (qua.). TT.

CÍCERO E DEAD LOVERS TWISTED HEART. Apresentações gratuitas de novos nomes da cena independente brasileira. Esta é a proposta do projeto Cedo e Sentado, que em sua próxima edição traz o cantor e compositor carioca Cícero e a banda mineira. O primeiro mostra temas dos discos Ruído e Canções de Apartamento, que fazem uma fusão de rock e MPB. Já o quarteto mistura folk e punk em show cheio de energia. 18 anos. Studio RJ (400 pessoas). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, ☎ 2523-1204, ? General Osório. Quarta (16), 21h30. Grátis. www.studiorj.org.

CRISTÓVÃO BASTOS. Fiel escudeiro do cantor e compositor Paulinho da Viola, o pianista sobe ao palco ao lado de Zé Canuto (saxofone) e João Lyra (violão) para noite de jazz com uma pegada bem brasileira. 18 anos. Studio RJ (400 pessoas). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, ☎ 2523-1204, ? General Osório. Terça (15), 21h30. R$ 50,00. www.studiorj.org.

DEL REY. O vocalista China (ex-Sheik Tosado) e integrantes do grupo Mombojó se juntaram em Recife, oito anos atrás, para prestar um tributo à dupla Roberto e Erasmo Carlos. Em homenagem à majestade da MPB, batizaram o projeto de Del Rey. É esse trabalho que eles exibem agora no Rio. Com arranjos renovados, o grupo executa, entre outros sucessos, Detalhes, Eu Te Amo, Além do Horizonte e Negro Gato. 18 anos. Studio RJ (400 pessoas). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, ☎ 2523-1204, ? General Osório. Sábado (19), 23h. R$ 30,00. www.studiorj.org.

DONA IVONE LARA. A grande dama do samba e excepcional melodista solta a voz em mais uma comemoração pelos 90 anos, dessa vez em Bangu. Apresenta grandes sucessos de sua autoria, a exemplo de Acreditar e Sonho Meu, ambas em parceria com Délcio Carvalho, Mas Quem Disse que Eu Te Esqueço, com Hermínio Bello de Carvalho, e Enredo do Meu Samba, com Jorge Aragão. Após o show, Tiãozinho da Mocidade e o Grupo Arruda dão os seus recados. 18 anos. Lona Cultural Municipal Hermeto Pascoal (1?000 pessoas). Praça 1º de Maio, s/nº, Bangu, 3332-4900. Segunda (14), 22h. R$ 30,00.

DORINA. Apesar de gravado em 2006, apenas agora sai o primeiro DVD da cantora, no qual ela homenageia o sambista Luiz Carlos da Vila (1949-2008). O repertório também traz composições de Moacyr Luz, Sereno, Arlindo Cruz e Candeia. Participações de Mauro Diniz e da bateria da Portela. 16 anos. Teatro Rival Petrobras (472 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ? Cinelândia. Segunda (14), 19h30. R$ 40,00. Bilheteria: a partir de 15h (seg.). TT.

DUO CARA & COROA. Formada pelo percussionista Robertinho Silva e pelo violonista Gabriel Improta, a dupla mostra a evolução da música instrumental brasileira ao longo do século passado. Começa com o choro, no início do período, passa pelo samba-jazz da década de 60 e alcança os dias de hoje com a fusão de diferentes gêneros. Na retaguarda ficam Rodrigo Villa (baixos acústico e elétrico), Gabriel Geszti (teclado) e Julio Diniz (percussão). Participações da cantora Mariana de Moraes e do saxofonista Mauro Senise. Livre. Espaço Tom Jobim (500 lugares). Rua Jardim Botânico, 1008, Jardim Botânico, ☎ 2274-7012. Sábado (19), 20h30. R$ 40,00. Bilheteria: 14h/18h (ter. a sex.); a partir de 14h (sáb.). IC →

DUO PINHO BRASIL. Com foco nos ritmos populares, Fábio Neves (violão 8 cordas e viola caipira) e Márcio Valongo (bateria) apresentam programa instrumental dedicado a compositores como Waldyr Azevedo e César Camargo Mariano. Participação do violonista Ramon Araújo. 18 anos. Santo Scenarium (120 lugares). Rua do Lavradio, 36, Centro, ☎ 3147-9007. Segunda (14), 18h30. R$ 10,00. Cc: todos. Cd: todos. santoscenarium.blogspot.com.

ENCONTRO INTERNACIONAL DE BANDOLINS. Em sua primeira edição, o festival apresenta a cada dia um brasileiro e um estrangeiro identificado com o choro. No domingo (13), Paulo Sá, integrante da Camerata Brasil, recebe a colega americana Marilynn Mair, que transita entre o erudito e o popular e já se apresentou no Carnegie Hall, no Lincoln Center e na Casa Branca. Na segunda (14), um grupo de seis alunos abre a tarde que tem ainda Joel Nascimento. Entre uma apresentação e outra, o italiano Ugo Orlandi faz palestra sobre o conterrâneo Carlo Munier. Na terça (15), quem conversa com a plateia e toca é o americano Barry Mitterhoff, especialista num tipo de blues chamado bluegrass. O show de Mitterhoff é depois de Ronaldo do Bandolim. componente do Trio Madeira Brasil. No encerramento, Afonso Machado, do Galo Preto, e o americano Don Stiernberg falam sobre o instrumento e este mostra que é craque no improviso. Livre. Centro Cultural da Justiça Federal (140 lugares). Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550, ? Cinelândia. Domingo (13), 16h; terça (15) e quarta (16), 14h. Grátis. → www.ccjf.tfr2.gov.br; Escola de Música da UFRJ. Rua do Passeio, 98, Centro, 2240-1391, ? Cinelândia. Segunda (14), 12h. Grátis. www.momentoriobandolim.com.br.

FLAMENGO É FLAMENGO. Batizado com a tirada de Ronaldinho Gaúcho na festa de apresentação do jogador na Gávea, o show em comemoração ao aniversário do clube leva uma seleção de músicos ao palco da Lapa: Leandro Sapucahy, Diogo Nogueira, Arlindo Cruz, Toni Garrido, Neguinho da Beija-Flor, Moacyr Luz, Ivo Meirelles e Dominguinhos do Estácio. 18 anos. Fundição Progresso (4 000 pessoas). Rua dos Arcos, 24, Lapa, ☎ 2220-5070. Segunda (14), 23h. R$ 50,00 (2º lote) a R$ 80,00 (5º lote). Bilheteria: a partir de 15h (seg.). → www.fundicaoprogresso.com.br.

GENÉSIO TOCANTINS. No penúltimo show da série Música do Brasil Central, o violonista e compositor que já tocou com Fagner e a dupla Xavantinho e Pena Branca sobe ao palco escoltado por Manoel Braga (sanfona) e Paulinho Braga (guitarra e bandolim). Temas autorais como Frutos da Terra, Sinergia e Ralabucho misturam-se a outros de temática sertaneja. Em 2012, Tocantins vai viajar por vinte capitais brasileiras com o espetáculo Brasil Clássico Caipira, que reveste o gênero com a embalagem das orquestras sinfônicas. Livre. Teatro II do CCBB (155 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Terça (15), 12h30 e 19h. R$ 6,00. Bilheteria: a partir de 9h (ter.). → www.bb.com.br/cultura.

GUI AMABIS. Leia em Veja Rio Recomenda . 16 anos. Espaço Sesc (242 pessoas). Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana, ☎ 2547-0156. Terça (15) e quarta (16), 21h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir de 15h (ter. e qua.). www.sescrio.org.br.

JU CASSOU E MÁRVIO CIRIBELLI. A cantora e o pianista sobem ao palco para apresentar o show Batuque Jazz. De voz doce e bom senso melódico, Ju participou do grupo Garganta Profunda, foi morar na Alemanha e voltou em 2009 para dar uma arrancada na carreira-solo. Já Ciribelli é habitué das casas de jazz da cidade. A habilidade ao piano o levou a participar por quatro vezes do prestigiado Festival de Montreux, na Suíça. A dupla sobe ao palco na companhia de Amaro Júnior (bateria) e Rogério Fernandes (baixo) com os quais envereda por programa que inclui Chiquinha Gonzaga e Luiz Eça, além de temas autorais do próprio Ciribelli. Livre. Centro Cultural Ibeu (110 lugares). Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 690, 11º andar, Copacabana, ☎ 3816-9400, ? Siqueira Campos. Quin­ta (17), 19h. Grátis. Distribuição de senhas uma hora antes.

JULIA VOLKOVA. Com a conterrânea Lena Katina, a cantora russa liderava o extinto grupo t.A.T.u. que ficou conhecido pelos clipes e pelas performances provocantes. Em carreira-solo, Julia faz sua primeira turnê pela América do Sul e mostra que não abandonou o electropop. O hit All the Things She Said é um dos momentos mais aguardados da noite. 18 anos. Circo Voador (2?000 pessoas). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. Quinta (17), 23h59. R$ 140,00. Bilheteria: 12h/19h (ter. e qua.); a partir de 12h (qui.). IC. www.circovoador.com.br.

LEO JAIME. Estrela do rock brasileiro nos anos 80, o cantor e compositor pisou o freio e lançou apenas dois discos na década passada ? Rock Estrela (2004) e Interlúdio (2008). Na verdade, ele vem diversificando seu trabalho. Em 2010, subiu ao palco para interpretar dom João VI no musical Era no Tempo do Rei, inspirado no livro homônimo de Ruy Castro, e passou a dar expediente na televisão, como convidado do programa Saia Justa, exibido por um canal pago. Depois de se apresentar no Morro da Urca, no início do ano, Leo Jaime volta a desfiar alguns de seus hits dos anos 80, como A Fórmula do Amor, A Vida Não Presta, Mensagem de Amor, As Sete Vampiras, Nada Mudou e Lágrimas e Chuva. 18 anos. Lapa 40° (2?000 pessoas). Rua do Riachuelo, 97, Lapa, ☎ 3970-1329/ 1334/ 1338. → Sexta (18), 23h59. Mulher: R$ 20,00. Homem: R$ 30,00. Cc: V e M. → www.lapa40graus.com.br.

LINCOLN OLIVETTI. Até a participação no CopaFest, no mês passado, no Copacabana Palace, o tecladista e produtor amargou certo ostracismo durante quase três décadas. Seu último grande espetáculo havia sido no Festival de Montreux, na Suíça, em meados dos anos 80, ao lado de Jorge Ben Jor. Na época, era considerado um dos mais importantes produtores da MPB e assinou obras de grande sucesso, caso de Não Vá (Tim Maia) e Assim Caminha a Humanidade (Lulu Santos). Sua versão de Festa do Interior, gravada por Gal Costa, também lhe rendeu prestígio. Ao lado de uma nova geração de bons músicos ? Donatinho nos teclados, Kassin no baixo e Davi Moraes na guitarra ? Olivetti lembra os bons tempos. 14 anos. Solar de Botafogo (160 lugares). Rua General Polidoro, 180, Botafogo, ☎ 2541-1941. Terça (15), 21h30. R$ 40,00. www.solardebotafogo.com.br.

LOADED. Depois de deixar o Guns n?Roses, Duff McKagan trocou o baixo pela guitarra e assumiu os microfones desta banda que faz sua primeira apresentação na cidade. Ele também mantém carreira paralela com o Velvet Revolver. Escoltado pelo guitarrista Mike Squires, pelo baixista Jeff Rouse e pelo baterista Isaac Carpenter, McKagan apresenta as músicas do disco mais recente, The Talking. 16 anos. Vivo Rio (2 000 lugares). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Aterro do Flamengo, ☎ 2272-2900. Sexta (18), 22h. R$ 99,00 (pista e camarote B) a R$ 199,00 (camarote A). Bilheteria: 12h/21h (seg. a qui.); a partir de 12h (sex.). Estac. c/manobr. (R$ 20,00). IR. www.vivorio.com.br.

LOOPCÍNIO. Esta é uma das mais inventivas homenagens ao cantor e compositor gaúcho Lupicínio Rodrigues (1914-1974). Trata-se do CD lançado em 2005 pelo cantor, compositor e guitarrista Thedy Corrêa, do Nenhum de Nós ("Camilaá-Camilááá"), e pelo produtor Sacha Amback, profissional que já atuou em discos de Caetano Veloso, Lulu Santos, Adriana Calcanhotto e Zeca Baleiro. Suas versões para Nervos de Aço, Volta, Cadeira Vazia e Felicidade reatualizam a obra melancólica de Rodrigues, com arranjos que recorrem à mistura de sintetizadores e percussão. Na bateria, Jongui completa a formação. Livre. Caixa Cultural (189 lugares). Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 2544-4080, ? Carioca. → Quarta (16) e quinta (17), 19h30. R$ 15,00. Bilheteria: 10h/20h (ter.); a partir de 10h (qua. e qui.). → www.caixa.gov.br/caixacultural.

MALLU MAGALHÃES. Quatro anos após surgir como fenômeno da internet, a jovem cantora lança seu terceiro disco. Pitanga tem produção assinada pelo marido, Marcelo Camelo, e músicas com letras que surpreendem pela sinceridade. Já as melodias primam pelo poder de grudar na cabeça. Acompanhada de Rafael Miranda (bateria), Thiago Consorti (baixo), Davi Bernardo (metalofone, teclados e escaleta) e Rodolfo Guilherme (trompete), ela mistura temas novos, como Velha e Louca e Sambinha Bom, com obras dos CDs anteriores, a exemplo de Te Acho Tão Bonito. Olha Só Moreno soa como uma provocação a Camelo, especialista em composições que, desde o Los Hermanos, homenageavam as morenas. 18 anos. Studio RJ (400 pessoas). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, ☎ 2523-1204, ? General Osório. Sexta (18), 23h. R$ 30,00. www.studiorj.org.

MAÍRA FREITAS. Pianista de formação erudita, a moça é filha de Martinho da Vila e irmã mais nova de Mart?nália. Lançado neste ano, seu CD homônimo de estreia serve de base para a apresentação que, além da paterna Disritmia, tem Mambembe, de Chico Buarque, e Recado, de Gonzaguinha. De sua autoria, Corselet parte de um fato cotidiano para falar objetivamente com as mulheres. Livre. Auditório da Rádio Roquette-Pinto (53 lugares). Avenida Erasmo Braga, 118, 11º andar, Centro. Informações, ☎ 2333-2094, ? Carioca. Quarta (16), 12h30. Grátis. Distribuição de senhas uma hora antes.

MARIA GADÚ. Depois de conquistar o país, a celebridade do pop investe na carreira internacional. Seu primeiro hit, Shimbalaiê, atingiu o topo das paradas na Itália neste ano. Já habituada a grandes palcos e multidões na plateia, a cantora relembra os tempos em que tocava num restaurante de comida natural na Barra e faz apresentação intimista no encerramento da série Astros em Cena. Tudo Diferente, Bela Flor, Encontro e Linda Rosa devem animar o público. 14 anos. Planetário da Gávea (260 lugares). Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100, Gávea, ☎ 2274-0046. Sexta (18), 20h. Grátis. Distribuição de senhas duas horas antes.

MOVIMENTO CARIOCA. Forró, reggae, rock e sambalanço são os ingredientes dessa noite diversificada. Dono de um séquito fiel de admiradores, o guitarrista Maurício Baia abre a noite com seu folk rock de levada nordestina. Em Habeas Copus, A Trilha Sonora da Vida e Lado Oposto, a plateia costuma acompanhar e soltar a voz junto com o artista. Depois é a vez do Raiz do Sana com seu pé de serra que não deixa ninguém parado. O reggae do Nayah faz a transição para o suingue vibrante do Farofa Carioca, que fecha a noite com hits como Doidinha, Moro no Brasil e São Gonça. A versão para o funk Feira de Acari, dos primórdios da carreira do DJ Marlboro, é ótima. 18 anos. Fundição Progresso (4?000 pessoas). Rua dos Arcos, 24, Lapa, ☎ 2220-5070. Sábado (19), 23h. R$ 60,00 (2º lote) a R$ 80,00 (4º lote). Bilheteria: 15h/18h (seg. a sex.); a partir de 15h (sáb.). → www.fundicaoprogresso.com.br.

RAFAEL PONDÉ. Baiano radicado no Rio há um ano e meio, o cantor e compositor mostra temas do recém-lançado Sorriso de Flor e antecipa parte do repertório que estará em seu primeiro DVD. Na companhia de Maurício Braga (bateria), Meco Dutra (baixo), Cláudio Mendes (teclado) e Marcos Odara (percussão), o cantor recebe Janaína Moreno para mostrarem a parceria Lampião de Maria. Também sobem ao palco Hananza e Mariella Santiago. 14 anos. Solar de Botafogo (160 lugares). Rua General Polidoro, 180, Botafogo, ☎ 2541-1941. Quinta (17), 21h30. R$ 40,00. www.solardebotafogo.com.br.

RESTART. Integrada por Pe Lu (voz e guitarra), Pe Lanza (voz e baixo), Koba (voz e guitarra) e Thomas (bateria e synth), a banda teen nasceu como um fenômeno das redes sociais e ganhou impulso nas telas da MTV. O visual colorido deu lugar a figurinos mais sóbrios, que marcam a nova fase do quarteto, de volta à cidade para lançar Geração Z. Novos petardos se somam aos sucessos Recomeçar, Vou Cantar e Levo Comigo. 16 anos. Vivo Rio (4?000 pessoas). Avenida Infante Dom Henrique, 85, Aterro do Flamengo, ☎ 2272-2900. Domingo (20), 18h. R$ 70,00 (pista) a R$ 150,00 (camarote A). Estac. c/manobr. (R$ 20,00). IR. www.vivorio.com.br.

RINGO STARR. Leia em Veja Rio Recomenda. 18 anos. Citibank Hall (8?433 pessoas). Avenida Ayrton Senna, 3000 (Shopping Via Parque), Barra. Informações, ☎ 0300 7896846 (9h/21h). Terça (15), 21h30. R$ 200,00 (pista) a R$ 500,00 (camarote). Bilheteria: 12h/20h (seg.); a partir das 12h (ter.). Cc: todos. Cd: R e V. TM. Estac. (R$ 5,00). → www.citibankhall.com.br.

ROBERTINHO DE PAULA. Depois de uma turnê pela Itália, o violonista lança por aqui Natural, disco instrumental de estreia produzido por Mauro Cleverson. O repertório tem composições autorais e do pai, o multi-instrumentista Irio de Paula. Sobe ao palco escoltado por Berval Moraes (baixo acústico e elétrico) e Regis Gonçalves (bateria). 18 anos. Santo Scenarium (120 lugares). Rua do Lavradio, 36, Centro, ☎ 3147-9007. Sexta (18), 20h30. R$ 10,00. Cc: todos. Cd: todos. santoscenarium.blogspot.com.

RODRIGO SANTOS. O baixista do Barão Vermelho desenvolve sólida carreira-solo. Seus dois primeiros discos têm belas canções próprias influenciadas pela sonoridade da década de 60. Neste ano gravou o DVD Ao Vivo em Ipanema, com trechos registrados no Teatro Ipanema e no Arpoador. A filmagem teve participações dos cantores Ney Matogrosso e do guitarrista Leoni. Volta ao bairro para lançar o trabalho que é recheado de suas animadas composições. 14 anos. Teatro Ipanema (300 lugares). Rua Prudente de Morais, 824, ☎ 2523-9794. Sexta (18), 21h. R$ 40,00.

RPM. Liderado pelo galã e cantor Paulo Ricardo, o grupo foi uma sensação do rock nacional na década de 80, com os megassucessos Rádio Pirata, Olhar 43 e A Cruz e a Espada. O vocalista e baixista voltou a tocar junto com Luiz Schiavon (teclado), Fernando Deluqui (guitarra e vocal) e Paulo P.A. (bateria) no fim da década passada. Além dos hits indispensáveis, apresentam quatro inéditas que farão parte do próximo disco do quarteto. 15 anos. Citibank Hall (3?337 lugares). Avenida Ayrton Senna, 3000 (Shopping Via Parque), Barra. Informações, ☎ 0300 7896846 (9h/21h). Sexta (18), 22h. R$ 60,00 (setor lateral) a R$ 130,00 (camarote). Bilheteria: 12h/20h (seg. a qui.); a partir das 12h (sex.). Cc: todos. Cd: R e V. TM. Estac. (R$ 5,00). → www.citibankhall.com.br.

SOM EM 4 TEMPOS. .Noel Rosa é o homenageado da série nesta semana. Na quinta (17), o pianista Gilson Peranzzetta e o saxofonista Mauro Senise lançam o CD e DVD com versões instrumentais para clássicos do "Poeta da Vila". Na sexta (18), o cavaquinista e violonista Henrique Cazes encontra a cantora Cristina Buarque para reeditar o espetáculo Sem Tostão... A Crise Não É Boato, que teve boa repercussão na década de 90. Abordam em ordem cronológica o embate musical entre Rosa e seu arquirrival Wilson Batista. Livre. Sala Funarte Sidney Miller (125 lugares). Rua da Imprensa, 16, térreo, Centro, ☎ 2279-8104, ? Cinelândia. Quinta (17) e sexta (18), 18h30. R$ 10,00.

STANLEY JORDAN E DUDU LIMA TRIO. Em uma das suas muitas vindas ao Brasil, o guitarrista americano conheceu o baixista mineiro e se apaixonou por sua sonoridade pulsante. Não poupa elogios ao brasileiro e diz com todas as palavras que Lima está entre os melhores do mundo. Ao lado de Ricardo Itaborahy (teclados, escaleta e vocal) e Leandro Scio (bateria), eles enveredam por repertório que inclui Beatles, Led Zepellin e Milton Nascimento. Abrem a noitada a cantora Fernanda Ca e o grupo Nova Lapa Jazz. 18 anos. Circo Voador (2?000 pessoas). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. Sábado (19), 23h59. R$ 100,00. Bilheteria: 12h/19h (ter. a qui.); 12h/0h (sex.); a partir de 22h (sáb.). IC. www.circovoador.com.br.

WILSON MOREIRA. Muito bem acompanhado pelos percussionistas Beto Cazes, Carlos Negreiros, Jovi Joviniano e Marcos Suzano, um dos vértices do maravilhoso disco A Arte Negra de Wilson Moreira e Nei Lopes revela uma face menos conhecida de seu trabalho em Wilson Moreira + Baticum, lançado neste ano. Jongo, lundus e pontos de candomblé de autoria própria integram as onze faixas do CD, que começou a ser produzido em 1988, sob a supervisão do japonês Katsunori Tanaka, uma figura importante na divulgação do ritmo e que gravou na década de 70 bambas um tanto esquecidos por aqui. Participações do cavaquinista Henrique Cazes e da cantora Luiza Dionizio. Livre. Centro Cultural Solar de Wilson Moreira (90 lugares). Rua Barão de Ubá, 45, Praça da Bandeira, ☎ 3241-7300/ 7168-0078. Sábado (19), 15h. R$ 10,00.

EM CARTAZ

BOSSA JAZZ E MUITO MAIS. Nomes como o do saxofonista Raul Mascarenhas e da cantora americana Alma Thomas já passaram pelo palco do restaurante do hotel Marina Palace. Na quinta (17), é a vez do Cecelo Trio, que ataca do blues ao maracatu; na sexta (18), o guitarrista Fernando Clark, um dos idealizadores do projeto, sobe ao palco ao lado de Cássio Cunha (bateria), Nema Antunes (baixo) e Fernando Morais (teclado) para uma noite dedicada ao guitarrista americano Wes Montgomery. No sábado (19), o saxofonista Leo Gandelman apresenta clássicos do gênero à frente do quarteto formado ainda por David Feldman (piano), Guto Wirti (baixo) e Renato Massa (bateria). Participação de Sergio Trombone. 18 anos. Vizta (80 lugares). Avenida Delfim Moreira, 630, Leblon (Hotel Marina Palace), ☎ 2172-1089. Quinta (17) a sábado (19), 21h30. R$ 30,00. →

ENCONTRO COM A AMÉRICA DO SUL. No mês em que Niterói faz aniversário, uma rica programação cultural gratuita agita a cidade. No feriado de terça (15), às 19h30, o cantor Ney Matogrosso apresenta o excelente show do disco Beijo Bandido, no palco montado na Praia de Icaraí, em frente à rua Belisário Augusto. No mesmo local e horário, só que no domingo (20), é a vez de Milton Nascimento dividir a cena com a diva da música peruana Susana Baca, atual ministra da Cultura do país. Pelo Teatro Municipal passam a cantora uruguaia de tango Mônica Navarro, na terça (15), e a banda de rock também do Uruguai Cuarteto de Nos, na quarta (16) e na quinta (17). Já na sexta (18), é a vez do pop-rock da colombiana Maria del Mar e, no domingo (20), dos argentinos da Orquestra Juvenil do Bicentenário. Indicado aos fãs de salsa, os colombianos do Conmoción Orquestra mostram seu som Espaço Cultural AMF Unimed, na quinta (17) e na sexta (18). 14 anos. Teatro Municipal de Niterói (400 lugares). Rua XV de Novembro, 35, Centro, Niterói, ☎ 2620-1624. Terça (15) a sexta (18); domingo (20), 17h. Grátis (distribuição de senhas meia hora antes); 14 anos. Espaço Cultural AMF Unimed (330 lugares). Avenida Roberto Silveira, 123, Icaraí, Niterói, ☎ 2710-1348/ 3522. Quinta (17) e sexta (18), 21h. Grátis (Distribuição de senhas meia hora antes).

ITHAMARA KOORAX. Considerada uma das principais vozes brasileiras da atualidade, a intérprete faz temporada no local todo sábado deste mês. No repertório, clássicos de jazz ganham a companhia de composições de Vinicius de Moraes, Dorival Caymmi e João Gilberto. 18 anos. Horse?s Neck (65 lugares) Avenida Atlântica, 4240, nível E (Hotel Sofitel Rio), Copacabana, ☎ 2525-1232. Sábado (19), 21h. R$ 20,00.

RODRIGO MARANHÃO.. Gravada por Maria Rita, Caminho das Águas, composição de Maranhão, rendeu à cantora um Grammy Latino em 2006 e abriu as portas para a carreira-solo do músico, que também é líder do Bangalafumenga. Além das faixas de Passageiro (2010), deve relembrar algumas de Bordado (2007), disco de estreia que trazia Samba de Um Minuto, O Osso e Recado. No domingo (20), às 17h, o grupo Rio Maracatu organiza oficina de percussão gratuita. Livre. Quiosque do CCBB. Avenida Atlântica, quiosque 17 (na altura da Rua Siqueira Campos), Copacabana, ? Siqueira Campos. Sábado (19), 18h. Grátis.

Fonte: VEJA RIO