EXPOSIÇÕES

Sérvulo Esmeraldo

Aos 85 anos, o artista tem apresentada pela primeira vez no Rio uma grande antologia dos seus trabalhos

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪

fotos Gentil Barreira/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Dono de múltiplos talentos, cearense da cidade de Crato, ele iniciou sua carreira dedicando-se à xilogravura, mas já investiu em pintura, ilustração, escultura e até arte cinética ? movimento no qual foi um dos precursores no Brasil, no início da década de 60. Aos 85 anos, o artista tem apresentada pela primeira vez no Rio uma grande antologia dos seus trabalhos. Com curadoria de Max Perlingeiro, a bem cuidada mostra na Pinakotheke Cultural reúne 74 criações dos mais variados tipos, produzidas desde os anos 50. Chama atenção, logo na primeira sala da individual, a seleção de objetos cinéticos, como O Escriba (1962), uma espécie de aparelho que, através de um sistema de motor e ímãs, faz palitos metálicos se moverem sobre uma superfície plana. Há ainda nove curiosas obras da série que o artista batizou como Excitáveis, produzidas entre o fim da década de 60 e meados da seguinte, com materiais movidos por força da eletricidade estática ? basta o visitante passar a mão próximo a elas para ver o efeito. Mesmo peças bidimensionais sugerem movimento. É o caso de La Cible (1984), uma acrílica sobre tela que direciona o olhar para o centro, como se o espectador se voltasse para um poço. Na mesma linha, Cônicas, Côncavas e Convexas (2004-2012) é uma série de esculturas de aço dispostas no chão, algumas aparentemente na iminência de girar em torno de si mesmas.

Pinakotheke Cultural. Rua São Clemente, 300, Botafogo, ☎ 2537-7566. Segunda a sexta, 10h às 18h. Sábado, 10h às 16h. Grátis. Até sábado (30).

Do vovô, com carinho: a neta do artista é homenageada na série batizada como Suite Sofia Barros, de treze coloridas obras em pastel oleoso sobre papel que evocam traços infantis

Fonte: VEJA RIO