EXPOSIÇÕES

Pernambuco Experimental

Maior mostra desde a inauguração do Museu de Arte do Rio, a coletiva reúne mais de 400 obras de cerca de oitenta artistas

Por: Carolina Barbosa - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪✪

Cícero Dias/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Maior mostra desde a inauguração do Museu de Arte do Rio, a coletiva reúne mais de 400 obras de cerca de oitenta artistas, que traçam um panorama da arte experimental pernambucana entre os anos de 1900 e 1980. Trata-se, portanto, de uma riquíssima aula de história da arte da região, para a qual se recomenda uma visita sem pressa. Há pinturas, desenhos, fotografias, vídeos, músicas, registros de performances e documentos, incluindo nomes de peso como Vicente do Rego Monteiro, João Cabral de Melo Neto, Montez Magno e Cícero Dias. É desse último, aliás, o trabalho mais impactante da atração, o monumental painel Eu Vi o Mundo... Ele Começava no Recife. Com 12 metros de largura e

2 metros de altura, a obra-prima do autor é repleta de detalhes e levou três anos para ser concluída, de 1926 a 1929.

Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 3031-2741. → Terça a domingo, 10h às 17h. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 30 de março.

Fonte: VEJA RIO