COTIDIANO

Veja como será o novo Imperator

Grande casa de shows nos anos 90, o Imperator, no Méier, será reaberto após 16 anos de abandono

Por: Ernesto Neves - Atualizado em

Considerado nos anos 90 uma das casas de shows mais importantes do Brasil, o Imperator vai reabrir após 18 meses de obras. A reinauguração acontece no dia 12 de junho e terá show do cantor Diogo Nogueira, com participações de Alcione e bateria da Portela. Em obras desde 2010, o prédio localizado no Méier teve investimentos de 28 milhões de reais e foi rebatizado, chamando-se agora Centro Cultural João Nogueira, uma homenagem ao sambista e morador do bairro, morto em 2000.

Com 7277 metros quadrados de área, o espaço vai abrigar cinemas, teatro, palco para shows, restaurante, sala de exposições, café e área de lazer. Com quatro pavimentos, o centro terá no térreo um café e o teatro, que terá 607 lugares na plateia. A mesma arena poderá ainda receber shows para um público de até 1.500 espectadores. No segundo piso, as três salas novas de cinema com 396 assentos no total vão diminuir a carência do bairro carioca por espaços para exibição de filmes. No terceiro piso, uma sala de exposições terá como mostra inaugural a vida e obra do sambista João Nogueira. No quarto e último andar há um terraço verde, com praça e parquinho infantil, além de um restaurante.

De acordo com a prefeitura, o novo Imperator deverá receber atrações culturais que estejam no circuito Centro e Zona Sul. A previsão é que os ingressos para shows custem, em média, cerca de R$ 50,00, enquanto as peças teatrais adultas devem ter ingresso a R$ 40,00, e as infantis, a R$ 25,00. Aberto em 1954, o Imperator foi o maior cinema da América Latina até 1991, quando tornou-se casa de shows. Por seu palco passaram grandes nomes da MPB, como Roberto Carlos, Caetano Veloso e Tom Jobim, assim como atrações internacionais de peso, entre elas Bob Dylan e Tina Turner.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Fonte: VEJA RIO