DIVERSÃO

O melhor da Bienal

No ano em que a Bienal do Livro do Rio comemora três décadas de existência, reunimos 30 atrações imperdíveis para você curtir no evento, que vai até o dia 8 de setembro

Por: Daniela Pessoa e Louise Peres - Atualizado em

bienal-livro.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

#ACAMPAMENTO NA BIENAL

Dedicada aos jovens leitores, a novidade desta Bienal é um espaço que vai enfocar a literatura da convergência: interatividade, as possibilidades dos novos suportes, novas experiências de leitura.

1 - Bate-papo de viajante

Quem gosta de acompanhar as expedições por lugares incomuns e em conflito no Não Conta Lá Em Casa, do Multishow, vai adorar a oportunidade de ouvir, ao vivo, os relatos de um de seus apresentadores. O jornalista e publicitário André Fran vai à Bienal falar de seu primeiro livro, que leva o mesmo nome do programa, e compartilhar um pouco das experiências que ele e os colegas vivenciam mundo afora.

Não conta lá em casa. Aventuras e desventuras de viajar sem os pais Quando: Sexta (30), 15h Onde: Pavilhão Verde

Saiba mais: Bienal aposta em atrações voltadas para os jovens

2 - Entre anjos e vampiros

Um dos principais representante do fenômeno da literatura fantástica no Brasil, o carioca Raphael Draccon vai debater o interesse dos jovens pela leitura e o sucesso do gênero no país, mesmo com tão poucos autores.

Escritos e escritores de literatura fantástica no Brasil Quando: Sábado (31), 17h Onde: Pavilhão Verde

3 - A Porta ao vivo

Os inspirados roteiros da galera do Porta dos Fundos saíram do YouTube para integrar um livro lançado este mês pela editora Sextante, com prefácio assinado por Luis Fernando Verissimo. O grupo humorístico aproveita a Bienal, onde autografa o livro, para bater um papo sobre a experiência de produzir o canal de vídeos mais assistido do país e discutir as transformações dos hábitos culturais dos jovens na internet. É fã de Fábio Porchat, Antonio Tabet, Clarice Falcão e cia? Apareça por lá cedo! As senhas para o bate-papo com a equipe do Porta dos Fundos serão distribuídas pela organização da Bienal, uma hora antes

Em tempo: as senhas para os autógrafos nos livros serão distribuídas no estande da Editora Sextante, no Pavilhão Azul, a partir das 10h.

Como entrar pela porta dos fundos e sair pela porta da frente? Quando: Domingo (1º), 15h Onde: Acampamento no auditório Rachel de Queiroz

portadosfundos.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

4 - Da escola para a rede

Há menos de um ano, a catarinense Isadora Faber ficou conhecida nacionalmente por ter criado, no Facebook, uma página para relatar o dia a dia e os problemas da escola que frequenta em Florianópolis. A menina de 13 anos vem à Bienal para uma conversa sobre a participação dos jovens nos rumos da nação e contará detalhes de como os posts críticos na rede social deram origem ao seu primeiro livro, "Diário de Classe".

Pensar e agir como os jovens Quando: Domingo (1º), 17h Onde: Pavilhão Verde

CAFÉ LITERÁRIO

Principal ponto de encontro entre escritores e leitores no evento, o Café Literário vai abrigar 35 sessões e bate-papo com aproximadamente 100 autores nestes onze dias de Bienal. Veja o que espera por você.

5 - Novos leitores

Matthew Quick, autor do best-seller O Lado Bom da Vida (inspiração para o filme que rendeu o Oscar de melhor atriz a Jennifer Laurence), irá se juntar ao goiano Flavio Carneiro e à cearense Socorro Acioli, cujas obras transitam entre os universos adulto e juvenil, para debater os novos perfis surgidos com o aumento do consumo de literatura nos últimos anos.

Aos fãs de Matthew: das 15h às 17h, no estande da editora Intrínseca, no Pavilhão Azul, o americano autografa Perdão, Leonard Peacock, que tem lançamento mundial na Bienal do Rio. Distribuição de senhas no mesmo dia, a partir das 10h no estande.

Novas definições de leitor: o jovem, o jovem adulto e o adulto Quando: Sábado (31), 14h Onde: Pavilhão Azul

6 - Lições de História

Livros sobre personagens e fatos da nossa história são cada vez mais procurados pelos leitores. Laurentino Gomes, que lança o capítulo final de sua trilogia sobre o Brasil no século XIX, "1889", e Mary del Priore, autora de várias obras que enfocam personagens da história do Brasil, como o recente O castelo de papel, sobre o romance de Conde d?Eu e a Princesa Isabel, vão tratar dos "causos" e causas contados nos respectivos livros, buscando valorizar a busca prazerosa pelo conhecimento da nossa história.

Fatos, lendas e personagens da história brasileira Quando: Sábado (31), 15h30 Onde: Pavilhão Azul

1889.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

7 - É notícia ou literatura?

Depois de ganhar o Prêmio Jabuti com seu romance de estreia, em 2010, Edney Silvestre lança nova obra, Vidas Provisórias, e volta à Bienal para debater o clássico dilema entre o jornalismo e a literatura. O jornalista e escritor contará como tem sido possível estruturar uma carreira literária conciliando os dois papéis.

No mesmo dia, Edney Silvestre autografa Vidas Provisórias de 15h às 17h, no estande da editora Intrínseca, no Pavilhão Azul.

A literatura entre o público e o privado Quando: Sábado (31), 20h Onde: Pavilhão Azul

8 - Quadrinhos em discussão

Conversa especial para fãs de quadrinhos e graphic novels: o alemão Reinhard Kleist, autor de HQs biográficas sobre personagens reais, encontra os brasileiros Daniel Pelizzari e Rodrigo Rosa, dois autores que transitam entre o graphic e a literatura.

O traço e a escrita na produção do narrar Quando: Domingo (1º), 12h Onde: Pavilhão Azul

9 - Escrever para viver

Como é a rotina de um autor? De onde vem a inspiração? Como enfrentam bloqueios criativos e desenvolvem suas tramas? Autores premiados e consagrados no mundo da literatura em língua portuguesa, os brasileiros Ana Maria Machado e Luiz Rufatto e o moçambicano Mia Couto se encontram na Bienal para discutir essa relação que cada um mantém com a atividade cotidiana de escrever. Em que medida os hábitos de cada um desses escritores podem ser relacionados aos tipos de textos que produzem? O que é difícil e motivador em viver para e pela literatura? Apareça no Café Literário para ouvir as respostas destas e outras perguntas.

O que é um autor? Agruras e prazeres de quem se dedica à escrita Quando: Domingo (1º), 17h Onde: Pavilhão Azul

10 - Revisitando 30 anos

A crítica literária Beatriz Resende, o poeta Ferreira Gullar, o jornalista Ruy Castro e a educadora Tania Zagury, alguns dos mais assíduos participantes da programação cultural desses 30 anos de Bienal, se reúnem para uma mesa comemorativa pelas três décadas do evento. Representando a diversidade de gêneros presentes em toda a trajetória do evento, os participantes vão analisar o impacto e a importância da Bienal em todas as dimensões da vida literária.

Bienal 30 anos: memória e celebração Quando: Domingo (1º), 20h Onde: Pavilhão Azul

MULHER E PONTO

Neste espaço especial dedicado ao debate de assuntos femininos, escritoras, jornalistas e personalidades discutem sobre temas como amor, sexo, dieta e filhos. As senhas serão distribuídas 1h antes de cada sessão.

10 - Amor em pauta

A expectativa amorosa e a arte da separação são debatidas nas visões do psicanalista e escritor Alberto Goldin e da juíza Andrea Pachá, que depois de 15 anos trabalhando em varas de família escreveu o livro A vida não é justa (Editora Agir), onde conta os casos mais comoventes, engraçados ou revoltantes que julgou.

Encontros e Desencontros Quando: sexta (30), às 17h Onde: Pavilhão Verde

11 - Sem caretice

A psicanalista, sexóloga e escritora Regina Navarro Lins une-se ao jornalista e escritor Marcelo Rubens Paiva, com mediação da divertidíssima Monica Martelli, autora da peça Os Homens São de Marte...e É pra Lá que Eu Vou, para uma conversa quente. Sexualidade, erotismo, verdades e mentiras nos relacionamentos são alguns dos temas em questão.

Cinquenta Tons ou Mais Quando: sábado (31), às 17h Onde: Pavilhão Verde

12 - Dicas para emagrecer

A atriz Cristiana Oliveira conta, com a mediação da jornalista de VEJA RIO Fernanda Thedim, que perdeu 45 quilos em sete meses (leia aqui a reportagem), tudo o que é preciso saber para enfrentar a balança de forma saudável.

Dieta: benefícios e danos Quando: domingo (1°), às 17h Onde: Pavilhão Verde

depoimento-fernanda-thedim-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

13 - Quando a vida vira drama

As escritoras Heloisa Seixas, Isabella Lemos de Moraes, autora do livro Agora é Viver, onde conta os dramas vividos com o pai, viciado em cocaína por 25 anos, e a jornalista Tania Carvalho vão compartilhar suas experiências pessoais e contar como atravessaram situações-limites como mal de Alzheimer e a dependência química na família.

Dores e descobertas Quando: domingo (1°), às 19h30 Onde: Pavilhão Verde

14 - Guarda-roupa feminino

Vitrines, tendências, desfiles... Em um mundo repleto de opções e informação, é natural que as mulheres sintam dificuldade de encontrar o próprio estilo. Essa e outras questões serão discutidas pelas consultoras Cris Zanetti e Fernanda Resende, da Oficina de Estilo, autoras do livro Vista Quem Você É - Descubra e Aperfeiço e Seu Estilo Pessoal, pela jornalista e escritora Márcia Disitzer, autora de Um mergulho no Rio ? 100 anos de moda e comportamento na praia carioca, com mediação da jornalista Ana Paula Araújo.

Existe certo ou errado na hora de se vestir? Quando: segunda (2), às 19h Onde: Pavilhão Verde

15 - Ideal de beleza

As tênues fronteiras entre a autoestima, a ditadura da beleza, os excessos e todos os riscos envolvidos estarão em discussão em uma espécie de mesa redonda com a psicóloga Joana de Vilhena Novaes, autora de O Intolerável Peso da Feiúra: Sobre As Mulheres e Seus Corpos, com a escritora Rachel Moreno, do Observatório da Mulher e mediação da atriz Clarice Niskier.

Espelho, espelho meu: qual é a beleza ideal e qual é o meu ideal de beleza? Quando: terça (3), às 19h30 Onde: Pavilhão Verde

16 - Envelheça bem

Duas grandes mulheres, a atriz Maitê Proença e a antropóloga pop Mirian Goldenberg, batem papo sobre as mudanças, novas perspectivas e sentimentos em torno da arte de envelhecer. A mediação é da jornalista e escritora Luciana Savaget.

O tempo que passa Quando: quarta (4), às 19h30 Onde: Pavilhão Verde

maiteproenca.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

17 - As mulheres de Clarice Lispector

A atriz Beth Goulart, que viveu a escritora na peça Simplesmente Eu, Clarice Lispector, fala sobre os universos femininos na obra de uma das maiores escritoras brasileiras. O bate-papo acontece com Teresa Montero, doutora em Letras pela PUC-Rio, autora de Eu sou Uma Pergunta ? Uma Biografia de Clarice Lispector, e organizadora de Correspondências ? Clarice Lispector, entre outros.

Clarice Lispector - universos femininos em expansão Quando: quinta (5), às 17h30 Onde: Pavilhão Verde

18 - O tempo urge

A atriz Patrycia Travassos, apresentadora do programa Alternativa Saúde, no GNT, há mais de 10 anos, e a jornalista Mara Luquet, autora de O Meu Guia de Finanças Pessoais - Como Gastar Sem Culpa e Investir Sem Erros, falam sobre a gestão de qualidade de vida. Com mediação da jornalista Juliana Rosa, do Mundo Ovo, revista eletrônica voltada para mães.

Gestão de qualidade de vida Quando: sábado (7), às 19h30 Onde: Pavilhão Verde

19 - A vida na internet

A jornalista e escritora Cora Rónai, a jornalista Helena Duncan e a diretora do programa Superbonita, da GNT, Sonia Biondo, conversam sobre o comportamento das pessoas na rede.

Comportamento na rede Quando: domingo (8), às 19h30 Onde: Pavilhão Verde

PLACAR LITERÁRIO

O futebol saiu das quatro linhas e invadiu a Bienal do Livro 2013. Nada mais justo em tempos de agitação em torno da Copa das Confederações e da Copa do Mundo no Brasil. As senhas serão distribuídas 1h antes de cada sessão.

20 - Futebol de perna curta

Ainda temos o melhor futebol do mundo? O que significa estar em 9º lugar no ranking da FIFa, atrás, entre outros, de Colômbia, Croácia e Portugal? Por que esvaziaram nossos estádios? Já não formamos craques como antes ou os exportamos cedo demais? Essas são algumas das perguntas que o jornalista esportivo Juca Kfouri e o diretor de jornalismo da ESPN José Trajano buscam responder.

Que "País do futebol" é esse? Quando: sexta (30), às 18h30 Onde: Pavilhão Azul

21 - Gol de letra

O humorista Hélio de la Peña e o jornalista Sérgio Rodrigues, colunista do site de VEJA, transpõem para as páginas de seus romances as respectivas experiências como torcedores. Enquanto De la Peña espera transformar seu livro Vai na bola, Glanderson! em filme, Rodrigues volta à ficção a bordo do futebol.

Gols de Letra: Dois Romances Quando: sábado (31), às 18h30 Onde: Pavilhão Azul

helio.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

22 - Que torcida é essa

O torcedor é o centro das atenções no debate promovido por José Miguel Wisnik e Bernardo Buarque de Hollanda, com mediação de Mário Magalhães. Do papel das galeras organizadas (do amor ao clube à violência incontrolada), passando pelo padrão de torcida imposto pela FIFA e pela elitização das chamadas arenas, o assunto é de grande fôlego.

Amor e ódio na arquibancada Quando: domingo (1º), às 16h30 Onde: Pavilhão Azul

23 - Milhões em jogo

No século XXI, o futebol se transforma em um grande negócio. No Brasil, craques e seus empresários são ricos. Os clubes, pobres e endividados. O consultor de marketing esportivo Francisco Paulo de Melo Neto e o escritor Luis Peazê discorrem sobre o tema.

O espetáculo dos milhões Quando: quarta (4), às 18h30 Onde: Pavilhão Azul

24 - Copa 2014

O jornalista esportivo e comentarista Renato Maurício Prado, da FOX Sports, procura responder, com o também jornalista Mauro Cezar Pereira, da ESPN, questões como: foi errada ou positiva para o futebol brasileiro a escolha do país como sede da Copa? Com mediação do jornalista e escritor João Máximo.

Brasil 2014 Quando: sábado (7), às 16h30 Onde: Pavilhão Azul

PLANETA ZIRALDO

25 - Brincadeira de criança

O cartunista será homenageado em um espaço infantil com muita cor e interatividade, onde os pequenos leitores vão se divertir com atividades lúdicas e apresentações do espetáculo Ziraldo - Histórias ao Vento, formado pelas adaptações de dois textos consagrados do autor, Flicts e O Bichinho da Maçã. As histórias serão apresentadas pelo personagem consagrado do autor mineiro, o Menino Maluquinho, com canções originais ao vivo. Veja aqui os horários.

ziraldo.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

PROGRAMAÇÃO DA ALEMANHA

A homenagem faz parte do ano da Alemanha no Brasil. Em 400 metros quadrados, o estande dedicado à cultura alemã na feira apresenta 30 editoras do país, a exposição multimídia Alemanha de A a Z, uma seleção variada de obras atuais da literatura alemã, bem como uma ampla programação literária e artística.

26 - Performance poética

Bas Böttcher, autor alemão que ganhou notoriedade em campeonatos onde poetas leem ou recitam um trabalho original, fará performances na Bienal. Ele criou a Textbox, cabine em que o público pode ouvir seus textos em qualidade de estúdio.

Poetry slam Quando: sábado (31) às 14h30 e às 19h, domingo (1°) às 14h e segunda (2) às 14h Onde: Pavilhão Azul

27 - Fazendo arte

A ilustradora Julia Friese promove oficina para crianças de 8 a 15 anos com duração de 90 minutos. Distribuição de senhas 30 minutos antes do evento.

Uma aventura entre papéis picados Quando: sexta (30) às 10h Onde: Pavilhão Azul

28 - Quadrinhos em ação

O artista Reinhard Kleist promove oficina de HQ para 12 participantes maiores de 10 anos, com duração de uma hora. Distribuição de senhas 30 minutos antes do evento.

Oficina de quadrinhos Quando: sexta (30) às 14h30 Onde: Pavilhão Azul

29 - Balada russa

Festa original e bastante conhecida na noite berlinense é reproduzida no estande alemão da Bienal.

Russendisko Quando: sexta (6) às 20h e domingo (8) às 18h Onde: Pavilhão Azul

30 - Caminhão cultural

O veículo especialmente equipado com um palco retrátil circulará pelo Riocentro levando aos visitantes o que há de mais atual na cena artística alemã. A mostra de cinema ao ar livre, por exemplo, apresenta tendências diversas nas áreas de arte urbana, futebol e sustentabilidade. O projeto traz também DJs de sucesso da música eletrônica alemã, como Jack Tennis. Clique aqui para ver a programação completa.

Projeto KulturTour Quando: até 8 de setembro Onde: circular

Fonte: VEJA RIO