COTIDIANO

Indústria náutica do Rio é líder do país

Estado detém o maior número de empregos no setor náutico e concentra 24,2% da infraestrutura do Brasil

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

barcos.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Com um extenso litoral, o Rio de Janeiro vem aproveitando o seu potencial para a indústria náutica e se consolidou como líder deste mercado no país. Hoje, o estado é o responsável por 35% dos empregos diretos do setor, à frente de São Paulo (17,1%) e Bahia (16%), além de concentrar 24,2% da infraestrutura de apoio. O reaquecimento da indústria náutica e a posição de liderança assumida pelo Rio foram impulsionados, entre outros fatores, pela redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS) para fabricação de embarcações de lazer no estado, que caiu de 25% para 7%.

Desde a redução do ICMS, o setor tem crescido a taxas de 15% ao ano. Segundo dados do estudo "Indústria Náutica: Fatos e Números 2012", desenvolvido pela Associação Brasileira dos Construtores de Barcos e Seus Implementos (Acobar), a Região Sudeste concentra atualmente 53% da frota nacional de lanchas e 48% dos veleiros, sendo que o Rio de Janeiro, sozinho, detém 25% da frota de embarcações acima de dezesseis pés. Os números da última edição da Rio Boat Show também comprovam este aquecimento no setor: o evento deste ano superou em R$ 6 milhões o anterior, gerando R$ 276 milhões em negócios.

Fonte: VEJA RIO