EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias Cariocas

Fatos e curiosidades sobre o Rio e seus habitantes

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

O mais QUERIDO

historias-cariocas-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A paisagem do Morro Dois Irmãos é a mais familiar, e por certo também a mais querida dos moradores do Leblon. Essa é a principal conclusão de um concurso de fotografia organizado pelo Rio Design Center, que, ao completar trinta anos de atividades no bairro, agora em julho, lançou a promoção pela internet e já havia reunido, até a última quarta-feira (17), opiniões e fotos de cerca de 950 clientes. Mais da metade das participações traz closes e elogios a essas duas altíssimas pedras, pontiagudas e vizinhas, próximas tanto do refinado condomínio Jardim Pernambuco como da Favela do Vidigal. Confira, abaixo, os votos em outras atrações da região.

historias-cariocas-06.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Hollywood é logo ali

historias-cariocas-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Prorrogou a temporada, e tem tudo para se estender até o fim do ano, o musical Hollywood, na Casa Julieta de Serpa, no Flamengo. Agora com uma orquestra maior e a inclusão de bailarinos na trama, esse pocket show tem como grande momento a passagem sobre filmes americanos ambientados no Brasil, a exemplo de Uma Noite no Rio, produção de 1941, cuja estrela era Carmen Miranda. No palco, três atrizes se revezam, em trejeitos e roupas, numa homenagem impagável à cantora de Chica Chica Boom Chic.

Da cantiga ao funk

Será aberta no Itanhangá, na primeira semana de agosto, uma casa de festas infantis -- fenômeno que prolifera na cidade. O local, de nome Na Moitta, tem 900 metros quadrados, fica próximo de montanhas e traz como principais chamarizes um boliche e um karaokê para os pequenos. Nesse último item, a lista de músicas disponíveis é um dado à parte. Tem cantigas de roda e o melhor da MPB-criança, mas nem por isso o sertanejo e o funk atuais ficaram de fora. Afinal, meninos e meninas de hoje em dia estão bem espertinhos: também descem, rebolam, afrontam as fogosas. E querem mais.

historias-cariocas-07.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

O RIO COMO ELE ERA

Quadros do francês Debret (como Negros Vendedores de Aves) serviram de inspiração para diretores de arte e figurinistas de O Inventor de Sonhos, de Ricardo Nauenberg, que passaram meses debruçados sobre a iconografia do século XIX. O filme estreia em setembro, com Ícaro Silva e Sheron Menez-zes, e o tema é a escravidão. Espécie de Forrest Gump à moda carioca, ele terá personagens fictícios se relacionando com figuras históricas verdadeiras.

historias-cariocas-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

BELEZA QUE SALTA AOS OLHOS

historias-cariocas-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Começou na semana passada e vai até 15 de agosto, no Botafogo Praia Shopping, uma exposição de fotos que mostra pontos turísticos da cidade de forma mais realista que o normal. Em alguns registros, a figura principal da fotografia -- como, acima, a fachada da Igreja da Candelária, no Centro -- parece mesmo saltar do papel. O trabalho é de Henrique Jordan e se chama Rio, Patrimônio da Humanidade. "É como se as imagens tivessem sido pintadas numa tela", diz o autor. As obras, que ficam no 3º piso (são doze no total, cada uma delas com 1,2 metro de base), têm legendas e localização geográfica em QR Code. Há belezas como Ilha Fiscal, Forte de Copacabana, Prainha, Jardim Botânico e o novo Maracanã.

Fonte: VEJA RIO