EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias Cariocas

Fatos e curiosidades sobre o Rio e seus habitantes

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

As teses do doutor favela

historias-cariocas-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Quando se diz que o historiador Mario Brum tem mestrado e doutorado em pobreza, isso não é força de expressão. Há dez anos se debruça sobre o tema, e lança agora Cidade Alta, pela Ponteio. O texto foca a criação, em 1969, de um conjunto de prédios no subúrbio de Cordovil para abrigar a população removida de morros da Zona Sul. O autor discute os elementos que formam o discurso dos que afirmam que o lugar acabou virando uma nova favela, e que seus moradores são, também eles, ?favelados?. A pintura ao lado, que ilustra a capa, mostra a Feira da Rua do Poço, que acontece aos domingos, na visão de Élcio Silva Sobrinho, artista local.

Rio para vestir

historias-cariocas-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Dá para notar que, na camiseta azul, uma foto das Ilhas Cagarras aparece várias vezes repetida na estampa? É sutil mesmo. Mais explícitos são os coqueiros do Posto 9, na barra da blusa à direita. As duas peças fazem parte da nova coleção da Dress To, com setenta endereços país afora. Em sua equipe, a grife reúne quase exclusivamente mulheres, e elas, em outubro, trocaram o ar-condicionado do escritório niteroiense por atividades ao ar livre no Rio. O objetivo era fazer fotos dos lugares mais bonitos da cidade, para replicar nas roupas. As camisas são de seda, com preços de 100 a 150 reais. Detalhe: na etiqueta vem escrita a hora exata em que as fotografias foram tiradas.

Viaduto cheio de charme

historias-cariocas-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Será realizada entre a próxima terça-feira (6) e o dia 11 a oitava edição do Festival Internacional de Televisão, no Oi Futuro Ipanema. Com direção de Nelson Hoineff, o evento tem como um dos destaques de sua programação a Mostra Competitiva de Pilotos. Uma produção carioca chamada Lugares Vivos chega com força à disputa. Trata-se de uma série documental de treze episódios que investigam a alma de lugares icônicos da cidade. São contadas, por exemplo, as histórias da Confeitaria Colombo, da Pedra do Sal, do bloco Cacique de Ramos, da Feira de São Cristóvão, do Circo Voador e do Viaduto de Madureira ? tema até de novelas, seu vão hoje em dia abriga de bailes de charme a competições de basquete de rua.

Memória da cidade

historias-cariocas-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

O shopping está todo mudado, acaba de ganhar uma expansão, mas a chaminé de 33 metros de altura, erguida em 1925, resistiu, vai permanecer por lá. O Nova América, em Del Castilho, quase dobrou de tamanho e, após dois anos de bate-estaca, a expectativa é que passe de 40?000 para 60?000 o número de consumidores que circulam nos fins de semana por seus corredores. Naquele terreno, até 1991, funcionou uma fábrica de tecidos ? daí a chaminé. Ela passa a dividir o posto de ícone do shopping com um cubo de vidro de quatro andares, construído a seu lado, que abrigará as chamadas ?lajes corporativas?, com vinte escritórios.

O anel do Sinatra

Quem vai ao espetáculo com repertório de Frank Sinatra que Raul Veiga vem fazendo no Paris Show, novo palco da Casa Julieta de Serpa, no Flamengo, logo repara em três aspectos: 1) o cantor é bom, segura com propriedade os agudos de My Way e Let Me Try Again; 2) aqueles ?olhos azuis? parecidos com os do astro americano devem ser lentes de contato, e realmente são; 3) que bonito é o anel no seu dedo mínimo ? foi Carlos Alberto Serpa, dono do centro de cultura, que mandou fazer. Ficou igualzinho ao original, virando xodó da produção: guardada a sete chaves, a peça é vigiada pela figurinista Gigi Monteiro e só sai do esconderijo na hora do show. Veja, abaixo, mais detalhes.

historias-cariocas-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO