EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias Cariocas

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

Uma vitrine feita de grafite

historias-cariocas-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Quem passa pela Rua Henrique Dumont, em Ipanema, vem desde o início do mês deparando com um muro pintado. Quase não dá para deixar de olhar, de tão colorido. Ele tem tríplice leitura: é uma obra de arte, serve como peça de propaganda e também funciona como vitrine de loja - no caso, a Q-Guai, grife moderninha que flutua entre o vintage e o pop, lançando de modo criativo sua coleção de inverno. O trabalho é fruto de uma parceria da butique com o grafiteiro Marcelo Ment, cria da Vila da Penha, hoje craque em intervenções urbanas, e a colagista Mari Liberali. Tendo como estrela a modelo Paula Lorenzato, o desenho cobre quase 3 metros de calçada e vem ajudando a badalar um pouco mais aquela que é uma das ruas menos famosas do bairro.

Acordes que salvam vidas

historias-cariocas-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Cerca de noventa organizações não governamentais, no Brasil inteiro, usam a música clássica para dar oportunidade a jovens carentes. Desse total, vinte ONGs têm sede no estado do Rio e doze delas atuam na capital, a maioria usando violinos e violoncelos. O levantamento, que põe a cidade na dianteira do país, está na edição 2012 do anuário VivaMúsica!, que será lançado na semana que vem. Com reportagens sobre o mundo dos concertos, a publicação dirigida pela jornalista Heloísa Fischer chega ao 14º ano e não pode mais ser chamada de "revista", como era no início. Com 350 páginas, está cada vez mais com cara de livro.

São as águas de maio

historias-cariocas-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Acredita que a bela foto acima é de um canal urbano? Sim, trata-se do Jardim de Alah, entre Ipanema e Leblon, lugar que mereceu olhar artístico de Paulo Gouvêa Vieira. Ele fez 63 cliques, sem ver peixes mortos ou lixo. Suas obras estarão à mostra a partir de terça (29) no restaurante Garden, vizinho do local. O boneco ao lado, por sua vez, tem 20 centímetros e também usa águas cariocas - vindas da nascente do Rio dos Macacos, no Parque da Tijuca. É o troféu da Green Nation, festa que começa no dia 31, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, que premiará quem se destaca na defesa do meio ambiente. A top model Gisele Bündchen vai ganhar um.

Memória da cidade

historias-cariocas-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Cinco Fuscas, parados um ao lado do outro, deixam evidente que a foto vem da década de 60, época do boom do carrinho popular alemão por aqui. Estavam na frente da Hebraica, palco na ocasião de uma exposição de cachorros. Neste mês, o clube judaico festeja sessenta anos da inauguração de sua sede, em Laranjeiras. Ali foi erguido em janeiro um ginásio, onde vem treinando seu time de futsal, que a partir de junho volta à primeira divisão carioca após doze anos. Estarão na torcida sócios como o ex-prefeito Israel Klabin e o ministro Luiz Fux, do STJ.

A Kombi do saber

historias-cariocas-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Revelar o que pensam os adolescentes que fazem parte de família não convencional, ver como anda o desempenho dos jovens da chamada "nova classe C" nos bancos universitários e decifrar a mente dos praticantes de esportes radicais são alguns dos objetivos do Projeto Riologia. O título é um achado, criação da agência de publicidade Quê e do Instituto Casa 7. Eles vêm fazendo questionários com a população para traçar um perfil do carioca contemporâneo. Há duas semanas saiu o resultado de uma pesquisa com a turma da terceira idade: temos an­ciões antenados e ativos, dizem os números (confira ao lado). Detalhe curioso é que os entrevistadores andam pela cidade numa Kombi toda customizada, ano 1972.

Fonte: VEJA RIO