EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias Cariocas

Fatos e curiosidades sobre o Rio e seus habitantes

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

O RIO NO DETALHE

Saiu o novo mapa oficial da cidade. Elaborado pelo Instituto de Urbanismo Pereira Passos (IPP), órgão da prefeitura responsável pela obtenção e divulgação de informações cartográficas e georreferenciadas, tem tiragem inicial de 5 000 exemplares. A partir da semana que vem ele passa a enfeitar paredes de repartições públicas e será enviado às escolas da rede municipal. Na sede do IPP, em Laranjeiras, pode ser adquirido por 35 reais. Comparado a edições passadas (a última remonta a 2007), este agora é mais detalhado -- mostra até futuras instalações olímpicas -- e de maior comprimento (1,50 por 0,90 metro), o que se tornou possível após a decisão de rodá-lo em gráfica do exterior. Aliás, foram esses 10 centímetros a mais que permitiram a inclusão, sem ser por meio de quadrinho, da Ilha de Paquetá em sua proporção real. Já surgem no mapa obras cujos projetos não existiam seis anos atrás, como a Transcarioca. Porém, como a base de dados é de 2010, o Teleférico do Alemão, por exemplo, não aparece. Confira à direita algumas novidades deste novo retrato do Rio.

historias-cariocas-02-1400.jpg
(Foto: Veja Rio)

Beleza em 500 círculos

historias-cariocas-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Começou a operação Lixo Zero, multas já estão chegando e o carioca percebe que, agora, ser sujismundo dói no bolso. Quem, por exemplo, joga tampinha de garrafa no chão também tem de saber que está deixando de ajudar uma bela iniciativa, nascida numa ONG em Campo Grande. Lá fica a sede da Onda Carioca, dirigida pelo artista plástico Alfredo Borret. Ele coordena o recolhimento de artefatos de metal depositados em coletores nos quiosques da orla e nas estações do metrô. Com o material (cada obra tem cerca de 500 unidades), monta paisagens como este Pão de Açúcar. Borret já chegou a vinte telas e prepara a primeira mostra. Será em 2014 no Galpão da Comlurb, na Gávea.

Cafezinho premiado

historias-cariocas-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

É da pequena Duas Barras -- cujo filho mais notável é o sambista Martinho da Vila -- o melhor grão do estado. Mesmo devastada pelos temporais que em 2011 atingiram a Região Serrana, e concorrendo com dezenas de municípios maiores, a cidade venceu recente concurso promovido pela Associação Brasileira da Indústria do Café. Com o produto de lá se faz uma bebida extrassuave, encontrada nas melhores casas do ramo no Rio, como o Armazém do Café, em Ipanema e no Leblon, que há duas semanas vem oferecendo a iguaria campeã em caprichada embalagem de rótulo bilíngue.

Na ponta do bisturi

Mulheres nascidas em países de língua portuguesa não costumam gostar dos próprios seios. As americanas, por sua vez, sempre se acham gordas. E europeias fazem questão de ter um rosto bonito. Coincidências ou não, estas são hipóteses que podem ser aventadas depois de constatar os resultados de uma pesquisa feita pela Clínica Pontes, especializada em cirurgia estética, com endereços em Niterói e na Zona Sul carioca. Os dados revelam ainda que o Rio desponta como cidade-referência no assunto bisturi: de 2010 para cá, triplicou o número de pacientes vindas de fora a cada ano.

historias-cariocas-03-com-tabela.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

BONECOS VIVOS

historias-cariocas-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Foi aberta na quarta (28) a exposição Heróis do Cinema, no Boulevard Rio Shopping, em Vila Isabel. Junta oitenta exemplares do acervo do colecionador Alexandre Bonelli, de 62 anos, que mora no Engenho Novo e lá mantém dois apartamentos interligados, onde guarda seus bonecos. Só no próprio quarto e na cozinha ainda há espaço -- o resto da casa está entulhado com as 2 500 peças de seu hobby. Tal obsessão já rendeu três separações. "Casamento não combina com meu lifestyle", diz. Ao lado, Thor e Capitão América, com 70 centímetros cada um. Em tamanho real, uma estátua de Indiana Jones, com cabelo de verdade, também estará na mostra.

Fonte: VEJA RIO