EDIÇÃO DA SEMANA

Histórias cariocas

Fatos e curiosidades sobre o Rio e seus habitantes

Por: Lula Branco Martins

Ilustração Daniel Cramer
(Foto: Redação Veja rio)

Macacu versus Quatis. Petrópolis contra Teresópolis. Dá Seropédica ou Angra? Ganha Resende, do interior, ou vence o Rio, a capital? Duas dezenas de municípios fluminenses estarão representados, neste sábado (30), no Miss Universo Estado do Rio de Janeiro. É na Cidade do Samba, Gamboa, passa na Band e, além dos desfiles de biquíni e em traje de gala, as moças farão homenagem ao universo circense, dando um toque teatral à festa. Elas se concentraram na semana passada num hotel em Niterói, cumprindo agenda que incluiu visita ao Corcovado, passeio na praia e ensaios de dança. Nos bastidores, a equipe que comanda o evento se empenha para evitar os menores erros, inclusive no que diz respeito à transmissão de TV, que é ao vivo. Quer impedir gafes ocorridas em edições anteriores, como cortar a imagem da candidata justo na hora em que ela está falando, ou deixar de exibir o clipe de uma das concorrentes. Já houve caso de prefeito que, achando que sua cidade foi prejudicada, se levantou e foi embora. Ao lado, as exigências para ser miss Estado do Rio.

Hotel boa-praça

LSH Barra
(Foto: Redação Veja rio)

Começam a ser divulgados os primeiros desenhos, plantas baixas e perspectivas mostrando como será o Trump Hotel, pioneiro na América Latina ao carregar em seu nome a assinatura do milionário americano Donald Trump. O prédio de 170 quartos está sendo erguido no Jardim Oceânico, na Zona Oeste, com previsão de ficar pronto em 2015. Essa mesma bandeira já está em cidades como Nova York, Chicago, Las Vegas e, fora dos Estados Unidos, no Canadá e no Panamá. Faz parte do projeto carioca a promessa de revitalização da historicamente caótica Praça do Ó, bem ao lado do hotel.

Arte com causa nobre

Henrique Madeira
(Foto: Redação Veja rio)

Meio foto, meio desenho, um tanto vintage, outro tanto moderno (a técnica é o lightpainting), este gramofone está na mostra Cultura Visual Urbana, no CasaShopping, na Barra. A obra de Henrique Madeira se junta a trabalhos de Antônio Bokel, Pedro Sanchez e Piá (codinome de Márcio Ribeiro), que criaram as telas no próprio local. Chama atenção o inusitado do evento: um shopping de decoração abrindo espaço para o grafite. Os quadros serão leiloados neste sábado (30), às 17 horas, com renda para um hospital infantil de Botafogo.

O primeiro a voltar é rei

Satiro Sodre/SSPress
(Foto: Redação Veja rio)

historias-cariocas-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
Não se assuste se estiver em Copacabana neste domingo (31) e avistar milhares de homens, todos eles de touquinha, apinhados na areia da praia, esperando o toque de largada para se lançar à água. É o Circuito Light Rei e Rainha do Mar, para eles e para elas, com a participação, na parte masculina, de atletas como Carlos Burle (aquele do surfe em ondas gigantes, desta vez competindo no stand-up paddle) e Allan do Carmo (fera da natação), mas também com a presença de centenas de amadores, que são a tônica da prova. A foto acima é do mesmo evento, no ano passado.

historias-cariocas-06.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Esse é o número de grupos (ou artistas, individualmente) que já se apresentaram, desde 2004, no Mimo, tido como o maior festival de música instrumental gratuito do país. Neste ano contará com 32 atrações e, além do Rio, envolve lugares como Olinda, Ouro Preto e a fluminense Paraty. Costuma sempre ser realizado em praças, ruas e igrejas históricas, e na fase carioca terá como palco o Outeiro da Glória. O evento, que começou no último dia 29, invadirá setembro e outubro, trazendo à cidade, por exemplo, na terça (2), a Orquestra de Câmara Chaarts, grupo suíço conhecido por tocar sem maestro.

Fonte: VEJA RIO