COTIDIANO

O roteiro do happy hour

Nesta sexta (20), em que é comemorado o Dia do Amigo, selecionamos dez bares e restaurantes perfeitos para fazer um happy hour após o expediente

Por: Ernesto Neves - Atualizado em

Para comemorar o Dia do Amigo, celebrado nesta sexta (20), VEJA Rio selecionou os melhores bares da cidade para fazer um happy hour. Hábito tipicamente carioca, o barzinho depois do trabalho fica ainda melhor se o estabelecimento tiver promoção com dose dupla de chope, assim como boas opções de petiscos para acompanhar as geladas. Para ajudar na escolha, fomos a campo e pesquisamos as melhores opções pós-trabalho. Confira nossa seleção e divirta-se

Adega Pérola. Quem levar os amigos ao tradicional bar de Copacabana terá à disposição de nada menos que 50 variedades de petisco, como o polvo ao vinagrete e a salada de bacalhau. Fundada por portugueses da Ilha da Madeira, o bar possui decoração rústica, responsável por deixar o ambiente ainda mais aconchegante.

Onde: Rua Siqueira Campos, 138, loja A, tel. 2255-9425.

Bar dos Descasados. Dentro do charmoso Hotel Santa Teresa, é possível observar o pôr do sol enquanto degusta-se o maravilhoso trz (R$ 31,00), bebida feita com tamarindo macerado com açúcar, sour mix e uísque Jack Daniel's. Outra pedida é o tradicional mojito (R$ 21,00), com rum, hortelã, suco de limão, açúcar e soda. Já na seara de comes, uma opção é são os chips de batata baroa com curry (R$ 16,00), que vem acompanhados por mnolho aïoli.

Onde: Rua Almirante Alexandrino, 660, Santa Teresa (Hotel Santa Teresa), tel. 3380-0200.

Boteco Colarinho. Na parte da Rua Nelson Mandela aberta ao trânsito em 2009, conquista a clientela com boa carta de cervejas artesanais. São cinquenta sugestões, a exemplo da prestigiada paulista Bamberg Rauchbier. Nacional premiada no exterior, a bebida tem sabor forte, à base de maltes defumados, e casa perfeitamente com qualquer opção de petisco que tenha carne de porco.

Onde: Rua Nelson Mandela, 100, loja 127, tel. 2286-5889.

Boteco da Praia. A pedida aqui é o chope Brahma claro (R$ 4,30) ou escuro (R$ 4,40), ótimo para os dias mais frios. Na carta de cervejas, uma das opções é a encorpada Saint Gallen (R$ 14,60), fabricada pela cervejaria Therezópolis. Para comer, o forte são os sanduíches feitos no pão de leite, entre eles o filé com abacaxi e queijo (R$ 15,90) e o de carne assada e pernil (R$ 10,90).

Onde: Praia do Flamengo, 122, loja A, Flamengo, tel. 2225-3500.

Bottega del Vino. Na casa do Leblon são oferecidos antepastos de cortesia durante o happy hour, que acontece das 17h às 19h. Os clientes pagam apenas pelas bebidas e, especialmente para o Dia do amigo, haverá ainda degustação de drinques feitos com grappa, enquanto as comidinhas estarão disponíveis em um bufê para a própria pessoa se servir.

Onde: Rua Dias Ferreira, 78, Leblon, tel. 2512-6526.

Brasserie Rosário. Melhor do que beber um chope gelado com os amigos é fazer isso ao som do jazz. Na charmosa casa da Rua do Mercado, no Centro, acontece todas as sextas, entre 18h30 e 21h, o Samba Jazz, com sucessos do jazz, samba, MPB, bossa nova e choro.

Onde: Rua do Rosário, 34, Centro, tel. 2516-4319

Café e Bar Pavão Azul. Atraídos pelas pataniscas, bolinhos de bacalhau sem batata, sequinhos e saborosos, os frequentadores lotam o bar no início da noite. Na verdade, são duas unidades do bar, uma de frente para a outra, fazendo com que a esquina das ruas Hilário de Gouveia e Barata Ribeiro seja um concorrido ponto de encontro de Copacabana. A tradição boêmia perdura por décadas e, nos anos 50, o local era frequentado pelo cronista Antônio Maria.

Onde: Rua Hilário de Gouveia, 71, lojas A e B, Copacabana, tel. 2236-2381. Rua Barata Ribeiro, 348, loja B, Copacabana, tel. 2236-2381.

Do Horto. Novos drinques foram incorporados na carta para o inverno deste ano, entre eles o beijo na boca (R$ 17,00), composto de champanhe, vodca e suco de morango. Cai bem com o delícia do horto (R$ 25,00), porção de croquetes de carne com molho de mostarda. Aposte ainda nos pirulitos de arroz arbóreo (R$ 25,00), que chegam à mesa recheados de ervas e parmesão e servidos com molho de frutas vermelhas.

Onde: Rua Pacheco Leão, 780, Jardim Botânico, tel. 3114-8439.

Outback. Não poderíamos falar de chope após o expdiente sem citar a casa. De segunda a sexta, das 18h às 20h, acontece a chamada Billabong Hour, quando canecas de chope estupidamente geladas chegam à mesa em dose dupla. São duas opções, de 300 mililitros (R$ 8,35) ou 600 mililitros (R$ 14,75). Em tempos de friozinho, pode-se ainda pedir um vinho branco, como nacional Salton Volpi Chadornnay (R$ 42,50 a garrafa e R$ 11,00 a taça com aproximadamente 170 mililitros).

Onde: Avenida Afrânio de Melo Franco, 290, loja 405 D (Shopping Leblon), Leblon, tel. 3875-1605 e 3875-1622. Avenida das Américas, 6101, Barra, tel. 2438-5155.

Shooters. Nem só de cerveja é feito o happy hour. É o que prova o simpático bar da Rua Nelson Mandela. O lugar tem decoração que remete ao universo das histórias em quadrinhos e boa carta de drinques. Na lista, o absolut punch traz quatro copinhos contendo vodca Absolut de baunilha, xarope de cranberry, tabasco, morango e sour, uma mistura cítrica com sucos de limão, laranja, abacaxi e açúcar. As caipishooters têm receitas surpreendentes, como morango, vinagre balsâmico, espumante e vodca.

Onde: Rua Nelson Mandela, 100 - loja 124, Botafogo, tel. 3281-7629.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Fonte: VEJA RIO