MEMÓRIA DA CIDADE

Caminhão de mudança

Filme sobre ?sumiço? de favelas na Zona Sul dos anos 60 será exibido primeiro em regiões pobres do Rio

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Eleito, em novembro, pelos frequentadores do Festival Internacional de Cinema de Arquivo (Recine), como o melhor filme da mostra competitiva, Remoção começa a ser exibido, mas não nos cinemarks da vida. Primeiramente, serão as comunidades cariocas (nas "naves de conhecimento" da prefeitura, ou em praças públicas) que verão o filme de Luiz Antônio Pilar e Anderson Qualck ? ele passa na Vila Aliança, em Bangu, neste sábado (14), e na Vila Kennedy, no próximo dia 21. Nada mais natural, devido ao tema: o deslocamento, nos anos 60, de moradores de favelas da Zona Sul para conjuntos habitacionais longe dali. A questão, polêmica, dividiu opiniões na cidade, e entre os próprios removidos. Por um lado, eles ficariam afastados do Centro e das praias, mas, por outro, viveriam em condições de menos risco (de desabamentos, por exemplo) e em casas e prédios com mais infraestrutura. Há depoimentos de pessoas reclamando de terem se afastado de parentes e perdido o emprego, e relatos sobre serem transportadas como se estivessem numa "carrocinha de cachorro". Aparece também a palavra da ex-deputada Sandra Cavalcanti, secretária de Serviços Sociais na época, defendendo o programa. No início de 2014 Remoção ganha o grande circuito.

memoria-da-cidade-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO