DIVERSÃO

Fique ligado

Dez espetáculos teatrais e três exposições desembarcam no Rio neste fim de semana. Nos cinemas, duas pré-estreias e dez estreias agitam as salas da cidade. Aproveite também para conferir outras duas peças e quatro mostras que encerram suas temporadas. Programe-se!

- Atualizado em

roteiro-teatro-3p-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
CINEMA

PRÉ-ESTREIAS

O HOBBIT - UMA VIAGEM INESPERADA, de Peter Jackson (The Hobbit: an Unexpected Journey, EUA/Nova Zelândia, 2012). Aventura. Trata-se da primeira parte da trilogia cinematográfica do livro O Hobbit, de J.R.R. Tolkien -- as sequências serão lançadas em 2013 e 2014. São abordados aqui os acontecimentos que deram origem a O Senhor dos Anéis. A trama abarca a trajetória de aventuras de Bilbo Bolseiro (Martin Freeman). Na companhia do mago Gandalf (Ian McKellen), esse hobbit vai viver uma jornada de perigos e surpresas pela Terra Média (166min). Legendado, 3D: Cinecarioca Méier 1, Cinespaço Boulevard 3, Cinemark Botafogo 5 e 6, Cinemark Downtown 4 e 8, Espaço Itaú de Cinema 4, Kinoplex Fashion Mall 2, Kinoplex Grande Rio 5, Kinoplex Leblon 4, Kinoplex Nova América 7, Kinoplex Tijuca 1, Rio Sul 2, Roxy 3, São Luiz 3, Via Parque 5.

QUAL O NOME DO BEBÊ?, de Alexandre de La Patellière e Matthieu Delaporte (Le Prénom, França/Bélgica, 2012). Na comédia, Vincent (Patrick Bruel) é um quarentão às vésperas de ter seu primeiro filho. Empolgado com a paternidade, ele é convidado para um jantar na casa de sua irmã, em companhia da mulher e dos amigos mais próximos. Questionado sobre qual será o nome da criança, Vincent anuncia sua escolha e instala um grande constrangimento na família. Estação Vivo Gávea 4.

ESTREIAS

✪✪✪ BULLYING, de Lee Hirsch (Bully, EUA, 2011, 98min). Leia em Veja Rio Recomenda (pág. 8). 12 anos. Estreou em 7/12/2012. Espaço Itaú de Cinema 3.

✪ O CONTESTADO RESTOS MORTAIS, de Sylvio Back (Brasil, 2012). O diretor catarinense tem no documentário uma especialidade, a exemplo de Revolução de 30 (1980), Guerra do Brasil (1987) e Rádio Auriverde (1990). Em seu novo e exaustivo trabalho, Back relembra mais um fato histórico brasileiro. Trata-se da Guerra do Contestado, que opôs os estados de Santa Catarina e Paraná numa disputa por terras a partir de 1912. O conflito se estendeu até 1916 e envolveu do fanatismo religioso à polêmica construção de uma estrada de ferro. Além do tema restrito, o longa-metragem tem um modelo ultrapassado de narrativa. Como há poucas imagens e fotos da época, o realizador concentra-se nos depoimentos (em close) de pesquisadores, jornalistas, historiadores e velhos habitantes locais. Atração à parte, porém de gosto duvidoso, médiuns em transe trazem à tona as dores da alma das vítimas (118min). Livre. Estreou em 7/12/2012. Espaço Itaú de Cinema 3.

✪✪ ENTRE O AMOR E A PAIXÃO, de Sarah Polley (Take This Waltz, Canadá/Espanha/Japão, 2011). Há um bom argumento neste romance dirigido pela atriz Sarah Polley, cinco anos depois do tocante drama Longe Dela. A realizadora troca os sexagenários de antes por três trintões que moram em Toronto, no Canadá. Casados, Lou (Seth Rogen), um escritor de livros de culinária, e Margot (Michelle Williams) têm muitas afinidades. Mas ao conhecer o puxador de riquixá Daniel (Luke Kirby), seu vizinho, Margot põe em xeque o amor pelo marido. O que fazer com o coração dividido entre a segurança do casamento e a atração sexual por outro homem? Assim como no recente Celeste e Jesse para Sempre, a personagem feminina sobressai e revela uma fragilidade emocional destemperada. Além de a decisão da protagonista se arrastar por muito tempo, o roteiro, escrito pela realizadora, toma rumos pouco plausíveis (116min). 14 anos. Estreou em 7/12/2012. Cinemark Botafogo 6, Cinépolis Lagoon 5, Estação Sesc Barra Point 2, Estação Sesc Ipanema 2, Estação Sesc Rio 1.

✪ A ESCOLHA PERFEITA, de Jason Moore (Pitch Perfect, EUA, 2012). Glee começa a gerar filhotes, e esta comédia musical não passa de um rascunho do seriado de TV. Conflitos banais são o pano de fundo para os atores cantarem e dançarem em números musicais alguns são empolgantes. A ação concentra-se numa universidade da Carolina do Norte. Beca (Anna Kendrick) foi parar lá obrigada por seu pai, mas quer seguir a carreira de DJ em Los Angeles. Não demora muito, porém, para a moça se enturmar. Tudo por causa de um concurso de cantoria a cap-pela, que vai levar os vencedores até o Lincoln Center, em Nova York. Enquanto Beca se destaca no grupo feminino As Belas, seu paquerinha, Jesse (Skylar Astin), descola uma vaga no rival (e imbatível) conjunto masculino. Na trilha sonora, versões de, entre outras, Just the Way You Are (Bruno Mars), Like a Virgin (Madonna) e um toque emocionante em Don?t You (Forget About Me), do Simple Minds (112min). 12 anos. Estreou em 7/12/2012. Cinemark Botafogo 2, Cinemark Downtown 10, Cinesystem Via Brasil 6, Iguatemi 3, Kinoplex Leblon 3, Kinoplex Nova América 1, Kinoplex Tijuca 4, São Luiz 4, UCI Kinoplex NorteShopping 3, UCI New York City Center 1.

✪✪ LA VIDA ÚTIL -- UM CONTO DE CINEMA, de Federico Veiroj (La Vida Útil -- Um Cuento de Cine, Uruguai/Espanha, 2010). No drama, Jorge (papel de Jorge Jellinek) tem 45 anos e passou mais da metade de sua vida trabalhando na Cinemateca uruguaia. Espécie de faz-tudo, ele projeta os filmes e recebe os poucos espectadores que lá aparecem. Vivendo de raras doações, a sala está prestes a fechar as portas e Jorge, desconsolado, não sabe como lidar com o incerto futuro. Filmado em preto e branco, o drama usa a própria Cinemateca de Montevidéu como cenário, embora o argumento não seja um espelho da realidade. A fita tem um roteiro andando em círculos, ritmo emperrado, atuações despojadas e um tema endereçado exclusivamente aos cinéfilos. (67min). Estreou em 7/12/2012. Estação Sesc Rio 3.

✪✪ NA TERRA DE AMOR E ÓDIO, de Angelina Jolie (In the Land of Blood and Honey, EUA, 2011). Diretora do documentário inédito no Brasil A Place in Time (2007), a estrela Angelina Jolie partiu para um projeto mais ambicioso para estrear na ficção. Ela também assina o roteiro de uma história ocorrida durante a Guerra da Bósnia (1992-1995). Entre outras questões, quis abordar as complexas diferenças das etnias nos Bálcãs e retratar o tratamento truculento dado às mulheres pelos inimigos -- cerca de 20000 delas teriam sido estupradas. A iniciativa da realização é oportuna, mas o filme traz apelações como efeito de choque. Outro problema está na indecisão do enredo, que ora pende para o drama de guerra, ora segue o rumo do romance. A ação tem início no promissor encontro do militar sérvio Danijel (Goran Kostic) com a artista muçulmana Ajla (Zana Marjanovic). A seguir, uma bomba detona literalmente a união do casal. Em lados opostos da guerra, eles vão se rever numa situação delicada: Danijel dirige um campo de prisioneiros para onde Ajla é enviada (127min). 14 anos. Estreou em 7/12/2012. Espaço Itaú de Cinema 6, Kinoplex Fashion Mall 4, UCI New York City Center 8.

✪ QUATRO AMIGAS E UM CASAMENTO, de Leslye Headland (Bachelorette, EUA, 2012). O sucesso de Se Beber, Não Case! foi tanto que agora existe até a versão de saias da comédia. No lugar de homens em farras etílicas, entram mulheres carentes à procura de sexo. Na trama, a gorducha Becky (Rebel Wilson, também no elenco de A Escolha Perfeita) deixou suas três amigas do colégio perplexas. Longe de ser um símbolo de beleza, ela fisgou um bonitão e vai se casar. Convida, então, para ser madrinhas as amigas Regan (Kirsten Dunst), Gena (Lizzy Caplan) e Katie (Isla Fisher). O trio se reencontra em Nova York. Inconformadas por ainda estarem solteiras, elas decidem aprontar na festinha de despedida contratando um go-go boy. Para piorar, rasgam, sem querer, o vestido da noiva. Perambulando por Manhattan em busca de uma costureira, as jovens vão aproveitar para soltar a franga. E dá-lhe vulgaridades travestidas de humor em cenas patéticas protagonizadas pelas talentosas Kirsten (Melancolia) e Isla (Três Vezes Amor). A arrancada na meia hora final e o restante do elenco, que inclui James Marsden (Encantada), salvam a fita de um fiasco maior (87min). 16 anos. Estreou em 7/12/2012. Dublado: Bay Market 4, Cinecarioca Méier 2, Cinépolis Lagoon 3, Cinesystem 10 Sulacap 3, Cinesystem Bangu 5, Cinesystem Via Brasil 4, Espaço Rio Design 3, Iguatemi 6, Kinoplex Fashion Mall 1, Kinoplex Grande Rio 3, Kinoplex Nova América 2, Kinoplex Nova América 5, Kinoplex West Shopping 2, UCI Kinoplex NorteShopping 8, Via Parque 2. Legendado: Cinemark Downtown 1, Estação Vivo Gávea 2, Kinoplex Tijuca 3, Leblon 2, Roxy 2, São Luiz 1, UCI New York City Center 3.

✪ A SOMBRA DO INIMIGO, de Rob Cohen (Alex Cross, EUA, 2012). Policial. Diretor de Velozes e Furiosos, Rob Cohen assina um de seus piores trabalhos. Além do protagonista canastrão (Tyler Perry), o filme traz um apanhado mal-ajambrado dos filmes policiais num roteiro alinhavado com clichês. A história enfoca o cotidiano da dupla de investigadores Alex Cross (Perry) e Tommy Kane (Edward Burns), que está às voltas com o escabroso assassinato de uma ricaça de origem asiática. Segue-se, então, a mesmice. Por trás do crime está um psicopata insano, interpretado por Matthew Fox. Não dá outra: o malucão vai atrás do tira, descobre que a mulher dele está grávida e... adivinhou o que vem depois? Talvez a única novidade de uma fita de originalidade zero esteja na transformação de Matthew Fox. Ele exagera nos olhares arregalados, e, magérrimo e malhadíssimo, faz um personagem que nada lembra Jack, o protagonista do seriado Lost (101min). 14 anos. Estreou em 7/12/2012. Cinespaço Boulevard 4, Cinesystem 10 Sulacap 5, Cinemark Botafogo 1, Cinemark Downtown 7, Cinesystem Ilha Plaza 3, UCI Kinoplex NorteShopping 7, UCI New York City Center 10.

TUDO QUE EU AMO, de Jacek Boruch (Wszystko, co Kocham, Polônia/2009). O drama se passa em 1981, quando há boatos sobre uma revolução na Polônia. O povo está insatisfeito com o regime comunista e o movimento Solidariedade começa a ganhar força no país europeu. Janek (Mateusz Kosciukiewicz), filho rebelde de um policial militar e o vocalista adolescente de uma banda de punk rock, conhece a bela Basia (Olga Frycz), filha de um ativista político simpático ao Solidariedade. Os dois engatam um romance, compartilham experiências e, é claro, discutem política. A relação é abalada quando o pai de Basia é preso por autoridades militares (96min). 16 anos. Estreou em 7/12/2012. Estação Sesc Rio 3, Estação Vivo Gávea 4.

✪✪ A ÚLTIMA CASA DA RUA, de Mark Tonderai (House at the End of the Street, EUA/Canadá, 2012). A médica Sarah (Elisabeth Shue) muda com a filha, Elissa (Jennifer Lawrence, de Jogos Vorazes), para uma casa cuja residência vizinha foi palco de duplo homicídio. Lá, uma menina com problemas mentais matou os pais alguns anos antes e sumiu do mapa. A surpresa é grande quando elas descobrem que Ryan (Max Thieriot), filho mais velho do casal, ocupou o lugar. Elissa se aproxima do rapaz na intenção de fazer novas amizades. Encontra um sujeito tímido, infeliz e carente. Por trás da docilidade, porém, Ryan esconde um segredo. O diretor segue a cartilha do suspense conseguindo manter a tensão do início ao fim. É pouco, porém, para livrar o roteiro da previsibilidade (101min). 14 anos. Estreou em 7/12/2012. Dublado: Cinecarioca Méier 2, Cinespaço Boulevard 2, Cinemark Carioca Shopping 1, Cinesystem Via Brasil 2, Iguatemi 5, Kinoplex Grande Rio 2, Kinoplex Nova América 3, Kinoplex West Shopping 2, UCI Kinoplex NorteShopping 2. Legendado: Cinemark Downtown 3, Kinoplex Leblon 1, Kinoplex Tijuca 2, Rio Sul 3, UCI New York City Center 11.

TEATRO

ESTREIAS

ALÉM AS ESTRELAS SÃO NOSSA CASA, de Abel Neves. A comédia do dramaturgo português, composta por sete histórias curtas, aborda assuntos da vida cotidiana. Ricardo Ventura, Rosa Felix, Denise Dietrich, Daniel Archangelo, Aline França e Luiz Paulo Barreto, do grupo Tentáculos Espetáculos, revezam-se ao interpretar ora a discussão de um casal por um espelho partido, ora a conversa inusitada entre uma mulher que sai do hospital e um homem que observa a vida através de um telescópio, entre outras pequenas tramas. Direção de Guilherme Delgado (60min). 14 anos. Teatro Maria Clara Machado -- Planetário da Gávea (80 lugares). Rua Padre Leonel Franca, 240, Gávea, ☎ 2274-7722. Terça e quarta, 21h. R$ 15,00. Bilheteria: a partir das 15h (ter. e qua.). Até dia 19. Estreia prometida para terça (4).

CAPIVARA NA LUZ TRAVA. Teatro e dança encontram-se no espetáculo do grupo Massa, drama sobre uma família que vê de perto o fim de sua existência. Na peça, os atores Clara Maria, Fifo Benicasa, Juan Guimarães, Luca Ayres, Mariana Dias e Sabrina Fortes representam um dia na vida dessa família, habitante de uma aldeia onde se cultivam melões para alimentar um rebanho de capivaras. A chegada de um estrangeiro muda a rotina dos aldeões e coincide com a devastação da plantação por uma chuva torrencial. Direção de Fernando Nicolau (70min). 16 anos. Teatro Gláucio Gill -- Palco principal (88 lugares). Praça Cardeal Arcoverde, s/nº, Copacabana, ☎ 2547-7003. Quarta e quinta, 21h. R$ 30,00. Bilheteria: a partir das 16h (qua. e qui.). Até dia 20. Estreia prometida para quarta (5).

CABARÉ DA NINA, de Nina de Cássia. Os antigos cabarés são retratados nesta sessão de teatro de revista conduzida pela autora. A apresentação reúne números de humor intercalados com música, dança e circo. Além da própria Nina, Raul Tolledo, Marina Furquim, Mário Vieira, Luciana Pamplona, Luiz França integram o elenco. Direção de Nina de Cássia (150min). 18 anos. Teatro Café Pequeno (100 lugares). Avenida Ataulfo de Paiva, 269, Leblon, ☎ 2294-4480. Sexta, 19h. R$ 30,00. Bilheteria: a partir das 16h (sex.). Até dia 14. Estreia prometida para sexta (7).

DIZER E NÃO PEDIR SEGREDO. Drama do coletivo Teatro Kunyn. No palco discute-se a realidade homossexual brasileira a partir de uma pesquisa inspirada pelo livro Devassos no Paraíso A Homossexualidade no Brasil, da Colônia à Atualidade, de João Silvério Trevisan. Na encenação, a plateia não tem lugar marcado. Os espectadores escolhem seus assentos, adereços e figurinos e interagem com o elenco, formado por Luiz Gustavo Jahjah, Paulo Arcuri e Ronaldo Serruya. Direção de Luiz Fernando Marques. (90min). 18 anos. Espaço Sesc -- Sala Multiuso (50 lugares). Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana, ☎ 2547-0156. Sexta e sábado, 20h; domingo, 18h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 15h (sex. a dom.). Até dia 23. Estreia prometida para sexta (7).

ESSA FEBRE QUE NÃO PASSA. Inspirado no livro homônimo da jornalista Luce Pereira, o drama apoia-se nos cinco contos da obra para buscar um olhar crítico e bem-humorado sobre o universo feminino contemporâneo. Ceronha Pontes, Hermila Guedes, Hilda Torres, Márcia Cruz, Mayra Waquim, Nínive Caldas e Lili Rocha, da companhia pernambucana Coletivo Angu de Teatro, encenam Clóvis, Nomes, Talvez Já Fosse Tarde, Um Tango com Frida Kahlo e Dora Descompassada. O espetáculo faz parte do projeto Visões Coletivas Nordeste Contemporâneo. Direção de Andre Brasileiro e Marcondes Lima (80min). 16 anos. Teatro Glauce Rocha (204 lugares). Avenida Rio Branco, 179, Centro, ☎ 2220-0259. ? Carioca. Quinta a domingo, 19h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 14h (qui. a dom.). Até dia 16. Estreia prometida para quinta (6).

NA BAGUNÇA DO TEU CORAÇÃO, de João Máximo e Luiz Fernando Vianna. Com Claudio Botelho e Claudia Netto na primeira montagem, em 1998, o musical volta ao circuito defendido pelos atores e cantores Cristiano Gualda e Anna Bello. Animado por 22 composições de Chico Buarque entre outras, Tempo e Artista, Valsa Brasileira e Dueto --, o espetáculo narra a história da paixão à primeira vista do casal que se encontra na noite de Réveillon e vive, em meio a encontros, desencontros e reencontros, uma tumultuada história de amor. Direção de Rafaela Amado (80min). 12 anos. Caixa Cultural -- Teatro de Arena (176 lugares). Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. → Quinta a domingo, 19h30. R$ 20,00. Bilheteria: 13h/20h (qui. e sex.); 15h/20h (sáb. e dom.). Até dia 16. Estreia prometida para quinta (6).

TARJA PRETA, de Adriana Falcão. Originalmente um conto intitulado Serial Killer, escrito para o livro Tarja Preta com textos de nomes como Pedro Bial, Luiz Ruffato, Jorge Furtado, Jorge Mautner e Isa Pessôa, além de Adriana Falcão --, a comédia gira em torno da conversa de uma mulher (Letícia Isnard), que vive à base de comprimidos e também abusa de álcool e drogas, com seu próprio cérebro (Érico Brás). Ele a censura constantemente, reclamando dos efeitos letárgicos aos quais é submetido. Direção e adaptação de Ivan Sugahara (60min). 14 anos. Centro Cultural Justiça Federal (142 lugares). Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550, ? Cinelândia. Quinta a domingo, 19h. R$ 30,00. Campanha Teatro para Todos: R$ 10,00 (até dia 23). Bilheteria: 16h/19h (qui. a dom.). Até 27 de janeiro. Estreia prometida para sexta (7).

REESTREIAS

ANJO MALAQUIAS, de Eloi Calage Afonnso Drumond, a partir de textos de Mario Quintana (1906-1994). O documentário teatral aborda a vida e a obra do poeta gaúcho por meio de músicas, imagens e versos. O poema que dá nome à peça surge na parte final do espetáculo, relatando um milagre de Nossa Senhora ao salvar das garras do monstro o garoto que começa a voar quando está prestes a ser devorado. No elenco, Afonnso Drumond e Fabrício Polido. Direção geral de Delson Antunes (75min). 10 anos. Teatro Dulcina (429 lugares). Rua Alcindo Guanabara, 17, Centro, ☎ 2240-4879, ? Cinelândia. → Sexta a domingo, 19h. R$ 20,00. Campanha Teatro para Todos: R$ 5,00. Bilheteria: a partir das 14h (sex. a dom.). Até dia 23. Reestreia prometida para sexta (7).

✪✪ MEDEA EN PROMENADE, de Clara de Góes. A atriz Guta Stresser faz sua estreia profissional na direção com este drama inspirado na tragédia grega Medeia, de Eurípides. Vanessa Pascale vive a protagonista, que mata os próprios filhos para se vingar da traição do marido. A trama joga luz sobre o período em que, após ser banida de sua cidade, ela vaga sem rumo. Em seu caminho, ela encontra uma antiga criada (Márcia Laviola) e é obrigada a confrontar-se com a mulher por quem seu marido se apaixonara (Ana Bugarim) -- a quem ela também atacou por vingança, deixando terríveis marcas em seu corpo. Francisco Taunay, um tanto deslocado no conjunto, faz as vezes de corifeu. É ele quem manipula ou entrega aos personagens os adereços cênicos que fazem referência ao sangue derramado na história, uma ideia boa, mas que ora se dilui na encenação, ora distrai o espectador. Com destaque para Ana Bugarim, o elenco não compromete, mas fica aquém da extraordinária carga dramática sugerida pela história (60min). 12 anos. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas (40 lugares). Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa, ☎ 2224-3922. Sexta a domingo, 21h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 19h (sex. a dom.). Até 13 de janeiro. Reestreia prometida para sábado (8).

NOVELA BRASIL, de José Alessandro e Wendell Bendelack. O título pega carona no sucesso da novela Avenida Brasil. Quatro atores do bem-sucedido espetáculo O Surto -- Wendell Bendelack, Rodrigo Fagundes, Flávia Guedes e Renato Bavier -- e os convidados José Alessandro e Bia Guedes integram o elenco da comédia, que brinca com o universo da teledramaturgia brasileira. Além de personagens da história de João Emanuel Carneiro, a exemplo de Nina e Carminha, entram em cena figuras como a vilã Nazaré Tedesco (interpretada por Renata Sorrah em Senhora do Destino) e o vampiro Vlad (encarnado por Ney Latorraca em Vamp). Direção de Alina Lyra e Wendell Bendelack (90min). 14 anos. Teatro do Leblon -- Sala Fernanda Montenegro (417 lugares). Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon, ☎ 2529-7700. → Quinta a sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 50,00 (qui.), R$ 60,00 (sex. e dom.) e R$ 70,00 (sáb.). Campanha Teatro para Todos: R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 15h (qui. a dom.). Cc: D, M e V. Cd: todos. IC. Estac. (R$ 4,00 a cada meia hora). Até dia 23. Reestreia prometida para quinta (6).

ÚLTIMA SEMANA

A CASA DOS BUDAS DITOSOS, adaptação de Domingos de Oliveira a partir do texto original de João Ubaldo Ribeiro. Como parte das comemorações pelos dez anos em cartaz, a comédia chega ao Imperator em curta temporada. O monólogo estrelado por Fernanda Torres leva ao palco a incrível personagem criada pelo autor baiano: uma conterrânea de 68 anos que, ao rememorar, diante da plateia, suas incontáveis peripécias sexuais, dá uma bela e bem-humorada lição de liberdade. Direção do autor (90min). 18 anos. Reestreou em 30/11/2012. Centro Cultural João Nogueira Imperator (642 lugares). Rua Dias da Cruz, 170, Méier, ☎ 2596-1090. Sexta e sábado, 20h; domingo, 19h30. R$ 60,00 (sex. e dom.) e R$ 80,00 (sáb.). Bilheteria: a partir das 13h (sex.); a partir das 10h (sáb. e dom.). Até domingo (9).

✪✪✪ BILLDOG, de Joe Bone, com tradução de Gustavo Rodrigues. Batizada originalmente de Bane, a comédia com clima noir estreou em 2009 em Londres, onde se tornou cult. De passagem por lá, Gustavo Rodrigues assistiu à peça e propôs ao autor, Joe Bone (também ator e diretor da montagem inglesa), uma encenação no Brasil. Com direção conjunta do próprio Bone e de Guilherme Leme, o espetáculo teve o título modificado, mas manteve o espírito do original, buscando extrair o máximo de graça com o mínimo de recursos. Com um só figurino, Rodrigues vive 38 personagens, escoltado apenas pelo exímio guitarrista Márcio Tinoco. O protagonista é o mercenário Billdog, que, certo dia, começa a ser perseguido por um bandido misterioso. Tudo na história é construído para fazer troça com clichês de filmes policiais. Em um cenário que se limita a um cubo negro, habilmente iluminado por Wilson Reiz, Rodrigues encarna pessoas e animais, fazendo diversas sonoplastias. Diversão garantida (65min). 16 anos. Reestreou em 6/10/2012. Sesc Casa da Gávea (80 lugares). Praça Santos Dumont, 116, Gávea, ☎ 2239-3511. Sábado, 21h30; domingo, 20h. R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 17h30 (sáb. e dom.). Até domingo (9).

CALANGO DEU! -- OS CAUSOS DE DONA ZANINHA, de Suzana Nascimento. Inspirada pelo arquétipo de senhoras interioranas que são ao mesmo tempo religiosas e fofoqueiras, a autora concebeu este monólogo cômico estrelado por ela própria. Entre um pedaço de broa e outro, a atriz conta histórias da sua terra. Direção de Isaac Bernat (80min). 18 anos. Estreou em 10/11/2012. Teatro Café Pequeno (100 lugares). Avenida Ataulfo de Paiva, 269, Leblon, ☎ 2294-4480. Sábado e domingo, 20h. R$ 30,00. Bilheteria: a partir das 16h (sáb. e dom.). Até domingo (9).

CLANDESTINOS, de João Falcão. Sucesso que estreou em 2008 e permaneceu dois anos em cartaz, a comédia é resultado de uma iniciativa do autor e diretor João Falcão. Naquele ano, ele anunciou uma oficina teatral para jovens atores -- mais de 3000 se inscreveram, trinta efetivamente participaram e catorze foram selecionados para a peça, cujo tema é justamente a luta de novos artistas por uma oportunidade no mercado. Todo o elenco original está de volta, com apenas uma mudança: Adelaide de Castro deu lugar a Marcela Coelho, que participou da oficina. No mais, estão lá atores hoje conhecidos, como Emiliano d?Ávila, o Lúcio da novela Avenida Brasil, e Giselle Batista, que encarnou a vilã Isadora em Cheias de Charme. Direção do autor (90min). 12 anos. Reestreou em 16/11/2012. Teatro Ipanema (240 lugares). Rua Prudente de Morais, 824, Ipanema, ☎ 2523-9794. → Sexta a domingo, 21h30. R$ 40,00. Campanha Teatro para Todos: R$ 10,00. Bilheteria: a partir das 18h30 (sex. a dom.). Até domingo (9).

HOLOCLOWNSTO, de Marcela Rodrigues e Natalie Rodrigues. O espetáculo da companhia teatral Troupp Pas d?Argent leva seis palhaços ao palco. As autoras se juntam a Carolina Garcês, Zoatha Davi, Lilian Meireles e Orlando Caldeira para encenar uma tragicomédia em tempos de holocausto. Eles são seis prisioneiros que se conhecem no vagão de um trem com destino desconhecido. Lutando por comida e contra o frio, os personagens transformam o espaço num campo de batalha. Direção de Marcela Rodrigues (70min). 12 anos. Reestreou em 10/11/2012. Teatro Maria Clara Machado (128 lugares). Rua Padre Leonel Franca, 240 (Planetário da Gávea), Gávea, ☎ 2274-7722. Sexta e sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 30,00. Campanha Teatro para Todos: R$ 10,00. Bilheteria: a partir das 15h (sex. a dom.). Até domingo (9).

✪✪✪ O MEU SANGUE FERVE POR VOCÊ, de Pedro Henrique Lopes. Na comédia musical embalada por pérolas do cancioneiro brega, a exemplo de Alma Gêmea e Conga Conga Conga, é contada a história do quadrilátero amoroso formado pela virginal Creuza Paula, pelo canalha Fernando Sidnelson, pela mulher da vida Sandra Rosa e pelo bom moço Elivandro. No elenco estão Ana Baird, Cristiana Pompeo, Pedro Henrique Lopes e Marcelo Klein. Do cenário aos figurinos, passando pelo tom exagerado da atuação, tudo em cena incorpora com gosto a estética brega que serve de proposta ao espetáculo. Direção coletiva dos atores e direção musical de Marcelo Eduardo Farias (70min). 12 anos. Reestreou em 24/11/2012. Espaço Cultural Eletrobras Furnas -- Auditório (192 lugares). Rua Real Grandeza, 219, Botafogo, ☎ 2528-5166 (segunda a sexta) e 9237-8631 (sábado e domingo). Sábado, 20h; domingo, 19h. Grátis. Senhas distribuídas uma hora antes. Para o acesso, é necessário portar documento de identidade com foto. Até domingo (9).

EXPOSIÇÕES

ESTREIAS

A ESCOLHA DO ARTISTA. Radicado no Rio há 35 anos, o artista norte-americano, egresso da Geração 80, marca presença em uma coletiva entre amigos selecionados por ele: vai exibir sete pinturas a óleo sobre tela, nas quais retrata o espírito carioca em cenas corriqueiras das praias da cidade. Clarisse Tarran comparece com três bordados em materiais variados, como linho, seda, lã e algodão. Adriano de Aquino participa da mostra com duas pinturas em acrílica, parte da série Divisões Internas, produzidas entre 2006 e 2007. Julia Debasse, a caçula do time, expõe três pinturas, Aquele da Mulher e do Alce, Mas e se Cair? e Sobre Aquele Dia em que Rian Matou um Dragão, todas sobre fundo chapado, para dar uma ideia de colagem às figuras. Galeria Patricia Costa. Avenida Atlântica, 4240, loja 226 (Shopping Cassino Atlântico), Copacabana, ☎ 2227-6929. Segunda a sexta, 11h às 19h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 7 de janeiro. A partir de quinta (6). www.galeriapatriciacosta.com.br.

PATRICIA GOUVÊA. Fundadora e diretora do Ateliê da Imagem, espaço de cursos, seminários e exposições dedicado ao audiovisual, a fotógrafa lança o livro Imagens Posteriores e exibe no endereço dez de seus trabalhos realizados ao longo da última década. Na seleção entraram fotos de ambientes não identificados que se assemelham, em alguns casos, a obras abstratas. Um vídeo com as cinco intervenções urbanas feitas por Patrícia em lugares do Rio, como a Praça da Bandeira e o viaduto Santa Bárbara, completa o acervo. Curadoria de Claudia Buzzetti. Galeria do Ateliê. Avenida Pasteur, 453 (Ateliê da Imagem Espaço Cultural), Urca, ☎ 2541-3314. Segunda a sexta, 10h às 21h; sábado, 10h às 17h. Grátis. Até 28 de fevereiro. A partir de sábado (8). www.ateliedaimagem.com.br.

SUSI SIELSKI CANTARINO. Na mostra SIM, a dona da galeria Metara exibe no próprio espaço obras recentes e outras já reunidas na individual ANIMA, que montou em 2007. Argentina, no Rio há 23 anos, Susi apresenta 23 trabalhos, entre malas, criações com bambu e pinturas abstratas. Curiosamente, a parte mais antiga desse acervo sobreviveu a um triste acidente: em 2007, na passagem por Lisboa, ANIMA teve algumas peças surrupiadas e nunca encontradas. R$ 398,00 a R$ 23?000,00. Galeria de Arte Metara. Rua Teixeira de Melo, 25-A, Ipanema, ☎ 2523-5225. Segunda a sexta, 10h às 20h; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até dia 17. A partir de quarta (5). www.metara.com.br.

ÚLTIMA SEMANA

✪✪✪ JAILDO MARINHO. Nascido em 1970, o artista pernambucano vive em Paris desde a década de 90 e construiu uma sólida carreira no exterior. É pouco conhecido no Brasil, o que só aumenta a surpresa de quem visita a mostra Jaildo Marinho ? Le Vide Oblique. A versão carioca da individual homônima exibida na capital francesa no início do ano traz 41 trabalhos. Vinte esculturas de mármore branco oferecem formas de insuspeitada leveza, caso de 3 Stelas Noir (2012). Completa a lista o colorido alegre de 21 pinturas com tinta acrílica. Quadros como Lignes Obliques Nº 428 (2007) evidenciam a influência do construtivismo, mas Marinho também bebeu em outras fontes. Na Europa, conheceu o uruguaio Carmelo Arden Quin (1913-2010), um dos fundadores do movimento Madi. Da escola surgida na Argentina, nos anos 40, aprendeu que as obras não têm um limite estabelecido ? e faz bom uso desse ensinamento. Pinakotheke Cultural. Rua São Clemente, 300, Botafogo, ☎ 2537-7566. Segunda a sexta, 10h às 18h. Sábado, 10h às 16h. Grátis. Até sábado (8).

✪✪✪ LUIZ ERNESTO. Após cinco anos sem uma mostra individual, período no qual participou da coletiva Europalia, em Bruxelas, o artista apresenta Pintura Muda. As dez obras nada convencionais do professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, produzidas em 2012, são criadas a partir de fotografias de objetos do dia a dia, como botões e copos. À primeira vista, as imagens parecem feitas de mármore, mas, na verdade, são trabalhadas com resina e pigmentos sobre placas de fibra de vidro, que as deixam leves. Um dos destaques, Suspensos por Fios de Vento Saltavam por entre as Nuvens, retrata aviões de papel em pleno voo. R$ 17?000,00 a R$ 30?000,00. Galeria Silvia Cintra + Box 4. Rua das Acácias, 104, Gávea, ☎ 2521-0426. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até sábado (8). www.silviacintra.com.br.

✪✪✪ LUIZ ZERBINI. Entre os mais de 100 participantes da mostra Como Vai Você, Geração 80?, montada no Parque Lage em 1984 e trampolim de algumas carreiras hoje consagradas, o artista paulista já transitava sem amarras do figurativo ao abstrato, além de experimentar com fotos e colagens. Essas características aparecem aprimoradas em Amor, a maior individual de sua trajetória. Foram reunidas 35 criações dos últimos dez anos. Lago Quadrado (2010), acrílica sobre tela trazida do centro de arte contemporânea de Inhotim, em Minas Gerais, é uma das obras monumentais que sobressaem ? outra, Mamanguá Recife (2011), ainda chama atenção pela explosão de cores e detalhes. Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 2240-4944. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 19h. R$ 12,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e para todos na quarta, a partir das 15h. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até domingo (9). www.mamrio.com.br.

VICTOR MATTINA. O carioca de 26 anos apresenta sua segunda individual, Delta, na qual exibe sete óleos. Uma das atrações é Ibn Al-Shaykh Al-Libi (2012), obra batizada com o nome do líbio cuja confissão levou à invasão de Bagdá pelos americanos em 2003. R$ 3?000,00 a R$ 6?000,00. Cosmocopa Arte Contemporânea. Rua Siqueira Campos, 143 (Shopping dos Antiquários), sobreloja 32, Copacabana, ☎ 2236-4670. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 16h. Grátis. Até sábado (8).

Fonte: VEJA RIO