Fazer o bem

Dez ONGs para fazer trabalho voluntário

Em comemoração do Dia Mundial da Boa Ação, listamos instituições filantrópicas do Rio que aceitam mão de obra altruísta

Por: Cibele Reschke - Atualizado em

Bruno FederDivulgação
Lugares para fazer o bem (Foto: Bruno Feder)

Há controvérsias quanto à data em que se comemora o Dia Mundial da Boa Ação. Enquanto alguns defendem dia 24 de abril, outros dizem 25, ou 28, e alguns ainda insistem no dia 29. Preciosismos à parte, o calendário de celebrações globais estimula todos os cidadãos a praticar uma boa ação nos últimos dias deste mês. Nesse espírito, sugerimos uma lista de dez instituições filantrópicas do Rio que aceitam o trabalho voluntário – aquele que, de fato, dignifica o ser humano -, não só na semana global da filantropia, mas durante o ano inteiro. Vale a pena dedicar algumas horas da sua semana praticando o bem. Confira:

+ Rio pode virar modelo global de desenvolvimento sustentável

meu rio
Equipe do Meu Rio, ONG que aceita trabalho voluntário (Foto: Divulgação)

Meu Rio

Trata-se de uma rede de mobilização voluntária em torno de temas de relevância para a cidade. Os mais de 3 000 voluntários lá desenvolvem tecnologias e metodologias que mobilizam os 160 000 membros do Meu Rio a participar ativamente dos processos de decisão da cidade. “O trabalho gratuito proporciona participar de uma ação social em que realmente se acredita”, diz Enrica Duncan, coordenadora de mobilizações.

Como se voluntariar:

Cadastrar-se na plataforma de voluntariado Multitute e aguardar o chamado para ações de seu interesse.

Endereço: Rua Visconde de Silva, 21 - Botafogo.

Telefone: 3079-1333 (Enrica Duncan)

Sociedade Brasileira de Solidariedade-SBS

A sociedade reúne oito projetos de reinserção para crianças, idosos e diversos grupos de pessoas socialmente vulneráveis. Há várias modalidades de voluntariado, desde ensino em pré-vestibular, cuidado com idosos e atendimento psicológico, até arrecadação de doações e marketing institucional. “Não há requisitos além da boa vontade”, diz Heloisa Neves, assistente social.

Como se voluntariar:

Ao escrever para projetos@sbsolidariedade.org.br, você dará início a um diálogo com os responsáveis pelo recrutamento, que devem encontrar um voluntariado para o seu perfil.

Endereço: Rua Sebastião Lacerda, 70 – Laranjeiras.

Telefone: 2205 3300 (Heloisa Neves)

mais que vencedores
ONG Mais que Vencedores (Foto: Divulgação)

Mais Que Vencedores

A ONG oferece cursos gratuitos para idosos, pessoas de meia idade e crianças, sobre assuntos variados como corte e costura, jardinagem e dança. “Queremos ocupar de forma útil os mais velhos de nossa comunidade, e tirar os pequenos das áreas de perigo”, afirma Marta Golçalves, fundadora da instituição.

Como se voluntariar:

Escrever um e-mail para maisquevencedores@gmail.com, contando qual conhecimento você pode compartilhar com os alunos. Um dia de dedicação semanal é suficiente.

Endereço: Estrada do Quafá, 620, Villa Kennedy – Bangu.

Telefone: 3565-0290 (Marta Gonçalves)

Associação Mulheres de Atitude (AMA)

Resgatar a autoestima de mães, dando a elas formação profissional, é o objetivo dos fundadores da AMA. Há cursos de lutas, dança de salão, crochê, manicure, culinária entre outros. Muitos deles são abertos ao público infantil. As pessoas podem se voluntariar para dar cursos sobre algum tema de sua especialidade. “O único requisito é abraçar a causa de transformação das pessoas”, diz Lúcia Maria Oliveira coordenadora do projeto.

Como se voluntariar:

Entre em contato com a AMA pelo endereço eletrônico amamulheresdeatitude@gmail.com e ofereça seus talentos.

Endereço: Avenida Itaoca, 2015, condomínio Jardim Beija Flor – Complexo do Alemão.

Telefone: 98811- 0220 (Lúcia Maria Oliveira)

emarca
Instituto Emarca de Pesquisa e Educação Profissional (Foto: Divulgação)

Instituto Emarca de Pesquisa e Educação Profissional

Na comunidade com pior índice de prostituição infanto-juvenil da cidade, segundo dados da OMS, o projeto funciona como oficina de leitura para crianças. Os voluntários são convidados a contar histórias e trabalhar a expressão dos pequenos. “Nosso objetivo é despertar o real interesse pela leitura”, diz Eliana Carnavos, assistente social do projeto.

Como se voluntariar:

Envie e-mail para eliana.emarca@gmail.com, para marcar um encontro com a assistente social, que vai avaliar seu perfil e combinar seu dia de trabalho semanal.

Endereço: Praça Carmela Dutra 01, Barreira do Vasco - São Cristóvão.

Telefone: 3234-7280 (Eliana Carnavos)

Instituto Conselheiro Macedo Soares 

O semi-internato para meninas de 4 a 12 anos propõe orientação pedagógica, psicológico, e atendimento médico, além de reforço escolar e refeições no período do dia em que as crianças não estejam na escola, contanto que suas mães estejam trabalhando. “Procuramos voluntários que possam ensinar matérias escolares e informática”, diz Josemar Silva, líder na instituição.

Como se voluntariar:

Marcar uma entrevista através do e-mail icmacedosoares@gmail.com e escolher um dia por semana para o trabalho filantrópico.

Endereço: Rua Aquidabã, Lins de Vasconcelos.

Telefone: 2269-0597 (Josemar Silva)

fallet
Fallet Embalando Crianças (Foto: Divulgação)

Fallet Embalando Crianças

A Fallet é uma instituição filantrópica que busca a superação de desafios através de atividades como capoeira, jiu-sitsu, circo, percussão, palestras e outros esportes. Por trás das ações, há lições de disciplina, respeito ao próximo e harmonia. “Buscamos, dentro da nossa lógica de atuação, palestrantes, ou pessoas que possam ajudar nas áreas da saúde, educação, esporte, cultura, trabalho etc.”, diz Flávio Mazzaro, líder na associação.

Como se voluntariar:

As inscrições são feitas diretamente na Associação de Moradores do bairro. Mais informações pelo e-mail fallet_amavale@hotmail.com.

Endereço: Rua Fallet, 302 – Santa Teresa.

Telefone: 3971-6824

Instituto Responsa

Criado com o intuito de dar uma ocupação às pessoas da comunidade, o Instituto Responsa propõe ações para melhorar a qualidade de vida local. A principal ação já implementada é um pomar que fornece frutas de diferentes espécies – que já conta com 130 árvores plantadas na comunidade Querosene. “Voluntários são bem-vindos para qualquer tipo de atividade, especializada e qualificada ou braçal”, diz Rafael Ramos, fundador da ONG.

Como se voluntariar:

Demonstrar interesse pelo e-mail rafael.institutoresponsa@gmail.com.

Endereço: Rua Campos da Paz, 08, complemento Rua Ônix, 08, Morro do Querosene - Rio Comprido.

Telefone: 99335-3640 (Rafael Ramos)

museu da mare - celia lamarão
Museu da Maré (Foto: Célia Lamarão)

Museu da Maré

O Museu da Maré propõe um conjunto de ações de registro, preservação e divulgação da história das comunidades da Maré, em aspectos culturais, sociais ou econômicos. “Não temos uma estrutura específica para o programa de voluntariado. Tampouco possuímos inscrições, ou banco de dados. As pessoas se apresentam espontaneamente”, diz Luiz Antoli, presidente do estabelecimento. As áreas com maior demanda por voluntários são o educativo e o arquivo do museu, além de produção de eventos.

Como se voluntariar:

Demonstrar o interesse na filantropia pelo e-mail claudiarose.ribeiro@gmail.com e passar pelas entrevistas com os líderes do local.

Endereço: Av. Guilherme Maxwell, nº 26 - Maré (na altura da passarela 7 da Avenida Brasil).

Telefone: 3868-6748 (Luiz Antoli)

Centro de Referência para a Saúde da Mulher (CRESAM)

A saúde reprodutiva - com foco na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, câncer de colo de útero e câncer de mama - é o centro das ações do CRESAM, que propõe programas educativos para a comunidade. “Os voluntários devem estar dispostos a ajudar na abordagem pedagógica desses temas de saúde preventiva, e assumir um perfil de educadores sociais. Também podem trabalhar na área administrativa” diz Denildes Silva, diretora da organização.

Como se voluntariar:

Através do e-mail cresam@ig.com.br, você pode marcar uma entrevista, conhecer a instituição, e ver se os horários das atividades lá se encaixam na sua agenda.

Endereço: Rua Getúlio Vargas, 5, Parque Proletário da Penha – Penha.

Telefone: 3473-9617 (Denildes Silva)

Fonte: VEJA RIO