DIVERSÃO

Tela quente

Um roteiro carioca para os apaixonados pela sétima arte. Conheça as principais lojas, salas de exibição com programação alternativa, festivais e escolas para aprender e discutir cinema no Rio

Por: Louise Peres - Atualizado em

cinema-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Para muitos cariocas, a praia (e o Pão de Açúcar, a Lagoa ou qualquer que seja o cartão-postal) perde feio para o escurinho do cinema. Pensando nesses apaixonados pela sétima arte, elaboramos um roteiro com os points preferidos de quem não deixa passar um bom filme. Você também passa horas escutando trilhas sonoras, pesquisando sobre um cineasta, e troca horas sob o sol pela deliciosa maratona de conferir todos os candidatos ao Oscar, riscando a listinha depois de cada sessão? Então confira abaixo uma seleção que inclui desde lojas, locadoras e salas de exibição que fogem dos blockbusters em cartaz no circuito comercial até escolas especializadas, os principais festivais e cineclubes da cidade. Tome nota, pegue a pipoca e aproveite!

LOJAS E LOCADORAS

tela-quente-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Cavídeo

Surgida há quinze anos e prontamente elevada por seus frequentadores ao status de templo dos cinéfilos no Rio, a locadora de Cavi Borges é mais do que um rico acervo cinematográfico. Atraídos pelas raridades disponíveis para locação, fãs da sétima arte passaram a frequentar o local e fizeram dele um ponto de encontro para discutir e aprender sobre cinema. Hoje o espaço, cujo acervo contempla desde animés, filmes de animação japonesa, até clássicos do cinema cult, abriga também eventos como lançamentos de livros e saraus como o Corujão da Poesia. O forte ainda é a locação de vídeos, embora a lojinha também comercialize livros, encartes e publicações especiais dedicadas ao assunto. Chama a atenção o acervo de curtas: são mais de mil curtas em oferta, que podem ser alugados gratuitamente. "Pouca gente sabe, mas desde novos diretores e até mesmo nomes como Nelson Pereira dos Santos e Evaldo Mocarzel disponibilizaram suas filmografias completas na locadora", conta o produtor Cavi Borges, fundador da Cavídeo e hoje dono de uma produtora de mesmo nome. Completam a coleção de preciosidades filmes, vários deles inéditos por aqui, trazidos por Cavi de viagens ao exterior.

Livraria da Travessa de Ipanema

O rico acervo de DVDs faz da loja um prato cheio para os cinéfilos de plantão. Por lá também é possível encontrar desde CDs de trilhas de filmes até documentários pouco badalados. A ala de livros dedicados a cinema, evidentemente, é outro destaque. Coletâneas importantes sobre assuntos que vão do roteiro à fotografia integram o acervo.

Livraria da Travessa. Rua Visconde de Pirajá, 572, Ipanema, tel. 3205-9002.

Mini Book Store

Aberta em outubro de 2010 dentro da Casa de Cultura Laura Alvim, a loja logo conquistou uma clientela ávida por consumir filmes clássicos, livros e outros artigos ligados à temática cinematográfica. Quem gosta de enriquecer sua própria cinemateca tem ali uma boa fonte de títulos raros.

Mini Book Store. Av. Vieira Souto, 176, Ipanema, tel. 2227-3656.

Luzes da Cidade

Homônima da clássica comédia romântica muda de 1931, estrelada, escrita e dirigida por Charlie Chaplin, a charmosa livraria não poderia estar em melhor lugar. Parte de um dos cinema do grupo Estação no bairro de Botafogo, ela abriga coleções literárias, filmes clássicos, CDs e LPs raros. Antes ou depois da sessão, impossível não fazer uma visitinha.

Luzes da Cidade. Rua Voluntários da Pátria, 35, Botafogo, tel. 2266-9952.

SALAS

cinema-odeon-petrobras.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Grupo Estação

Há mais de 25 anos, é o maior circuito alternativo na cena carioca. Administrando sete cinemas da cidade - um na Gávea, duas em Botafogo, duas em Ipanema e uma na Barra, além do Odeon, no Centro -, o Estação soma dezenove salas, todas abrindo espaço principalmente para filmes europeus e produções que dificilmente chegam ao circuito comercial.

Mais em www.grupoestacao.com.br

CCBB

Seleções especiais e retrospectivas recheiam as duas salas de cinema do Centro, que costuma estender para a programação cinematográfica as temáticas das exposições em cartaz. Outro atrativo é o preço do ingresso: por apenas R$ 6,00, o público pode assistir a filmes de arte, títulos raros e filmografias de cineastas pouco convencionais.

Mais em www.bb.com.br/cultura

Caixa Cultural

Mostras, festivais e retrospectivas têm lugar cativo em uma das filiais cariocas da instituição. Na avenida Almirante Barroso, a unidade aberta em 2006 possui dois cinemas com ingressos a preços populares.

Caixa Cultural. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, tel. 3980-3815.

Instituto Moreira Salles

A sala do IMS, na Gávea, exibe títulos de sua videoteca e contempla em especial retrospectivas, mostras dedicadas a cineastas relevantes e mostras de filmes pouco comuns no circuito comercial.

Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, tel. 3284-7400/3206-2500.

CINECLUBES

cineclub.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Cachaça Cinema Clube

Criado há dez anos, o Cachaça foi um dos pioneiros do retorno do movimento cineclubista na cidade. O formato de sucesso segue o mesmo: prioridade à exibição de curtas nacionais, seguidas de degustação de cachaça e festa. As projeções, que acontecem mensalmente no Odeon, são sempre às quintas-feiras. Atualmente, os produtores negociam com o grupo Estação, responsável pela sala, a manutenção do cineclube no último cinema restante da Cinelândia.

Mais em www.cachacacinemaclube.com.br

Cinemaison

O cineclube da Embaixada da França no Brasil promove, sempre às segundas-feiras, sessões com clássicos do cinema francês. Produções franco-brasileiras também entram na programação. Clássicas ou recentes, com debates e convidados especiais, todos os filmes são legendados em português e todas as sessões são gratuitas.

Teatro Maison de France. Av. Presidente Antônio Carlos, 58, Centro

Mais em www.cinefrance.com.br

Cinema ABL

Com o cineclube, a Academia Brasileira de Letras abre suas portas para os cinéfilos. As sessões, gratuitas, seguem séries temáticas: há desde ciclos sobre literatura policial até mostras dedicadas à transposição da obra de grandes escritores, como Jorge Amado, para as telonas.

Academia Brasileira de Letras. Av. Presidente Wilson 203, Castelo.

Mais em www.academia.org.br

ONDE APRENDER

cinema-darcy-ribeiro.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Escola Darcy Ribeiro

Única escola carioca dedicada exclusivamente ao ensino do audiovisual, a Escola Darcy Ribeiro é comandada por nomes tarimbados do cinema nacional, como Walter Lima Jr. e Flávio Tambellini. Além de oficinas livres, o centro de estudos se destaca por seus cursos regulares, que oferecem formação teórica e prática em funções específicas do mercado cinematográfico: Roteiro Cinematográfico, Curso de Montagem e Edição de Imagem e Som e Curso de Direção Cinematográfica - Ficção e Documentário . Com duração de um ano e meio, os cursos são organizados em três módulos semestrais e sequenciais, com períodos letivos de março a julho e de agosto a dezembro, com aulas de segunda a sexta-feira, das 18h30 às 21h30 e aos sábados de 18h às 20h.

Mais em www.escoladarcyribeiro.org.br

Casa do Saber

Para quem quer se aprofundar mas não dispõe de tempo para se dedicar a atividades mais extensas, a casa na Lagoa oferece cursos de curta duração sobre temas variados ligados à sétima arte. A programação costuma abarcar desde temas como o uso da música clássica no cinema até séries dedicadas a compreender a filmografia de ícones como Ingmar Bergman, Almodóvar e Woody Allen. Entre os professores, nomes como o diretor e roteirista Davi França Mendes.

Casa do Saber. Avenida Epitácio Pessoa, 1164, Lagoa, 2227-2237

Mais em www.casadosaber.com.br

POP - Pólo de Pensamento Contemporâneo

Além de exibições de filmes seguidos de bate-papos com especialistas, o pólo também realiza cursos de curta duração sobre temas ligados ao universo da sétima arte. Este ano, passaram por lá os módulos Direção de ficção e documentário no cinema contemporâneo, Oficina de figurino para cinema, com Cláudia Kopke, figurinista de Tropa de Elite e Cazuza - O tempo não para, e O cinema e a arte da crítica, com Marcelo Janot, entre outos.

Mais em www.polodepensamento.com.br

FESTIVAIS

cinema-festival-do-rio.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Festival do Rio

Há 14 anos a principal maratona de filmes da cidade toma conta das telas cariocas. Com início em setembro, o festival reúne novidades da produção nacional e fitas estrangeiras que dificilmente chegarão ao circuito comercial - o suficiente para que os aficionados por cinema se mobilizem para conferir o maior número possível de fitas. A mostra competitiva Première Brasil é uma ótima oportunidade para conferir promessas do cinema brasileiro.

Mais em www.festivaldorio.com.br

É Tudo Verdade

O festival internacional de documentários - o mais importante dedicado ao gênero não-ficcional na América Latina - acontece desde 1996, simultaneamente no Rio e em São Paulo. A edição 2013, programada para abril, exibirá cerca de 100 produções, brasileiras e internacionais, em mostras competitivas e retrospectivas.

Mais em www.etudoverdade.com.br

Cinesul 2012 - Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo

Criado em 1994 no Rio de Janeiro como uma mostra de cinema e vídeo dos países do Mercosul, a partir de uma iniciativa do Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro, o festival ampliou seu escopo já na terceira edição. O grande número de parcerias entre os países da Península Ibérica em produções latino-americanas fez com que, em 2006, criações de Portugal e Espanha também fizessem parte da seleção. A edição 2012 distribuiu exibições entre o CCBB, o Centro Cultural dos Correios e o Instituto Cervantes.

Mais em www.cinesul.com.br

Festival Varilux de Cinema Francês

O Rio é a sede do festival, que em 2012 exibiu fitas em outras 31 cidades brasileiras. Na programação, uma seleção de filmes franceses que vão da comédia ao thriller, todos inéditos por aqui. Grandes nomes da cinematografia francesa costumam marcar presença em determinadas exibições - no ano passado, a diva Catherine Deneuve e a eterna Amélie Poulain, Audrey Tautou, vieram ao Rio divulgar seus filmes. Geralmente acontece nos meses de março e abril.

Mais em www.festivalcinefrances.com

Curta Cinema - Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro

Há mais de vinte anos o festival busca trazer ao público carioca uma ampla seleção dos melhores e mais significativos curtas metragens nacionais e estrangeiros, numa seleção de cerca de 300 filmes a cada edição. As obras são apresentadas em programas competitivos, especiais, retrospectivas e focos na produção de países convidados. Ainda na programação, uma série de debates, palestras e oficinas são promovidos tanto para profissionais da área quanto para o público em geral. A edição 2012 acontece de 1 a 8 de novembro.

Mais em www.curtacinema.com.br

Búzios Cine Festival

Em meados dos anos 90 o charmoso balneário fluminense ganhou um festival de cinema que até hoje movimenta o Gran Cine Bardot. Ali, no cinema da Travessa dos Pescadores, no Centro de Búzios, entram em cartaz produções em pré-estreia com sessões gratuitas - os ingressos são distribuídos meia hora antes de cada exibição. A edição 2012, que vai de 22 a 25 de novembro, terá doze filmes à prova.

Fonte: VEJA RIO