EXPOSIÇÕES

Sobe e desce

Evocação das escadas está presente em duas das três obras que a paulistana Carmela Gross apresenta na Casa França-Brasil

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

Rafael Can?as/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Artista de renome internacional, com obras no acervo de instituições importantes como o Museu de Arte Moderna (MoMA), de Nova York, a paulistana Carmela Gross desenvolveu, em 2012, um trabalho para ser exibido no Sesc Belenzinho, em São Paulo. Naquele espaço, ela dispôs várias escadas feitas de materiais diversos, com centenas de lâmpadas fluorescentes acopladas aos degraus e às traves. A obra, batizada simplesmente de Escadas, foi redesenhada para ocupar, a partir de quarta (5), o salão principal da Casa França-Brasil, na exposição de mesmo nome ? a primeira individual de Carmela no Rio desde 1994. A mesma evocação ainda está presente em Escada de Emergência, trabalho que será exibido em uma das salas laterais, constituído de dois desenhos de escadas feitos com lâmpadas em forma de tubo, verdes e vermelhas, sobre tripés metálicos. Na terceira sala, completando o acervo, espalham-se pelo chão mais de 300 peças semelhantes a cobras, fundidas em latão e banhadas em níquel.

Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até 28 de julho. A partir de quarta (5).

Fonte: VEJA RIO