COTIDIANO

Cariocas começam a ser multados por jogar lixo no chão

Multas para os porcalhões que sujarem a cidade começam nesta terça (20) no Centro

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

lixo-zero.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Após a realização de campanhas de conscientização em diversos bairros da cidade nos dois últimos meses, com o objetivo de preparar os cariocas para as novas regras, começa nesta terça (20), a operação Lixo Zero, que vai multar quem emporcalhar a cidade. O Centro será o primeiro bairro em que serão aplicadas as multas a pedestres porcalhões e, em dez dias, elas também passarão a valer em Copacabana. Em setembro, será a vez de Leblon, Ipanema e Lagoa receberem a operação.

O valor das multas dependerá do espaço ocupado pelos objetos descartados. Resíduos com tamanho até o de uma latinha de alumínio, por exemplo, valerão multa de R$ 157. Já o preço a ser pago por quem jogar objetos que ocuparem até um metro cúbico será de R$ 392, enquanto detritos ainda maiores terão multa de R$ 980. Volumes maiores, como entulhos deixados nas ruas, poderão ter pena de até R$ 3 mil.

A fiscalização será feita pela Comlurb, que terá o apoio da Guarda Municipal e da Polícia Militar. Os agentes circularão pelas ruas entre 7h e 22h, abordando os infratores e registrando as multa na hora, através de um palmtop. Com o número do CPF da pessoa, o fiscal emitirá um auto de constatação, com o qual será possível emitir o boleto para pagar a multa. Quem se recusar a fornecer o número do documento será encaminhado à delegacia. Já os porcalhões que, mesmo fornecendo o CPF, não pagarem a multa, serão cadastrados no registro de devedores da Serasa, o que pode impedir a obtenção de crédito e outros tipos de negócio.

Fonte: VEJA RIO