EDIÇÃO DA SEMANA

Beira-mar

Histórias e novidades sobre celebridades e personalidades do Rio

Por: Carla Knoplech - Atualizado em

Natural, sim, mas nem tanto

beira-mar-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Dizem que um personagem importante sempre marca a vida de um ator. Com o fim das gravações de Gabriela, Juliana Paes garante que aprendeu a viver com mais simplicidade. Capa da edição de novembro da revista BOA FORMA, que chega às bancas na sexta (9), ela conta detalhes dos ensinamentos que levou das gravações. ?Gabriela me fez descobrir que ficar sem maquiagem é uma delícia. Meu marido diz que fico até mais bonita?, comenta a atriz, que, mesmo numa fase mais ?vestido de chita?, não deixa de fazer as sobrancelhas e ir à academia pelo menos quatro vezes por semana. Para não faltar, ela tem um truque: anda sempre com a bolsa de ginástica dentro do carro. ?Se parar em casa, acabo desistindo?, admite.

Dilemas de outra geração

beira-mar-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Recorde de bilheteria no fim da década de 90, o filme Pequeno Dicionário Amoroso, que conta a história de dois jovens que se conhecem por acaso, se casam e separam, voltará aos cinemas em 2013. Sobre as filmagens da comédia romântica, que terá Andréa Beltrão e Daniel Dantas novamente como protagonistas, a diretora Sandra Werneck conversou com a coluna.

Por que você optou pelos mesmos atores? Na verdade, queremos fazer uma espécie de continuação. Vou falar dos filhos, dos amores e das decepções que eles tiveram nesse intervalo de quinze anos entre um filme e outro. Queria investigar como estariam depois de tanto tempo.

Mas eles estarão, por exemplo, antenados com o mundo da internet? Sim, claro. Vou inserir amor virtual, o verbo tuitar e até ciúmes causados pelo Facebook. Já fizemos um primeiro tratamento no roteiro em que incluímos todas essas questões.

E a história vai se passar novamente no Rio? Filmaremos tudo aqui, vamos nos adaptar ao que o carioca viveu nesse tempo também. As meninas casam mais tarde, a profissão é o mais importante e hoje o homem virou mais parceiro da mulher. Mas ainda existirá o amor à primeira vista.

A arte da invenção

beira-mar-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A coreógrafa Adriana Barreto embarcou na dança, tentou o teatro e a música, mas foi nas artes plásticas que descobriu sua verdadeira vocação. Com exposições individuais que já passearam por países como Estados Unidos, Portugal e França, ela passou os últimos meses dedicada à finalização de seu primeiro livro, que será lançado na quarta (7) na Livraria da Travessa, em Ipanema. A obra Agora Sim reúne registros de objetos, fotografias, performances e vídeos criados pela carioca. ?No mundo da dança me achavam uma desertora, no mundo das artes, uma penetra. Esse isolamento foi fundamental para que eu pudesse trilhar meu próprio caminho?, diz a artista, que tem trabalhos no acervo do Museu de Arte Moderna do Rio.

Duas estrelas muito esquisitas

madona-lady-gaga.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Os dois maiores nomes do pop mundial se apresentarão no Parque dos Atletas, na Barra, até o fim do ano. Lady Gaga será a primeira. Na próxima sexta (9) ela faz seu show de estreia no país (leia mais aqui) e Madonna voltará à cidade no dia 2 de dezembro para mostrar na íntegra as músicas da turnê MDNA. Como toda diva internacional que se preze, elas fizeram uma série de exigências que, desde já, estão enlouquecendo os produtores locais. A excentricidade das louras chegou a tal nível que Madonna trará suas próprias cortinas e mobílias. O problema é que todo o resto da estrutura precisa combinar com seus objetos pessoais. Já Lady Gaga pediu 100 toalhas brancas de banho mais trinta exemplares da cor preta para secar as mãos enquanto estiver no palco. Em seu quarto, exigiu que fossem colocadas seis mesas. Encontrar um quarto onde todas elas caibam virou um dilema.

A batata frita foi mais forte

beira-mar-05.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Um ano. Foi esse o tempo de vida do restaurante Lolla, um projeto pessoal de Christophe Lidy. Mesmo com o cardápio enxuto e preços honestos, há três semanas o endereço no shopping Rio Sul fechou as portas, sucumbindo ao alto valor do aluguel: 30?000 reais por mês. ?O faturamento não cobria as despesas. No almoço, com os executivos da região, até íamos bem, mas no jantar o público era todo do Outback?, disse o chef, fazendo referência à unidade localizada ali defronte, onde as enormes porções de batata frita com queijo e bacon imperam nas mesas. Com catorze anos de Garcia & Rodrigues no currículo, Lidy agora se dedica à expansão da rede de cafés Fígaro, que já conta com quatro unidades. Quanto ao Lolla, ele desabafa: ?Vou procurar um novo ponto para reabrir a casa. É hora de recomeçar?.

Fonte: VEJA RIO