COTIDIANO

Balé para malhar

Nova modalidade nas academias, o Ballet Fitness adapta os conhecimentos técnicos da dança para as aulas de ginástica

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

ballet-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Novidade nas academias cariocas, uma nova aula promete deixar as praticantes com corpo de bailarina sem precisar dos longos anos de prática e da dura rotina de ensaios que é característica das adeptas da dança clássica. Criada no país há cerca de dez anos por Betina Dantas, educadora física e bailarina formada pela Royal Academy, a modalidade, batizada de Ballet Fitness, começou a ser lecionada em São Paulo e caiu também no gosto das cariocas. Hoje, tem entre a lista de praticantes famosas como as atrizes Sheron Menezzes, Ingrid Guimarães e Danielle Winits.

Intensa, a atividade adapta as técnicas do balé clássico para as aulas de ginástica. "Ela melhora a postura, o equilíbrio, a coordenação motora e a força muscular, além de atuar na prevenção de lesões", explica Claudia Freitas, professora da modalidade na Probalance Care & Fitness, em Ipanema. Com a utilização de caneleiras e pesos de mão, além de agachamentos e exercícios na barra de apoio, o exercício atinge todos os grupos musculares voltados para a dança e para o fitness. "Trabalhamos músculos como quadríceps, glúteos, abdominais supra, infra, oblíquos, musculatura pélvica, bíceps, tríceps, entre outros", enumera Rita Santos, responsável pela atividade na rede de academias Body Tech. O gasto calórico em uma aula com uma hora de duração pode chegar a 800 calorias.

ballet-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

As professoras responsáveis pela modalidade são, além de profissionais de Educação Física, bailarinas clássicas formadas por renomadas escolas, como o Theatro Municipal do Rio de Janeiro e o Royal Ballet, de Londres. Elas garantem que as aulas podem ser praticadas por qualquer público, mesmo quem nunca teve contato com a dança. "A aula por ter algumas nomenclaturas específicas do balé que podem ser um obstáculo para um iniciante acompanhar, e até alguns movimentos podem ser limitados pela falta de vivência do mesmo, mas nada que impeça a prática da atividade", explica Rita. As dificuldades iniciais, no entanto, são logo superadas pela prática nas academias. "Já trabalhei com alunas de 18 a 60 anos. Elas podem ter idades variadas, mas se entendem com as pontas dos pés", garante a professora Mariana Matos da Velox Fitness, onde a aula recebe o nome de Power Ballet.

Veja onde praticar o Ballet Fitness:

Proforma. Rua Adalberto Ferreira, 177, Leblon. Tel: 2512 8698. Rua Prudente de Moraes, 1276, Ipanema. Tel: 2522 1399. redeproforma.com.br

Probalance Care & Fitness. Rua Vinicius de Moraes, 71B, Ipanema. Tel: 2522-4557. probalanceacademia.com.br

Velox Fitness. Rua Fonte da Saudade, 39, Lagoa. Tel: 2537-2551. veloxfitness.com.br

Body Tech. Avenida Érico Veríssimo, 390, Barra da Tijuca. Tel: 2494-4028. bodytech.com.br (a atividade entra na grade da rede em agosto)

Fonte: VEJA RIO