CIDADE

Alerj pretende gastar R$ 255 mil em passagens aéreas

Leilões programados pela Assembleia Legislativa incluem ainda 28 000 reais para máquinas de café

Por: Ernesto Neves - Atualizado em

assembleia.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Pregões divulgados pela Assembleia Legislativa do RIo - a Alerj no Diário Oficial, são exemplos de farra com o dinheiro público. Para piorar, o empenho de cifras estratosféricas acontece num momento em que o Rio luta para não perder a receita dos royalties. Estão listadas na concorrência que a casa pretende contratar a locação de duas máquinas de café expresso por 28 656,00 reais. Para a compra de passagens aéreas nacionais e internacionais, o gasto é ainda mais assustador: 255 000 reais. Dá para um deputado ir a Brasília e voltar cerca de 500 vezes. Se o destino for São Paulo, dá para visitar a cidade e voltar 1164 vezes.

Além disso, também está previsto o gasto de 38 000 reais na compra de 14 computadores e dez impressoras. Para a aquisição de mobiliário, serão outros 56 000 reais. E a maior verba de todas vai para a compra de 200.000 litros de gasolina comum, em que a Alerj pretende gastar 564 400,00 reais. E, para se proteger do sol, os deputados vão empregar 18 616,36 em persianas. A repaginada dentro do prédio inclui ainda o emprego de 112 343,00 reais na compra de material de escritório.

Caso a legislação seja alterada e o Rio perca parte dos royalties do petróleo, o estado pode deixar de arrecadar 125 bilhões de reais nesta década. Com os gastos públicos em alta, será difícil manter o argumento de que esse dinheiro será aplicado na educação e na melhoria da infraestrutura fluminenses.

Deputados do Rio engordam o patrimônio em até 3 000% em quatro anos.

Fonte: VEJA RIO