BARES

A Lapa transborda

O novo Nega Rosa disputa lugar na boemia instalado em um casarão na Rua dos Inválidos

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

BEBIDAS ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪ | COZINHA ✪✪

Fernando Frazão
(Foto: Redação Veja rio)

No ponto principal, ali no encontro das ruas Mem de Sá e Lavradio, já não cabe mais nada. Um negócio substitui o outro, como foi o caso do Aldeia da Lapa, inaugurado em março no lugar do Botequim Informal. Há um mês, o bar Nega Rosa entrou em cena na região boêmia, na menos movimentada Rua dos Inválidos. O espaço segue a cartilha: o casarão tombado de dois andares tem ambiente decorado com parede de tijolos aparentes e quadros com ícones cariocas, a exemplo do desfile na Sapucaí.

No 2º piso há apresentações de stand-up comedy (quarta), choro (quinta), samba (sexta e domingo) e MPB (sábado). Um festival de cremes é a dica para o inverno ? o de palmito custa R$ 9,00. No cardápio fixo se encontram opções básicas, mas saborosas. O bolinho de bacalhau é vendido por unidade (R$ 3,20), e porções de sequinhos pastéis sortidos (R$ 18,00, com seis) são servidas nos sabores queijo, bacalhau e carne.Tira-gosto simples e das antigas, o provolone à milanesa (R$ 21,90) estava crocante. Os petiscos podem acompanhar chope Brahma (R$ 3,80) ou cerveja em garrafa, das marcas Antarctica (R$ 5,00), Bohemia, Antarctica Original (R$ 7,00 cada uma) e Stella Artois (R$ 5,90, long neck). Enxuta, mas bem executada, a carta de drinques oferece kir royal (R$ 10,00), com licor de cassis e espumante, e o doce nega rosa (R$ 12,00), de vodca, sorvete de chocolate, groselha e creme de leite.

Nega Rosa. Rua dos Inválidos, 204, Lapa, ☎ 2221-4230 (100 lugares). 11h30/23h (qui. até 2h, sex. e sáb. até 3h). Cc: M e V. Cd: todos. Couvert art.: R$ 12,00 a R$ 30,00.

Fonte: VEJA RIO