BARES

Dança das cadeiras

Inaugurado em março, Aldeia da Lapa ocupa casa onde já funcionou o botequim informal

Por: Ernesto Neves - Atualizado em

BEBIDAS ✪✪✪ | ambiente ✪✪✪ | COZINHA ✪✪✪

Na movimentada noite da Lapa, um trecho da região é ainda mais disputado do que os demais: trata-se do cruzamento da Avenida Mem de Sá com a Rua do Lavradio. Ali se encontra um bar em cada esquina, literalmente, e a concorrência, volta e meia, provoca uma dança das cadeiras. Na última delas, o Botequim Informal deu lugar ao Aldeia da Lapa, inaugurado em março. A mudança foi tão repentina que o novo empreendimento ainda exibe detalhes da decoração de seu antecessor ? a presença de imagens da cidade enfeitando paredes de tijolo aparente já virou lugar-comum nos pés-limpos cariocas.

Não falta espaço: a casa tem três andares e ainda espalha mesas pela calçada, bom lugar para quem não liga para a música ao vivo, atração das noites de sexta e sábado. Do cardápio de porções generosas, prove a crocante polenta (R$ 15,90), acompanhada de molho gorgonzola, os anéis de cebola (R$ 11,90), bem sequinhos, ladeados por leve molho barbecue, ou o camarão ao alho e óleo (R$ 32,90), um sucesso local. Outra pedida, o sanduíche de linguiça fina artesanal no pão francês (R$ 15,90) teve seu sabor ofuscado por excessiva cobertura de queijo. Na hora de beber, fique entre o chope Brahma bem tirado, com colarinho de altura digna (R$ 3,99), e as caipirinhas de vodca nos sabores abacaxi, lima-da-pérsia, limão, maracujá, kiwi, uva, morango e tangerina (por razoáveis R$ 7,90 o copo de 200 mililitros).

Aldeia da Lapa. Rua do Lavradio, 192, Lapa, ☎ 2242-0123 (90 lugares). 11h/23h (qui. até 2h, sex. e sáb. até 3h). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2011.

Fonte: VEJA RIO