BARES

Chips crocantes no boteco

Para abrir os trabalhos ou acompanhar um prato, os petiscos fazem sucesso. Saiba mais sobre as sugestões em quatro endereços

Por: Rafael Cavalieri

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Aconchego Carioca

Nem só do famoso bolinho de feijoada, que chega em porção de seis unidades acompanhada de torresmo e batida de limão (R$ 24,00), vive a casa de Kátia Barbosa - a inventora da receita original. Criação recente, o tartare por lá é feito com carne de sol e picles de maxixe (R$ 23,00). Para comer junto, são sugeridos os chips crocantes de batata-doce. A carta de cervejas conta com muitos rótulos artesanais, além de dicas mais comuns, a exemplo da Heineken (R$ 9,00, 600 mililitros).

Rua Barão de Iguatemi, 379, Praça da Bandeira, ☎ 2273-1035 (96 lugares). 12h/23h (dom. até 17h; fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2002.

Bar dos Descasados

O nome é uma referência bem-humorada ao apelido do antigo Hotel Santa Teresa (Hotel dos Descasados), antes das reformas que o transformaram num espaço requintado. Trata-se do lugar perfeito para um programa romântico. Acomodado no salão ou na varanda, peça de entrada o ceviche de atum acompanhado de chips de batata-baroa (R$ 35,00). Da variada e criativa carta de drinques executada por Carol Ramos, é aposta certeira o garota descasada, combinação de cachaça Magnífica, suco de limão, morango e gotas de vinagre balsâmico (R$ 32,00). Outra pedida atraente é o ten fresh, combinação de gim Tanqueray Ten, água tônica, alecrim, raspas de limão-siciliano e club soda (R$ 28,00).

Rua Felício dos Santos, s/nº (Hotel Santa Teresa), ☎ 3380-0200 (200 lugares). 16/0h (qui. e dom. a partir das 12h; sex. e sáb. 1h). Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2008.

Brewteco

Reinaugurado no fim do ano passado, depois de um banho de loja, o ponto estabelece um meio-termo entre os pés-limpos e botecos da região da Dias Ferreira. São cerca de 85 rótulos na carta de geladas. Pedida excelente para os fãs de amargor, a niteroiense Noi Amara é uma Imperial IPA extremamente aromática (R$ 30,00, 600 mililitros). Mais leve, mas igualmente aromática, a witbier carioca Jeffrey Niña faz sucesso (R$ 13,00, 300 mililitros). Ambas acompanham bem o brewteco burguer, recheado de 200 gramas de carne, mussarela, tomate e cebola-roxa, acompanhado de batatas chips feitas na casa (R$ 20,00).

Rua Dias Ferreira, 420, Leblon, ☎ 2512-3114 (20 lugares). 9h/1h (dom. 15h/0h; seg. até 17h).

Cc: todos. Cd: todos. Aberto em 2013.

Meza Bar

Pioneiro carioca entre os gastrobares, o reduto no Humaitá inspirou diversos concorrentes. A cozinha agora é comandada pelo chef Bruno Faro. Das passagens pelos peruanos Astrid y Gastón e Cebicheria La Mar, ambos em Lima, o cozinheiro trouxe inspiração para o novo ceviche da casa. Junto ao peixe, a batata-doce chega em forma de espuma e em chips crocantes (R$ 29,00). Na carta de drinques, são boas pedidas o mojito do agreste, reunião de cachaça Nêga Fulô, graviola, hortelã, limão, açúcar e club soda, e o apple mojito, que acrescenta maçã verde caramelada à receita clássica. Qualquer uma delas sai por R$ 22,00.

Rua Capitão Salomão, 69, Humaitá, ☎ 3239-1951 (80 lugares). 10h/1h (sex. e sáb. até 3h). Cc: todos.

Cd: todos. Aberto em 2008.

Fonte: VEJA RIO