Rodrigo Sha mistura artes visuais e música em inusitada mostra

Multiinstrumentista, ele compôs canções exclusivas para as obras de arte de artistas de rua

 Hipersensorial. Na divulgação de seu mais recente álbum, Melodrama, a cantora Lorde revelou uma experiência com a sinestesia — em resumo, uma relação entre sensações distintas que a levaria, por exemplo, a ver cores na música. Quem quiser ter impressões semelhantes às da diva neozelandesa só precisará dar um pulo até a Casa França-Brasil, onde está em cartaz uma mostra concebida pelo saxofonista Rodrigo Sha. O músico reuniu dez obras dos grafiteiros Fábio Ema, Ayrá Crespo e Marcelo Lamarca e, inspirado em cada uma delas, compôs músicas, que são tocadas em fones de ouvido enquanto os visitantes circulam pela exposição. Do psicodélico eletrônico atribuído a Shamanismo à trilha de O Encontro com o Pássaro, o programa resulta em uma experiência singular. Três esculturas de Flávio Rossi, incluindo a imponente Pensador (foto), integram o acervo. De segunda a sexta, sempre às 18h, Sha promove um pocket show em um pequeno palco montado no histórico salão. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro. Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até o dia 30.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s