Pesquisa mostra que poluição da água representa risco para atletas

Chance de contaminação na Baía, em Copa e na Lagoa chega a 99%

A Baía de Guanabara, a praia de Copacabana e a Lagoa Rodrigo de Freitas tiveram suas águas reprovadas numa avaliação dos níveis de poluição divulgada hoje. De acordo com o levantamento, quem nada ou veleja nesses locais (que receberão provas durante as olimpíadas) fica exposto a vírus que causam febre, diarreia e vômitos – entre outros problemas.

+ Limpeza da Baía vira prova de obstáculos

Um desses vírus é o adenovírus humano. No sul da Califórnia, os especialistas que monitoram as praias ficam em alerta sempre que a concentração desse vírus por litro ultrapassa 1.000 unidades. A pesquisa realizada no Rio mostrou que, na Lagoa Rodrigo de Freitas, essa concentração varia entre 14 milhões e 1,7 bilhão de adenovírus por litro.

+ Em março, praias foram reprovadas em teste da Prefeitura

Por conta disso, os pesquisadores afirmam que o risco de contrair infecções ao se entrar em contato com essas águas gira em torno de 99%. Em casos extremos, a contaminação pelo adenovírus e outros vírus encontrados pode causar doenças cerebrais e cardíacas. No ano que vem, mais de 1.000 atletas devem nadar ou velejar pelas águas do Rio durante as Olimpíadas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s