Histórias Cariocas

Fatos e curiosidades sobre o Rio e seus habitantes

Protesto nas paredes

Com a cor original nesta foto, tirada do Arpoador, só mesmo o mar. O resto ficou em preto e branco, como forma de protesto. Foi o jeito que seu autor, o galerista Almir Reis, de Ipanema, arranjou para demonstrar insatisfação com a sujeira das praias. Não bastasse, num gesto contrário ao do cantor Oswaldo Montenegro (que em 2009 coloriu seu flat por inteiro), Almir pintou a loja toda de preto, também como alerta para o excesso de lixo nas areias. Ali está montada, desde a última semana, uma exposição com 25 fotografias da cidade. Curioso é o nome da mostra: Rio Cor.

Caveirão refrigerado

Foi uma empresa sul-africana a vencedora da recente licitação para o fornecimento de blindados mais modernos para a polícia fluminense. Virão oito veículos, e o Batalhão de Operações Especiais (Bope) teve prioridade — receberá, sozinho, quatro deles. Cada carro saiu por cerca de 800 000 reais. Eles têm um sistema de ar-condicionado que funciona mesmo com o motor desligado. Portanto, em situações de risco, nas quais a tropa precisa permanecer um tempo estacionada em silêncio, nenhum soldado vai morrer de calor lá dentro. Veja, na figura abaixo, outras novidades.

historias-cariocas-01.jpg

historias-cariocas-01.jpg

A alma do bairro

Está em cartaz no CasaShopping, na Barra, a mostra Artefacto, que nesta edição tem uma nova proposta — as sugestões de decoração são indicadas especificamente para este ou aquele bairro. Assim, os ambientes criados pelos 33 arquitetos do evento levam em consideração critérios como a temperatura média da região, sua proximidade (ou não) com a praia e até o padrão dos prédios em cada pedaço da cidade. Abaixo estão três exemplos: o quarto quentinho de Patrícia Fiuza, o loft de Jorge Delmas e uma big sala de leitura assinada por Elaine Ramos.

historias-cariocas-03.jpg

historias-cariocas-03.jpg

Goiânia-Rio, via samba

Esses caras com pinta de cariocas são, no duro, de Goiás. Mas não tocam música sertaneja, nem dão trinados. Chamam-se Heróis de Botequim e se apresentam pela primeira vez na cidade. No repertório, nada de ?me liga / volta pra mim?, pois pagodes românticos estão de fora. O negócio deles é samba de verdade, especialmente Cartola, Noel Rosa e Ataulfo Alves. Com vocal inspirado em grupos clássicos, ao estilo do MPB-4, os rapazes também compõem, seguindo mestres como Paulinho da Viola e Chico Buarque. E, dentro do espírito, fecharam com duas casas que têm tudo a ver com essa pegada de raiz: Ameno Resedá e Beco do Rato. Confira as datas.

historias-cariocas-04.jpg

historias-cariocas-04.jpg

Gato ingênuo

Lucas, Shakira, Cindy e Miau eram alguns dos quinze gatos que até o ano passado habitavam o terreno do então paralisado Museu Internacional de Arte Naïf (Mian), em Laranjeiras. Casa reaberta, eles foram entregues à prefeitura. Todos menos Miau, bem pretinho, que permanece por lá e inspirou o escritório Dupla Design na criação do novo logotipo dos projetos educativos do Mian — como as visitas musicadas que começam neste sábado e vão até dezembro. O primeiro homenageado é Vinicius de Moraes.

historias-cariocas-05.jpg

historias-cariocas-05.jpg

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s