Escadaria Selaron é tombada pela prefeitura do Rio

A obra feita com cacos de azulejo pelo artista plástico chileno Jorge Selarón não pode mais se destruída ou modificada sem a ordem das autoridades

O Rio de Janeiro ganhou nesta quarta (26) mais um monumento. A multicolorida escada Selarón foi tombada por interesse histórico pela prefeitura e, a partir de agora, não pode ser demolida ou modificada sem a prévia autorização do poder municipal. O projeto de lei foi proposto pelo vereador Jefferson Mouraem 2014.

+ Borel ganha obra inspirada na Escadaria Selarón

Reformada pelo artista plástico chileno Jorge Selarón, a escadaria que faz a ligação dos bairros da Lapa e Santa Teresa pela Rua Manuel Carneiro, recebeu os cacos de azulejo na época da Copa de 1994, como uma homenagem ao país, a partir dos desenhos feitos pelos moradores. Com doações e recursos próprios, o artista concluiu os trabalhos em 215 degraus e 125 metros da escadaria antes do ano 2000.

O artista foi encontrado morto na Escadaria do Convento de Santa Teresa na manhã do dia 10 de janeiro de 2013. O artista havia denunciado um ex-colaborador à polícia que tentava o extorquir. Sua obra e vida são retratados no documentário Selarón, do cineasta Stéphano Loyo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s