Vertical de Romanée Saint-Vivant 1996-2013, Dimaine Cathiard

Vertical de Romanée Saint-Vivant 1996-2013, Dimaine Cathiard

Por Marcelo Copello

Como já escrevi “a Borgonha é um milagre, uma questão inúmeros detalhes, que aguçam nossa sensibilidade e causam deslumbramento em todo discípulo de BACO a quem se revelam”. A Borgonha proporciona também inúmeras descobertas, e uma das mais recentes que passou por minha taça foi a Domaine Sylvain Cathiard. Tive o privilégio de participar de uma prova com todos os raros vinhos deste produtor. Agradeço imensamente aos que me proporcionaram e compartilharam comigo estes fantásticos caldos

SOBRE A DOMAINE SYLVAIN CATHIARD et FILS

Fundada por Alfred Cathiard, avô de Sylvain (atual proprietário), a domaine teve início modesto nos anos 1950, quando vendiam suas uvas para negociantes da região.

Alfred dividia seu tempo entre as poucas parreiras que possuía e as muitas do Domaine de la Romanée-Conti, onde trabalhava. Nos anos 1970 adquiriu algumas novas parcelas de vinhedos e começou a engarrafar seus próprios vinhos, junto com o filho André. Desde 1986 sob o comando do neto, Sylvain, a empresa cresceu com aquisição de novos vinhedos e elevação da qualidade dos vinhos. Desde 2005, a empresa passou a se chamar Domaine Sylvain Cathiard Et Fils, já que seu filho, Sébastien, foi admitido na sociedade

O total das áreas plantadas do Domaine Cathiard equivale a meros 5 campos de futebol profissional. Desses 5, 2 correspondem aos 3 Villages e ao genérico Bourgogne tinto, dividindo-se os outros 3 entre os 7 Crus Classés do domaine. As áreas são minúsculas (veja abaixo) e os rendimentos mínimos, tornando estes vinhos verdadeiras raridades, difíceis de achar. Os vinhos são todos ótimos, desde o básico Borgonha genérico até o topo da gama, o Grand Cru Romanée Saint-Vivant. O estilo da casa é de uvas totalmente maduras, mas não sobremaduras, buscando frescor e pureza, unidas à concentração e riqueza

Vinhedos Cathiard:

Grand Cru Romanée Saint-Vivant                       – 0,167 ha

Premier Cru Aux Malconsorts                   – 0,740 ha

Premier Cru Aux Reignots                         – 0,240 ha

Premir Cru Les Suchots                            – 0,164 ha

Premier Cru En Orveaux                            – 0,293 ha

Premier Cru Aux Thorey                             – 0,430 ha

Premier Cru Aux Murgers                          – 0,475 ha

Vosne-Romanée Village                           – 0,790 ha

Chambolle-Musigny Les Clos de L’Orme         – 0,456 ha

Nuits-Saint-Georges Village                     – 0,128 ha

Bourgogne Rouge                                      – 0,270 ha

A PROVA

A prova foi de todos os vinhos da Domaine na safra 2011, seguida de uma vertical do Grand Cru Romanée Saint-Vivant, cobrindo 13 safras, 1996 a 2013.

VINHO SAGRA NOTA
1 Bourgogne Rouge 2011 87
2 Chambolle-Musigny Les Clos de L’Orme 2011 88
3 Nuits-Saint-Georges Village 2011 87
4 Vosne-Romanée Village 2011 89
5 Nuits-Saint-Georges Premier Cru Aux Murgers 2011 89
6 Nuits-Saint-Georges Premier Cru Aux Thorey 2011 90
7 Vosne-Romanée Premier Cru Aux Malconsorts 2011 92
8 Vosne-Romanée Premier Cru Aux Reignots 2011 94
9 Vosne-Romanée Premier Cru En Orveaux 2011 92
10 Vosne-Romanée Premir Cru Les Suchots 2011 90
12 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2013 93
11 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2011 93
13 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2010 95
14 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2009 94
15 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2008 91
16 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2006 93
17 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2005 96
18 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2003 91
19 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2002 96
20 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2001 94
21 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 1999 97
22 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 1997 91
23 Romanée Saint-Vivant Grand Cru 1996 91

Expandir TabelaDESTAQUES

 

Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2010, , Domaine Sylvain Cathiard et Fils

Grande vinho, ainda muito jovem mas que talvez venha a ser o melhor dentre os provados hoje, com estrutura firme e muito bem equilibrada, excelente acidez, fruta precisa, floral, mineralidade explícita, muitas especiarias, finesse e boa concentração de fruta.

Nota: 95 pontos

 

 

 

Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2005, Domaine Sylvain Cathiard et Fils

Brilhante, mineral, concentrado, fruta madura, cerejas, equilibradíssimo, com firme estrutura de acidez e taninos finos, começando seu apogeu.

Nota: 96 pontos

 

Romanée Saint-Vivant Grand Cru 2002, Domaine Sylvain Cathiard et Fils

Complexo, com madeira nova aparecendo, tostados, fruta madura, fundo mineral bem presente. Paladar encorpado, com muito taninos muito finos acidez firme, longo, excepcional para beber hoje ou ainda mais uma década de guarda

Nota: 96 pontos

 

 

 

Romanée Saint-Vivant Grand Cru 1999, Domaine Sylvain Cathiard et Fils

Complexo, com notas de café, tostados, minerais, violetas, fruta bem madura, longo, concentrado, com taninos e acidez presentes, em seu auge, uma perfeição. O melhor neste momento.

Nota: 97 pontos

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s