Jessabelle - O Passado Nunca Morre

+ Confira salas e horários

  • 22 (Crédito: Reprodução Youtube)

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

Tudo são flores no início de Jessabelle. Grávida, Jessie (Sarah Snook) está de partida para construir uma vida a dois. Um terrível acidente de carro dá um novo destino à personagem. Ela perde o bebê e o namorado, além de se locomover numa cadeira de rodas por causa da limitação dos movimentos nas pernas. Sem amigos, a moça é obrigada a voltar à cidade natal, na Louisiana, para morar com o pai (David Andrews), um sujeito arredio e nada afetuoso. O terror começa quando Jessie encontra velhas fitas de vídeo numa caixa. Nelas, sua mãe (Joelle Carter), que morreu no parto e lia cartas de tarô, alerta para uma morte e outros infortúnios. Kevin Greutert tem experiência no gênero — montou cinco e dirigiu dois filmes da cinessérie Jogos Mortais. O realizador consegue aqui um bom casamento entre ambiência sinistra e surpresas no roteiro mesclando uma casa assombrada por um espírito (a Jessabelle do título) à magia do vodu. Falta, porém, algo de que anda carente o cinema de horror: pregar sustos no espectador. Estreou em 18/6/2015.

Ficha técnica

Direção: Kevin Greutert

Duração: 90 minutos

Recomendação: 14 anos

País/Ano:

Publicidade

Publicidade