Daniel Senise

Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Rafael Teixeira

Questões ligadas à memória são evocadas em Quase Aqui, individual do carioca Daniel Senise, um dos nomes mais destacados da chamada Geração 80. Com quatro obras exibidas, a série que dá nome à mostra é um exemplo disso: as criações são mesas de trabalho do próprio Senise, com um retângulo no centro feito com tinta a óleo branca, rodeado por marcas residuais de pinturas anteriores. Na instalação Caminhante, uma referência a Caminhante sobre o Mar de Névoa, conhecida obra do alemão Cas­par David Friedrich (1774-1840), o artista retira o gesso que reveste as paredes e janelas originais do edifício, o que revela detalhes ocultos do prédio de 1918. Também inspirada por lembranças do passado, a videoinstalação Mundial traz projetada uma fotografia do quarto em que Senise passou a juventude. Completa o acervo um painel, sem título, de 3 metros por 12 metros, na entrada da instituição.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s