• Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Rafael Cavalieri

A trajetória é típica: amigos cresceram juntos na periferia e recorreram ao hip-hop para lidar com a dura realidade. Mas esqueça o tom raivoso que cospe rimas em velocidade insana. Krayzie Bone, Layzie Bone, Bizzy Bone, Wish Bone e Flesh-n-Bone, do Bone Thugs-n-Harmony, partiram para outra. Em cima das batidas, vocais com melodia forjaram a identidade do grupo, que visita o Rio pela primeira vez como atração principal do Hip-Hop Live Festival.

Criado em 1991, e reunido novamente desde 2010 — entre 2001 e 2008, Flesh cumpriu oito anos de cadeia —, o quinteto promete mostrar na Fundição Progresso, na sexta (8), clássicos como Tha Crossroads, homenagem ao amigo e mentor Eazy-E (1963-1995), Foe tha Love of $ e 1st of Tha Month. Completam o programa os cariocas do 3030 e do Cacife Clandestino. Entre um show e outro, os DJs Saddam, Tucho e Bruno Vinelli se revezam nos pickups.

Ficha técnica

Recomendação: 18 anos

Publicidade

Publicidade