Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Por que a queda de cabelo aumentou durante a pandemia

Segundo especialista, o problema que tem acometido pessoas já infectadas pelo novo coronavírus pode ser causado por fatores de alto nível de stress

Por Renata Magalhães Atualizado em 18 jun 2021, 16h36 - Publicado em 18 jun 2021, 06h00

Um estudo publicado pelo Journal of the American Academy of Dermatology mostrou que os casos de queda de cabelo aumentaram 400% na pandemia, atingindo, em algum grau, um de cada quatro infectados. O problema se tornou recorrente no consultório do especialista em dermatologia capilar Rodrigo Pirmez, que explica os fatores que levam à perda dos fios.

Qual a principal reclamação dos pacientes? A perda de tufos de cabelo, tipo de queda conhecida como eflúvio telógeno agudo. Ela pode ser causada por qualquer fator que gere alto grau de stress no organismo.

Quanto tempo depois do contágio com o novo coronavírus costuma acontecer? Estudos indicam uma média de 57 dias entre a infecção e o começo da queda.

Qual o tratamento indicado? É o que chamamos de um quadro autolimitado: uma vez resolvido o gatilho, a queda tende a cessar em três meses, sem necessidade de medicamentos.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade