Clique e assine por apenas 7,90/mês

Xuxa perde para o Google: site não irá remover buscas sobre filme erótico

A apresentadora travava batalha judicial com o gigante americano desde 2010

Por Redação VEJA RIO - 9 jul 2018, 17h42

Desde 2010 em disputa judicial contra o Google, Xuxa teve novo recurso negado, nesta segunda (9), na ação em que ela solicita ao gigante americano a remoção das buscas sobre o filme erótico Amor, Estranho Amor (1982). Na época com 19 anos de idade, a Rainha dos Baixinhos interpretou uma garota de programa que seduzia um menino de 12 anos na trama. A apresentadora queria que o buscador on-line removesse milhares de links e imagens que aparecem para quem digitar as palavras “Xuxa”, “pedófila” e derivados como “Xuxa pedófila”. O processo foi julgado em segunda instância e a apresentadora não poderá mais recorrer.

Publicidade