Clique e assine por apenas 3,90/mês

Smartbands são a melhor opção custo-benefício

Atualmente, há no mercado inúmeros modelos de wearable que registram o número de passos, de batimentos cardíacos e de calorias gastas. Mas qual escolher?

Por Fernanda Thedim - Atualizado em 2 jun 2017, 12h04 - Publicado em 25 jun 2016, 01h00

Atualmente, há no mercado inúmeros modelos de wearable que registram o número de passos, de batimentos cardíacos e de calorias gastas. Se o objetivo é apenas fitness, vale mais a pena investir em um relógio (o modelo mais barato da Apple sai a 2 600 reais) ou em uma pulseira? Diante da diferença de preço entre as duas opções, Bruno Franco, mestre em ciências da atividade física e diretor técnico do BTFIT, opina: “As smartbands apresentam a melhor relação custo-benefício. Além de marcas consagradas, já estão disponíveis soluções bem mais baratas”. Ao lado, três indicações de Franco.  

QuadroRelogio_VidaLeve
QuadroRelogio_VidaLeve

LEIA MAIS NA COLUNA VIDA LEVE DA SEMANA:

+ Aquecimento antes do exercício pode diminuir lesões 

+ Clima de inverno pode gerar desânimo 

Continua após a publicidade
Publicidade