Clique e assine por apenas 4,90/mês

Museu de Belas Artes recebe 48 obras que estavam em Brasília

Além das pinturas, desenhos, estudos e porcelanas, há também esculturas e mobiliários do século 18 e 19

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 3 jan 2017, 20h08 - Publicado em 3 jan 2017, 20h05

Devido ao encerramento do contrato de comodato, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) autorizou a devolução de trabalhos de Cândido Portinari, Djanira da Mota, Alberto da Veiga Guignard, Arcângelo Ianelli, Eliseu Visconti, Maria Leontina, Rodolfo Amoedo e Henri Nicolas Vinet ao Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro (MnBA). As obras estavam na Biblioteca do Alvorada, no Palácio do Planalto, em Brasília. Além das pinturas, desenhos, estudos e porcelanas, há também esculturas e mobiliários do século 18 e 19, levados para a capital em momentos distintos a partir de 1950. 

+ Cinquenta programas para curtir o verão carioca

 

Publicidade