Cinquenta programas para curtir o verão carioca

Há desde novos quiosques na orla com acepipes gourmets até a Garganta do Céu, no caminho da Pedra da Gávea

O Rio é o cenário perfeito para aproveitar a estação do sol. O relevo formado pelas montanhas em contraste com a água verde do mar oferece um sem-número de atividades de lazer. Com os termômetros chegando perto dos 40 graus, as praias são praticamente obrigatórias, mas há muito mais a fazer. Há desde novos quiosques na orla com acepipes gourmets e os recém inaugurados Parque das Figueiras, na Lagoa, e AquaRio, na região portuária, até sugestões mais radicais, como a trilha até a Garganta do Céu, no caminho da Pedra da Gávea. A seguir, confira cinquenta programas que atendem aos mais diversos perfis e interesses. É só escolher, planejar e curtir.

1- Ser rebocado por uma lancha na Baía de Guanabara a 80 metros de altura. Com duração aproximada de duas horas, o passeio de parasail parte da Marina da Glória em busca de um local com as melhores condições climáticas para voar. O destino pode ser Niterói, as praias de Copacabana e Ipanema ou a própria Baía. No voo, o paraquedas é puxado pela embarcação por um período de dez a treze minutos. Permitida a partir dos 10 anos, a brincadeira custa 270 reais na http://www.parasailinrio.com.br
(☎ 96943-9220 e 98897-6442).

2-Conferir um show alternativo na varanda. Talentos em ebulição tocam ao ar livre no Queremos! Tropical, a primeira temporada nacional do site de crowdfunding que já trouxe concorridas atrações estrangeiras. Na varanda do Vivo Rio (www.vivorio.com.br) vão estar Liniker & Os Caramelows (19 de janeiro), a rapper Karol Conká (28 de janeiro), o duo Anavitória (2 de fevereiro) e a paraense Dona Onete (16 de fevereiro).

3- Arriscar-se em uma pista de patinação no gelo. Entrar numa fria, em meio ao calorão do verão carioca, pode ser uma boa nos dias com temperatura de 40 graus. No Shopping Barra Garden, os pequenos com mais de 5 anos podem praticar a modalidade por 45 reais a hora, em aulas particulares ou na colônia de férias do Fun on Ice (☎ 3388-5810 e http://www.estacaoonice.com.br).

4- Sentir o vento batendo no rosto durante um voo de parapente. Quem já experimentou afirma: a sensação é de profunda liberdade. Os voos, que pousam na Praia do Pepino, em São Conrado, acontecem diariamente, das 8h às 18h30, e duram cerca de dez minutos. O pacote sai a 380 reais, com foto e filmagem, no Clube São Conrado de Voo Livre (☎ 99405-1141 e http://www.bomvoo.rio).

5- Descer um morro pendurado em uma corda — e com uma das vistas mais bonitas da cidade. A Lagoa Rodrigo de Freitas pode ser admirada de um ponto privilegiado: o Morro Dois Irmãos. A experiência fica ainda mais memorável quando o programa inclui o rapel, após a trilha que leva ao topo do mirante, com duração de cerca de uma hora. Inclui equipamento de segurança e fotos (120 reais com o guia Diogo Marques,
☎ 97939-9541).

6- Entrar na onda verde ­— mesmo que você seja um carnívoro dos bons. Endereços de culinária vegetariana e suas vertentes nunca estiveram tão em alta. Nos últimos anos, o número de casas especializadas multiplicou-se de forma consistente por aqui. Acredite: até clientes fiéis das churrascarias vão curtir as criações à prova no .ORG Bistrô (☎ 2493-1791), na Barra, opção leve e sem culpa para um pós-praia na região.

7- Pedalar até um arquipélago para ver tartarugas marinhas. Alternativa ao stand- up paddle, a waterbike é uma das novidades do verão. Trata-se de uma bicicleta aquática, ótima para quem tem dificuldades de se equilibrar sobre a prancha. Fácil de usar e manobrar, ela permite passear com calma e tranquilidade pelas Ilhas Tijuquinhas, observando a fauna e a flora do local. O aluguel por trinta minutos custa 50 reais na Base Sports Club (☎ 96869-6000 e http://www.basesportsclub.com).

8- Assistir aos principais craques do tênis mundial. Em sua quarta edição, de 20 a 26 de fevereiro, o Rio Open leva ao Jockey Club atletas renomados do esporte, como o espanhol David Ferrer, campeão do evento em 2015, e a dupla número 1 do mundo, o brasileiro Bruno Soares e o escocês Jamie Murray. Os ingressos custam entre 30 e 670 reais. Na disputada área chamada de Leblon Boulevard, há estandes, lojas e bares (www.tudus.com.br/rioopen).

9- Completar uma prova de corrida em um cartão-postal carioca. Em homenagem ao padroeiro da cidade, a Corrida de São Sebastião reúne mais de 5 000 inscritos no Aterro do Flamengo. Acontece em 20 de janeiro, a partir das 7h30, com percursos de 5 e 10 quilômetros e inscrições a 90 reais. Em 29 de janeiro, ocorrerá ainda a versão infantil, no Cefan, na Penha, com taxa de 50 reais. Aterro do Flamengo, http://www.corridadesaosebastiao.com.br.

corrida_foto-claudio-toros%ef%80%a2divulgacao

 (/)

10- Aproveitar uma pool party. No auge do calor, não há nada como um banho refrescante. Uma das festas de verão queridinhas da turma jovem e descolada, a Pool Me In volta com tudo em janeiro para duas edições, em 7 e 14 de janeiro. Como no ano passado, o lugar só é divulgado na véspera, mas os organizadores prometem uma mansão paradisíaca, aberta a partir das 15h. As informações são postadas na página do evento no Facebook e o ingresso antecipado custa 40 reais e, no dia, pode chegar a 60 reais.

2016-01-30_terra_a_vista__90_of_319_-foto-rafael-hansen%ef%80%a2i-hate-flash

 (Divulgação/)

11-  Explorar as atrações gratuitas dos eventos de verão na rua. Com a noite chegando por volta das 19h, nada melhor que aproveitar ao máximo os agitos diurnos ao ar livre. Até março, a cervejaria Jeffrey concentra a juventude bronzeada em frente à sua loja-sede, no Leblon. Parceria com os vizinhos Da Roberta e Steak Me, o Verão da Tubira reúne atrações musicais, gastronomia, cerveja e exposições de arte aos sábados na rua homônima, entre 15h e 21h.

tubira_foto_diego-batista%ef%80%a2divulgacao

 (/)

12- Ir a um ensaio de escola de samba do Grupo Especial. Às vésperas do Carnaval, esse é um dos programas obrigatórios da estação — nem que seja uma única vez na vida. Todos os sábados de janeiro, a Salgueiro realiza o ensaio de seu grande show, com passistas, bateria, baianas, casais de mestre-sala e porta-bandeira, e seus sambas tradicionais, a partir das 22h na quadra da escola, no Andaraí. O ingresso custa 100 reais no http://www.ingressocerto.com.br.

13- Curtir o pós-praia com um showzinho na areia. Ponto de encontro de praticantes de kite e surf, o quiosque K08 (☎ 99738-0808), no Posto 2 da Barra, terá uma programação especial promovida pela marca Wöllner. Até o fim de fevereiro, quinzenalmente, o estabelecimento receberá shows no melhor estilo surf music, com sorteios e outras bossas, entre elas a presença do fotógrafo Bruno Bezerra, que clicará, da água, os praticantes e frequentadores do local. Grátis.

14- Desfrutar todas as comodidades de um beach club. Situado na Ilha da Coroa, na entrada da Barra, o Rio Beach Club (☎ 3596-8008) oferece infraestrutura para quem deseja aproveitar, por um dia, as instalações de um clube. No day use, por 120 reais, é possível curtir piscina, quadra de areia e bar. O Spa Buddha tem serviços a partir de 80 reais. Há ainda aulas de vela com a atleta olímpica Luísa Gondolpho e esportes aquáticos.
Voar sobre as águas no melhor estilo De Volta Para o Futuro. Conhecida como flyboard, a modalidade criada na França é feita com uma prancha conectada a um jet ski por meio de uma mangueira. Parece fácil, mas se equilibrar no ar com o equipamento, que leva o indivíduo a até 10 metros de altura, requer algumas divertidas tentativas. Atenção: a engenhoca suporta, no máximo, 120 quilos, e cada sessão de 25 minutos sai a 300 reais na 360 Sports (☎ 96904-2600 e http://www.360sports.com.br).

15- Voar sobre as águas no melhor estilo De Volta Para o Futuro. Conhecida como flyboard, a modalidade criada na França é feita com uma prancha conectada a um jet ski por meio de uma mangueira. Parece fácil, mas se equilibrar no ar com o equipamento, que leva o indivíduo a até 10 metros de altura, requer algumas divertidas tentativas. Atenção: a engenhoca suporta, no máximo, 120 quilos, e cada sessão de 25 minutos sai a 300 reais na 360 Sports (☎ 96904-2600 e http://www.360sports.com.br).

16- Conferir a grande estreia internacional da temporada nos palcos do Rio. Sucesso estrondoso no off-Broadway, o grupo argentino Fuerza Bruta desembarca pela primeira vez no Brasil, em pleno verão carioca. De 6 de janeiro a 19 de fevereiro no Metropolitan, na Barra, o espetáculo visto por mais de 5 milhões de pessoas vai misturar música, dança, acrobacia e interatividade. Os ingressos vão de 160 a 180 reais e estão à venda em http://www.ticketsforfun.com.br.

17- Tirar uma foto na melhor exposição em cartaz na cidade. E postar nas redes sociais, é claro. Sucesso internacional das artes plásticas, a mostra The Art of the Brick revisita ícones da arte e da cultura pop em incríveis esculturas feitas de blocos de Lego pelo ex-advogado Nathan Sawaya. As peças estão em cartaz no Museu Histórico Nacional até 15 de janeiro, e o ingresso custa 20 reais no site http://www.expo-theartofthebrick.com.br.

18- Passar um dia de rei na piscina de um hotel cinco-estrelas. Um dos endereços herdados na cota da Olimpíada, o Grand Hyatt Rio de Janeiro (☎ 3797-1234 e http://www.pacoteshyatt.com.br), no início da Praia da Reserva, abre também para day use. Além da piscina e do deque molhado, o cliente pode aproveitar a areia com cadeiras, espreguiçadeiras e ombrelones. A partir de 150 reais por pessoa.

19- Ver de perto obras-primas de mestres como Cézanne, Picasso e Van Gogh. Se você não conseguiu viajar nas férias, não se preocupe: não será preciso ir a um museu europeu para apreciar mais de 100 pinturas vindas diretamente do acervo do Masp para o Centro Cultural Banco do Brasil (☎ 3808-2020), no Centro. A abertura da exposição deve ocorrer até o fim do mês. Grátis.

20- Começar um domingo light curtindo um chorinho na praça. Na fronteira entre Laranjeiras e o Flamengo, a Praça São Salvador é um dos pontos mais tradicionais da cidade, muito frequentado por artistas da cena alternativa. Se nas noites de sexta e sábado os jovens abarrotam o local, nas manhãs de domingo, a partir das 11 horas, quem toma conta do lugar é a roda de choro do grupo Arruma o Coreto. Vale visitar a feira de artesanato e gastronomia que segue tarde adentro. E ainda é de graça.

21- Conhecer os endereços descolados e alternativos de Botafogo. O bairro se tornou o novo epicentro das novidades, seja na área gastronômica, seja na cultural. Um exemplo é o Olho da Rua (☎ 3178-6601), que abriga, em seus dois andares, loja com produtos de design, galeria de arte, café-bistrô e um espaço multiúso onde acontecem cursos e workshops. As festas também são frequentes. A partir de 19 de janeiro, a Quinta Black terá show com Os Kabuletes, banda do ator Thogun Teixeira.

22- Rever um musical de sucesso em novo cenário. Depois do lançamento do filme sobre Elis Regina, é a vez de o musical autobiográfico que celebra a vida e a obra da cantora voltar aos palcos, em 7 de janeiro. No espetáculo, dirigido por Dennis Carvalho, são revisitados clássicos como Trem Azul e Águas de Março. Entrada entre 40 e 80 reais.

23-  Cantar e dançar ao som ao vivo de País Tropical e Fio Maravilha. Com seu estilo único e cheio de balanço, Jorge Ben Jor tem a cara do verão carioca. Ele enfileira seus hits sem prazo de validade no último sábado do festival, esbanjando fôlego, suingue e simpatia. Em 4 de fevereiro, com tíquetes a partir de 80 reais.

24-  Degustar comidinhas com a Baía de Guanabara ao fundo. Mesmo quem não pretende ir aos shows pode aproveitar a bela vista da varanda a ser montada no cais. Ali ficará o espaço batizado de Calçadão Original, onde haverá food trucks, DJs, pocket shows e artistas de rua, com livre acesso do público. É gratuito a partir das 12h.

25- Jogar-se na pista de dança durante a festa mais badalada da estação. O Bailinho celebra seus dez anos com três edições do evento. A inspirada seleção musical fica aos cuidados do DJ Rodrigo Penna e de seus ilustres convidados, entre artistas e músicos. Nos dias 14, 20 de janeiro e 5 de fevereiro, com ingressos a partir de 140 reais. › Armazém 3. Avenida Rodrigues Alves, s/nº, Cais do Porto. http://www.arenabancooriginal.com.br.

26-  Provar o bom drinque da estação. Depois da moda do aperol spritz e do gim-tônica, o moscow mule é a pedida da vez nos balcões. O clássico dos anos 40 e suas variações caíram no gosto dos cariocas. Servida em caneca de cobre, para manter a bebida geladinha, a combinação de vodca, limão e espuma de gengibre é feita às sextas e aos sábados na Mixxing (☎ 2225-7555) e custa a partir de 17 reais (dependendo da vodca).

 (/)

27-  Desvendar ângulos inusitados nas montanhas do Rio. Sucesso entre os aventureiros de fim de semana, a Pedra do Telégrafo ganhou as redes sociais depois de visitantes terem postado fotos pendurados em uma espécie de penhasco. Quem deseja desvendar outras vistas surreais lá no alto pode fazer a trilha até a Garganta do Céu, no caminho da Pedra da Gávea. Os passeios custam a partir de 180 reais na NatTrip (☎ 3264-0182 e http://www.nattrip.com.br).

DCIM116GOPRO

28- Passear de veleiro com os amigos e conhecer o Rio de outro ângulo. Celebradas em todo o mundo, as sinuosas curvas da paisagem carioca são o convite perfeito para um dia a bordo de um barco. A Sail in Rio (☎ 99998-3709 e http://www.sailinrio.com) oferta passeios na Baía de Guanabara e pelas praias da costa em embarcações a vela com capacidade para até dez passageiros. A partir de 140 reais por pessoa.

29- Experimentar as novas versões das batidas do Bar do Oswaldo. Uma tradição local, as preparações da casa ganharam uma versão gourmet. Em uma parceria com o chef Thomas Troisgros, os coquetéis de coco e de maracujá, clássicos do botequim da Barra, se transformaram em milk-shakes alcoólicos (22 reais cada um) nas três unidades da T.T. Burger: no Arpoador (☎ 96458-8674), na Barra (☎ 96458-8675) e no Leblon (☎ 96458-8678).

30- Curtir um festão à luz do dia. Esqueça aquelas noitadas até altas horas: a moda agora é abrir os trabalhos enquanto ainda está claro. Um dos eventos que apostam nessa tendência é o Brasa BBQ, em sua 15a edição, em 28 de janeiro. Com comida e bebida liberadas, a farra tem chefs no comando das grelhas e DJs animando a pista até meia-noite. O local ainda é um mistério. Ingressos no http://www.brasabbq.com, a partir de 250 reais.

31- Ir ao restaurante da moda. O movimento intenso, por vezes, atrapalha o serviço, mas parece não abalar o sucesso da Pici Trattoria (☎ 2247-6711/6712), em Ipanema. Inaugurada em agosto, a casa tem filas constantes na porta, cena rara nestes tempos bicudos. O segredo está no ambiente agradável, embalado por deliciosa trilha sonora de jazz, e no bom custo-benefício dos pratos italianos. O nhoque ao pesto com creme de burrata e raspas de limão-siciliano custa 47 reais.

32- Ver as manobras das feras do skate ao vivo. Para quem nunca foi ao Parque Madureira, chegou uma boa hora de conhecer o lugar. Em sua quarta edição, o Oi Bowl Jam desembarca por aqui com ídolos das rodinhas, de 27 a 29 de janeiro. O americano Alex Sorgente, o atual campeão mundial, é um deles. Como o esporte se tornou olímpico, será uma chance de ouro de ver de perto os atletas que brilharão nos Jogos de Tóquio, em 2020. Grátis.

33- Explorar o Baixo Tiradentes. Revitalizado, o Centro voltou a ser reduto boêmio e ótimo local para azaração. Concorrido, o Bar do Nanam (☎ 96621-7652), típico pé-sujo nos arredores da Praça Tiradentes, tem intensa programação que vai do jazz ao forró com violino, passando até pela música latina.

34- Conhecer o inferninho trash que os famosos adoram. Escondido em um casebre na Lapa, projetado para abrigar um videobingo antes da proibição desse tipo de jogo na cidade, o Buraco da Lacraia (☎ 2242-0446) é sede do espetáculo Cabaré On Ice, às sextas. A noite começa com show da cantora Simone Mazzer e, aos sábados, dia de apresentação da drag queen Karina Carão, os garçons circulam só de avental, sem nada por baixo. Ingresso a 50 reais, com open bar de cerveja e caipirinha.

35- Conhecer uma das rodas de samba mais tradicionais da cidade. Toda segunda, Moacyr Luz comanda os batuques no Clube Renascença (☎ 3253-2322), no Andaraí, antigo reduto do movimento negro carioca. É comum encontrar por lá grandes bambas da música popular, como Teresa Cristina e Toninho Gerais, figurinhas fáceis no Samba do Trabalhador. O ingresso custa 20 reais, e os músicos começam a afinar os instrumentos às 17h.

36- Ver o pôr do sol em um quiosque com petiscos e drinques gourmets. Inspirado em similares do balneário francês de Saint-Tropez, o Qui Qui (☎ 99923-3404), em São Conrado, oferece mordomias aos frequentadores, como as mesas cercadas de confortáveis sofás. A novidade para o verão são as cadeiras na faixa de areia, onde os clientes serão servidos pelos garçons.

37- Entrar no ritmo do sertão com as músicas do momento. Você pode nunca ter ouvido falar delas, mas são as irmãs gêmeas Maiara e Maraisa que cantam o sucesso 10%, hit entre os mais jovens. Elas se juntam à também sertaneja Marília Mendonça na Festa das Patroas, que acontece no Rio Arena, na Barra, na véspera do feriado de São Sebastião, em 19 de janeiro, às 22h, com ingressos a partir de 50 reais no http://www.ingressorapido.com.br.

38- Curtir a animação da festa preferida dos turistas. Aos olhos dos estrangeiros, o Rio é um convite para se esbaldar em boas festas e aproveitar o mar. Essa é a proposta do Rio Boat Club, agito famoso entre os hostels locais e que acontece em um saveiro de dois andares transformado em boate com bar e DJs. Sempre às segundas, com embarque às 23h e retorno às 4h. Ingressos a 70 reais no http://www.ingressocerto.com.

39- Visitar os novos seres marinhos do AquaRio. Desbravar as profundezas oceânicas ficou fácil. Recém-inaugurado, o maior aquário da América do Sul, com 4,5 milhões de litros de água salgada, apresenta por ora 200 espécies, de estrelas-
do-mar, cavalos-marinhos e peixes-palhaço (o Nemo, do desenho animado) a raias e tubarões. Durante o passeio, é possível até mesmo tocar alguns deles. O ingresso custa 60 reais para moradores do Rio no http://www.aquariomarinhodorio.com.br.

40- Fazer um piquenique no mais novo parque da Zona Sul. Privatizado desde 1965, o terreno onde já funcionaram um cinema drive-in e a academia Estação do Corpo, às margens da Lagoa, virou um espaço de lazer público, o Parque das Figueiras. São 18 000 metros quadrados com equipamentos para exercícios físicos e três figueiras gigantescas que oferecem sombra aprazível para estender uma toalha quadriculada.

41- Tomar um banho refrescante numa cachoeira pouco conhecida. Esqueça as praias lotadas (e nem sempre limpas). O Parque Estadual da Pedra Branca, nos arredores de Vargem Grande, estende-se por mais de 12 000 hectares na Zona Oeste e oferece quedas d’água tranquilas para visitantes de todas as idades. A Cachoeira da Macuíba, por exemplo, forma uma agradável piscina natural. Os aventureiros podem arriscar, ainda, a subida de 11 quilômetros até o Pico da Pedra Branca, o ponto mais alto da cidade, com 1 024 metros de altitude.

42- Petiscar em cima de um morro, com uma das vistas mais bonitas do Rio. O programa não é barato, mas inclui uma exuberante paisagem. No topo do Pão de Açúcar, o Clássico Beach Club (☎ 99885-6204), filial do quiosque na Barra, serve sanduíches e comidinhas caprichadas. Em janeiro, o pôr do sol será embalado por DJs. O espaço, no entanto, só é acessível pelo bondinho, que custa 76 reais.

classico-beach-club-foto-alexei-doczy%ef%80%a2divulgacao

 (/)

43-  Contemplar a incrível vista da entrada da Baía de Guanabara. Famoso e visitadíssimo, o Forte de Copacabana costuma eclipsar o brilho e a beleza de outra fortificação igualmente imperdível. Com visão de 360 graus da Praia de Copacabana e a um ângulo estratégico da Baía, o Forte do Leme (☎ 3223-5076/5000) fica a 124 metros acima do nível do mar. O acesso, a pé, é pelo Morro do Leme, uma reserva quase intocada de Mata Atlântica. A entrada custa 4 reais. Detalhe importante: é proibido circular lá dentro com trajes de banho ou sem camisa.

44- Conhecer um pedacinho de mar escondido em meio às badaladas praias cariocas. Localizada no canto direito da Praia da Macumba, perto da subida da Prainha, a Praia do Secreto é uma espécie de piscina natural entre as rochas. Chegar até lá é razoavelmente fácil, num percurso de cinco minutos. Ao fim da pequena aventura, assistir ao pôr do sol ali é a chance de ter boas recordações do verão.

Praia do Secreto

 (/)

45- Tomar um café da manhã no museu — e conferir as exposições. Endereço de delícias doces e salgadas, e de um premiado desjejum, o Empório Jardim (☎ 3284-7424) inaugurou, em agosto, uma filial no Instituto Moreira Salles, na Gávea. Seja nas mesas ao ar livre, diante do painel de azulejos de Burle Marx, seja no salão climatizado, prove delícias como o pain perdu, rabanada à francesa, com morango e creme inglês, que custa 17,50 reais.

46- Entrar no clima dos blocos de Carnaval. Verão é sinônimo de Carnaval e, no Rio, isso significa muita festa na rua. Para ajudar na preparação para a maratona de blocos no próximo mês, o Spanta Neném faz dois grandes ensaios em janeiro à beira da Lagoa Rodrigo de Freitas. Prepare-se para sambar no Clube de Regatas do Flamengo em 14 e 28 de janeiro, a partir das 16h. Entrada a 110 reais no http://www.ingressocerto.com.br.

47- Degustar chope de mais de quarenta torneiras. Eleito quatro vezes o melhor endereço para tomar chope na cidade, o Botto Bar (☎ 3496-7407) acaba de ampliar seus domínios rumo à Zona Oeste. Uma das estrelas do complexo gastronômico do novíssimo Vogue Square, na Barra, a casa de Leonardo Botto inaugura um novo recorde: 41 bicos plugados em rótulos nacionais e internacionais, lançamentos e raridades, servidos ao som de bandas de blues e rock.

48- Visitar o novo bar temático da cidade. Fãs de rock têm um novo ponto de encontro à beira da Lagoa — mas por tempo limitado. Decorado com pôsteres e fotos de bandas e músicos, o Jack Daniel’s Rock Bar (☎ 2513-3898) tem tributos a conjuntos famosos, como Rolling Stones e Led Zeppelin, às sextas, além de DJs nos outros dias. Em três andares, o público pode aproveitar ainda um bar de gim, um pub, um terraço e mesas de totó e sinuca.

49- Bater ponto nas feiras de food truck. Os eventos gastronômicos ao ar livre se consolidaram em 2016 e passaram a disputar com a praia a preferência dos cariocas. Num único fim de semana, é possível escolher entre uma dezena de festivais, sempre diante de belos cenários, naturais ou arquitetônicos. Com comes e bebes de primeira, trilha musical atraente e distrações para os pequenos, o Lagoa Bier Fest estreia novo endereço em 2017: vai ocupar o Parque das Figueiras de 20 a 22 de janeiro e de 17 a 19 de fevereiro.

50- Subir a serra para comer bem em temperaturas mais amenas. Isso mesmo! Pela primeira vez, o Petrópolis Gourmet (www.petropolisgourmet.com.br), que completa dezesseis anos em 2017, faz uma edição de verão. Entre 17 e 29 de janeiro, 35 restaurantes da cidade imperial e arredores vão servir receitas que levam cerveja, tema do festival. Para uma incursão profunda nesse universo, a fábrica da Bohemia (☎ 24-2020-9050), a mais antiga cervejaria brasileira, oferece tour interativo que conta a história da bebida.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s