Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Alunos da rede pública caçam astros nas Naves do Conhecimento

Até quinta (26), 180 estudantes da rede municipal poderão se inscrever para participar do projeto. Alunos poderão até batizar os corpos celestes

Por Rafael Sento Sé 20 out 2017, 15h56

Em parceria com a universidade americana Hardin-Simmons, as Naves do Conhecimento (como a do Irajá, na foto), redutos de educação e tecnologia ligados à prefeitura, vão participar do projeto Caça a Asteroides, que já reúne 7 000 jovens de oitenta países. Até quinta (26), 180 estudantes da rede municipal poderão se inscrever. As turmas aprenderão a usar um programa chamado Astrometrica. Com ele, terão um mês para encontrar objetos do sistema solar flagrados em imagens de telescópios mas que, tênues, não foram identificados por sistemas informatizados. Aos cariocas bem-sucedidos na missão será dado o direito de batizar a descoberta. Desde o início das pesquisas, em 2006, já foram localizados mais de 1 300 corpos celestes.

  • Publicidade