Clique e assine com até 65% de desconto

Ginger Mamut

Tipos de Restaurantes: Cozinha variada

Veja Rio:

Endereço: Rua Tonelero, 217 - Copacabana - Rio de Janeiro - RJ ver no mapa

Telefone: (21) 25485314

Horário:

segunda-feira 12:00 - 16:00

terça-feira 12:00 - 00:00

quarta-feira 12:00 - 00:00

quinta-feira 12:00 - 00:00

sexta-feira 12:00 - 00:00

sábado 12:00 - 00:00

domingo 12:00 - 18:00

Faixa de preço: De R$91,00 a R$130,00

Informações adicionais: Entrega em domicílio (1), Reservas, Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (140), Levar vinhos (permite) (R$ 30), Almoço executivo

(1)Nas redondezas

Resenha por Fabio Codeço

Polvo com arroz negro: sugestão de prato principal
Polvo com arroz negro: sugestão de prato principal Dante Pires

Aberto há seis meses, o Ginger Mamut ocupa um casarão dos anos 20 na Rua Tonelero. Apesar das modificações necessárias, o salão, de decoração fria, preserva traços de um passado glorioso, nos vitrais e na escada de mármore. A área externa, coberta por teto retrátil, oferece ambiente mais aconchegante, mas não climatizado. O cardápio do chef Fabricio Chagas transita entre as cozinhas brasileira e italiana, com toques autorais. Não espere grandes inovações. O trunfo local é elementar: há cuidado evidente no preparo dos pratos. A bruschetta de tapenade (R$ 26,00) trouxe cobertura equilibrada sobre três generosas fatias de pão. Adiante, o salmão veio perfeitamente grelhado, carne úmida sob pele bem tostada e crocante, ladeado por arroz de cúrcuma e maçã, creme de espinafre e molho de maracujá (R$ 58,00), combinação de aparência equivocada mas surpreendentemente harmônica. Outra pedida, o polvo com arroz negro custa R$ 59,00.

    Polvo com arroz negro: sugestão de prato principal
    Polvo com arroz negro: sugestão de prato principal Dante Pires

    Aberto há seis meses, o Ginger Mamut ocupa um casarão dos anos 20 na Rua Tonelero. Apesar das modificações necessárias, o salão, de decoração fria, preserva traços de um passado glorioso, nos vitrais e na escada de mármore. A área externa, coberta por teto retrátil, oferece ambiente mais aconchegante, mas não climatizado. O cardápio do chef Fabricio Chagas transita entre as cozinhas brasileira e italiana, com toques autorais. Não espere grandes inovações. O trunfo local é elementar: há cuidado evidente no preparo dos pratos. A bruschetta de tapenade (R$ 26,00) trouxe cobertura equilibrada sobre três generosas fatias de pão. Adiante, o salmão veio perfeitamente grelhado, carne úmida sob pele bem tostada e crocante, ladeado por arroz de cúrcuma e maçã, creme de espinafre e molho de maracujá (R$ 58,00), combinação de aparência equivocada mas surpreendentemente harmônica. Outra pedida, o polvo com arroz negro custa R$ 59,00.