Confira 27 atrações gratuitas para curtir este fim de semana

Um guia com programas para se divertir sem gastar dinheiro, com espetáculos, exposições, eventos e outras atrações

Circuitinho

 (Flavia Martins/Divulgação)

Aulas de culinária e oficina com bonecos de madeira são apenas algumas das atrações que prometem estimular a criatividade da criançada na feira Circuitinho. Em sua segunda edição, o evento reúne sessenta expositores de marcas infantis, além de atividades com o Mini Bloco (braço infantil do Monobloco) e até mesmo um espaço para bebês. 

Casa Rosa da Gávea. Rua Marquês de São Vicente, 268, Gávea. Sábado (3) e domingo (4), 12h às 20h. R$ 10,00 ou uma lata de leite em pó. Grátis para crianças de até 12 anos.

Maquete Lego

 (Ari Versiani/Ag.Ponto/Divulgação)

Sucesso que atraiu milhares de curiosos para o Boulevard Olímpico durante os Jogos Olímpicos, em 2016, a maquete de Lego que representa a cidade do Rio ganha novo lar. A Cidade das Artes foi escolhida para receber a maior construção de tijolinhos coloridos já realizada na América Latina: cerca de 950 000 peças retratam 25 pontos turísticos, incluindo o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, os Arcos da Lapa, o Maracanã e o Copacabana Palace (foto).

Cidade das Artes — Galeria I. Avenida das Américas, 5300, Barra. Terça a domingo, 10h às 22h. Grátis. A partir de 2 de março.

Praia Para Todos promove blitz da saúde

4°

 (Redação Veja Rio/Divulgação)

O Praia Para Todos, projeto que torna as praias do Rio acessíveis, em parceria com a At Home Niterói (empresa especializada em home care), oferece no próximo domingo (04), gratuitamente, teste de glicose e aferição de pressão, além de orientação em saúde aos visitantes. A ação será das 9h30 às 14h. Os serviços do Praia Para Todos como banho assistido, vôlei sentado,  e handbike, funcionarão normalmente.

Domingo, 04/03, das 9h30 às 14h, Copacabana, Posto 5.

Samba da Feira

O Samba da Feira abre o mês de março em pleno romantismo com o convidado especial Délcio Luiz, Ex-vocalista do Grupo Raça e Kiloucura. Palco de craques da música como Diogo Nogueira, Xande de Pilares, Revelação, Dudu Nobre, Mumuzinho e outros, o espaço da Zona Norte que já chegou a reunir 12 mil pessoas em uma noite conta com seguranças, equipe de bar, banheiros químicos, mesas e cadeiras.

Samba da Feira – Sábado (24), das 15h às 23h. Armazéns do Engenhão, Praça do Trem – em frente à Estação Engenho de Dentro

Encontro de  Carros Antigos

 (Città/Divulgação)

O Encontro de Carros Antigos é organizado pelo Puma Clube do Rio de Janeiro, uma associação de amigos e admiradores dos veículos fabricados pela Puma e outros carros antigos. O evento, que já faz parte do calendário do Uptown, vai premiar, como de costume, o Puma do Mês com o troféu Eduardo Ribas, e o Clássico do Mês com o troféu JR Mahar. Tudo ao som da cantora Patrícia Damasceno. O encontro deste sábado terá ainda a participação do 147 Fiat Clube RJ, do SM Clube, do Maveco Carioca, do Lord’s, do Puma Clube RJ, do Opala Cllube RJ, do XsaraClub e do Veteran Car Club do Basil RJ.

Uptown Barra – Avenida Ayrton Senna, 5.500, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

Up Weekend

 (Up Weekend/Divulgação)

A Freguesia recebe, neste fim de semana, o festival de food trucks Up Weekend, das 15h às 21h. Além da gastronomia, o evento terá DJ, atividades infantis e shows de jazz e blues ao vivo. Entre os restaurantes móveis mais badalados está o Burguertopia, com o Classic Bacon (R$ 25,00) – 170g de blend bovino com maionese de alho assado, barbecue artesanal com bacon bits, muçarela gratinada, pão brioche. Os doces da food bike É di Baba Doceria, como os brigadeiros gourmet (R$ 3,00 unid ou caixinha com 4 unidades por R$ 10,00) também compõem as opções de sobremesa. A bebida fica por conta da cervejaria Paulistânia, que levará chopes especiais como o Erdinger Weissbier (R$ 15,00 – 300ml), o Hofbräu (R$ 15,00 – 300ml) e o Puro Malte (R$ 10,00 – 300ml).

Festival de Food Trucks Up Weekend. Edifício Up Side Mix. Araguaia. Rua Araguaia, 1763. Freguesia, Jacarépaguá. Sábado (3), e domingo (4), das 15 às 21h. Entrada gratuita.  

Feira O Fuxico

 (Alessandra Coelho/Divulgação)

Neste sábado (3) e domingo (4), a Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, recebe a 12ª edição da feira O Fuxico. Eleita em 2017 o melhor evento de rua do bairro, a primeira edição de 2018 busca fomentar a economia criativa e novas possibilidades para pequenos produtores e empreendedores. Acesse para mais informações.

Feira Rio Antigo

 (Feira Rio Antigo/Divulgação)

A próxima edição da Feira Rio Antigo, que acontece todo primeiro sábado do mês na Rua do Lavradio, será em homenagem ao mês das mulheres. No dia 3, a partir das 10h, a feira mais querida da cidade receberá duas atrações musicais: Baque Mulher – grupo de maracatu formado por mulheres – e Coletivo Balangandãs, que vai apresentar um repertório em homenagem a elas. Acesse para mais informações.

Rejuvenesça: Poesia Expandida Hoje

 (Victor Heringer/Divulgação)

Na mostra Rejuvenesça: Poesia Expandida Hoje, dezesseis autores trocam o livro por outros suportes. Em fotos feitas na Indonésia, Victor Heringer (foto) substitui a palavra pelos gestos que usava para se comunicar com os locais. Dimitri Rebello e Marília Garcia são outros nomes na coletiva. 

Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica. Rua Luis de Camões, 68, Centro. Segunda a sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 5 de maio. Abertura neste sábado (3).

Rio Baila Rio (Banda Black Rio)

Na Zona Oeste, uma celebração em homenagem aos 453 anos da cidade acontece sábado, dia 3, na Praça Guilherme da Silveira, em Padre Miguel. O comando da noite será da Banda Black Rio, a partir das 18h, com um repertório que faz a fusão dos ritmos nacionais com o jazz e o soul norte-americanos, incluindo Tim Maia, Sandra de Sá e Luiz Melodia, entre outros.

Banda Black Rio. 3 de março (sábado). Praça Guilherme da Silveira, Bangu. 18h

Cinco Carnavais

 (PROJETO Hélio Oiticica/Divulgação)

Despedem-se do Parque Lage mostras de dois expoentes da arte contemporânea brasileira feita nos anos 70. As obras de Hélio Oiticica (1937-1980) e Carlos Vergara podem ser lidas como reações à ditadura imposta na década anterior. De 1973, a série de quase-cinema (na definição do artista) de Oiticica, desfile de oitenta slides, retratos de rapazes em Nova York (foto), fica entre o desbunde e a intenção de subverter a narrativa audiovisual. No Rio, de 1972 a 1976, Vergara fotografou os foliões de Cinco Carnavais em blocos da cidade. 

Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico. Segunda a domingo, 10h às 17h. Fecha sábado (10). Grátis. Até domingo (11).

O Pipoqueiro da Esquina

 (Ziraldo Alves/Divulgação)

Entre 1979 e 1981, Carlos Drummond de Andrade publicou frases satíricas em sua coluna no Jornal do Brasil. Seu admirador e amigo, Ziraldo sugeriu ilustrações para as máximas do poeta, conhecidas como “pipocas”. A ideia desembocou no livro cujos originais são exibidos na pequena e adorável mostra homônima O Pipoqueiro da Esquina (foto), celebração do centenário do poeta. 

Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis.

Ex Africa

 (Omar Victor/Divulgação)

A maior exposição de arte africana contemporânea já realizada no Brasil, Ex Africa abre as portas no sábado (20), no CCBB, com mais de oitenta obras assinadas por artistas de oito países. Dividida em quatro módulos, a mostra aborda a história da África, sua riqueza estética e sua cultura musical. Conheça cinco obras do acervo aqui.
CCBB. Rua Primeiro de Março, 66, Centro. Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 26 de março.
Mestre dos Sonhos

Cerâmicas, pinturas e desenhos revelam as diferentes fases criativas percorridas pelo pernambucano Francisco Brennand. Com abertura prevista para sábado (13), a exposição Mestre dos Sonhos reúne 31 obras do acervo original do artista de 90 anos, conhecido mundialmente por sua arte sincrética. Reprodução, mitologia, sexualidade, personagens históricos e representações da flora e da fauna (como a cerâmica vitrificada Pelicano, na foto ao lado) são alguns temas explorados nas criações. O misticismo nordestino é outra referência para os visitantes, que poderão ainda conferir fotos do arquivo pessoal do artista e um documentário sobre sua vida, dirigido por sua sobrinha-neta Mariana Brennand Fortes.

Caixa Cultural. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 11 de março.

Museu Nacional de Belas Artes

Quando completa 81 anos, o Museu Nacional de Belas Artes vai receber as mostras A Reinvenção do Rio de Janeiro, sobre a história da instituição, e O Espaço da Arte, com grandes artistas do acervo local. As duas somam-se a outras quatro exposições já em cartaz.

Festival de Esculturas do Rio.Vinte e cinco artistas assinam esculturas de variados materiais e dimensões, espalhadas pelos corredores do museu. Entre os autores estão nomes como Anish Kapoor, Iole de Freitas e Pina Bastos (foto). Trabalhos de aço, alumínio e ferro criam um efeito interessante em contato com os raios de sol que atravessam os vitrais.

(Iara Venanzi/Itaú Cultural/Divulgação)

Imagens Impressas: um Percurso Histórico pelas Gravuras da Coleção Itaú Cultural

A mostra passeia pela produção gráfica europeia dos séculos XV a XIX. De valor artístico inestimável, as obras são assinadas por Edouard Manet, Rembrandt e Eugène Delacroix (foto), entre outros.

(ACERVO EBA/Divulgação)

Bienal da Escola de Belas Artes/UFRJ. Inspirada pelo tema Reflexos, a exposição celebra o bicentenário da escola. Pinturas, gravuras, desenhos, colagens e esculturas sugerem discussões sobre arte e política, caso do desenho digital Enquadrados e Malfeitores (foto), de Lucas Almeida de Melo e Rustem Gomes.

O Colecionismo no Brasil — Eugène Boudin e os Barões de São Joaquim. Menor das mostras em cartaz, busca jogar luz sobre o papel do colecionador na construção dos acervos brasileiros por meio de telas de artistas como Boudin, Joseph Bail e Alfred Sisley.

›Avenida Rio Branco, 199, Centro. Terça a sexta, 10h às 18h; sábado e domingo, 13h às 18h. R$ 8,00 (grátis aos domingos).

TRIO Bienal — Bienal Tridimensional

 (Arno Beck/Divulgação)

Duas coletivas de perfil original ganham lugar na Cidade das Artes. Na segunda edição, a TRIO Bienal — Bienal Tridimensional Internacional do Rio de Janeiro reúne 65 artistas, brasileiros e estrangeiros, para discutir questões urgentes da sociedade. Sob a temática Vestir o Mundo!, o curador Alexandre Murucci convidou nomes como Tunga e Nelson Leirner a apresentar obras que abordem a relação do homem com o planeta (parte das criações também ocupa o arboreto do Jardim Botânico). No mesmo dia, o prédio monumental na Barra recebe a The Wrong, uma bienal de arte descentralizada, que acontece em espaços reais e virtuais ao redor do mundo. A ideia é apresentar as mais diversas expressões artísticas da geração pós-digital. Estão confirmados trabalhos de Oskar Metsavath, Luiz Zanotello e do alemão Arno Beck, autor da pintura digital Top Secret (foto).

Cidade das Artes. Avenida das Américas, 5300, Barra. Terça a domingo, 10h às 18h. Grátis.

Instituto Moreira Salles

(Produtora AMaréVê/Divulgação)

Após um mapeamento fotográfico realizado por moradores e projetos sociais de cinquenta  comunidades cariocas, a artista mineira Rosângela Rennó montou a exposição #RioUtópico. Em comum nos lugares escolhidos, nomes que apontam contradições: Campo da Paz, Jardim Paraíso e Morada dos Sonhos são algumas favelas que serviram de cenário para as imagens. A foto acima, da Produtora AMaréVê, foi feita em feira na Rua Roberto da Silveira, no Parque União. O instrutivo passeio se completa com a mostra Conflitos: Fotografia e Violência Política no Brasil 1889-1964, reunião de imagens de conflitos armados, da Proclamação da República à instituição do AI-5, marco do endurecimento da ditadura militar no Brasil. Instituto Moreira Salles.

Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis.

#RioUtópico

A artista mineira Rosângela Rennó coordenou um mapeamento fotográfico realizado por moradores de cinquenta comunidades cariocas cujos nomes apontam contradições, como Campo da Paz, Jardim Paraíso e Morada dos Sonhos. 

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 15 de abril de 2018. 

Pet Park

 (Divulgação/Divulgação)

Vida de cachorro pode até não ser fácil, mas com certeza ficará muito mais divertida a partir do dia 16 de dezembro. É que nesta data o Recreio Shopping inaugura o primeiro Pet Park gratuito da região. Atendendo as demandas de entretenimento dos peludos do Recreio dos Bandeirantes, o shopping encerra o ano em que comemora 20 anos de atividade com um presente especial para os pets. Com 300m² de muito entretenimento, o novo playground ficará aberto a todo público, durante o funcionamento do shopping, com entrada gratuita. Com obstáculos de madeira, rampa, túneis, bastões e traves com barras, o playground ainda terá uma casinha gigante para completar a brincadeira.

Recreio Shopping – Avenida das Américas, 19.019, Recreio dos Bandeirantes. Grátis.

Memória e Transformação

 (Mário Camargo/Divulgação)

Um mês depois de participar da Bienal de Florença, na Itália, Mário Camargo volta ao Rio com a mostra inédita Memória e Transformação, no Centro Cultural Correios. Dez obras de grandes dimensões (como Tiras Jasper Jones, na foto abaixo) foram criadas com técnicas como a pintura em tiras, na qual as telas são rasgadas e repintadas. No mesmo dia, Marilou Winograd celebra vinte anos de carreira com instalações, objetos e fotografias manipuladas na exposição A Obra Como Espelho, enquanto o pintor Paulo Symões explora a potência das cores em Natureza: Geometria Secreta. O espaço ainda recebe o Festival de Esculturas do Rio, que reúne quarenta artistas nacionais e internacionais. 

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. 

Conflitos: Fotografia e Violência Política no Brasil 1889-1964 

 (Campanella Neto/Reprodução)

Reunindo grandes fotógrafos, como Pierre Verger, Marc Ferrez e Marcel Gautherot, Conflitos: Fotografia e Violência Política no Brasil 1889-1964 traça um panorama da nossa história a partir de disputas armadas. Mais de 300 fotografias, provenientes de coleções públicas e particulares, retratam marcos como a Revolução Federalista e a Guerra de Canudos, além de episódios como o suicídio de Getúlio Vargas e a repressão durante a ditadura militar. As fotos serão reunidas em um livro homônimo. 

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 25 de fevereiro. 

Feito Poeira ao Vento

 (Bruno Veiga/Divulgação)

Não por acaso, a mostra em cartaz no Museu de Arte do Rio abriu as portas no Dia Mundial da Fotografia: 19 de agosto. Um recorte do acervo próprio levou à exibição de 250 registros de 112 autores, imagens que inspiram uma viagem do século XIX aos dias de hoje. Montada em todo o 1º andar do prédio, a exposição aborda temas variados, mas une nomes de épocas distintas em diálogos instigantes — é o que sugere, por exemplo, a aproximação entre a série suburbana de Bruno Veiga (foto) e os flagrantes cariocas do francês Pierre Verger (1902-1996). Obras de Adriana Varejão e Rogério Reis, provavelmente já vistas pelo público em outras ocasiões, completam o agradável passeio. 

MAR. Praça Mauá, 5, Centro. Terça a domingo, 10h às 17h. R$ 20,00. Grátis às terças. Até 1º de julho de 2018.

Festa Brasileira: Fantasia Feita à Mão

 (Marcio Vasconcelos/Divulgação)

Inspiradas por grandes celebrações folclóricas (como o bumba meu boi, do Maranhão, ou o maracatu rural, de Pernambuco), obras de artesãos de todo o país foram selecionadas para a exposição Festa Brasileira: Fantasia Feita à Mão. No Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (Crab), a mostra apresenta objetos, adereços, máscaras, vestimentas e instrumentos musicais espalhados por nove ambientes. Os destaques incluem um conjunto de pequenas esculturas assinadas por Vitalino Pereira dos Santos, o renomado Mestre Vitalino (1909-1963) — entre elas Casamento a Cavalo.

Praça Tiradentes, 69, Centro. Terça a sábado, 10h às 17h. Grátis. Até 31 de março de 2018. Confira aqui a programação completa.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s