Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Dia do Teatro: dicas para implementar atividades em aulas on-line

Mesmo através de uma tela, crianças e adolescentes podem explorar a mágica teatral, desenvolvendo habilidades e se divertindo

Por Marcela Capobianco 18 set 2020, 16h26

O ensino do teatro é uma atividade fundamental para a formação de crianças e adolescentes. Com as aulas pela internet, é possível implementar algumas atividades teatrais – e até mesmo circenses – que entretêm e estimulam os alunos a desenvolver habilidades socioemocionais, como relacionamento intra e interpessoal, exposição de ideias, criatividade e resolução de problemas.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Durante a pandemia, os professores de teatro do Colégio Pensi desenvolveram alguns projetos e atividades teatrais para o Ensino Fundamental 1. O resultado agradou a estudantes e mestres. Confira dicas que podem ser implementadas nas aulas on-line. Lucas Moreira, professor e supervisor do curso de teatro da instituição, é ator e artista circense na companhia carioca Circo Dux e preparou algumas dicas para inspirar professores a trabalhar o assunto em “sala de aula”.

Aquecimento de engajamento.

O objetivo é despertar a curiosidade dos alunos com relação aos seus colegas, fazendo com que interajam, abram as câmeras e se comuniquem. A atividade dura em torno de dez minutos e é ótima para iniciar a aula. Essa é uma atividade que pode ser apresentada em vários formatos, por exemplo com baralhos feitos com cartolina e caneta. Cada carta apresenta uma pergunta diferente, como: “Se você pudesse ser um animal, qual seria?” ou “Se você fosse um espião, o que gostaria de descobrir?” ou “O que é o amor pra você?”. Sorteie uma pergunta para cada aluno e peça que ele abra a câmera para responder.

+ AquaRio modifica percurso de visitantes para evitar aglomerações

Sarau de poesia.

Peça para que cada aluno apresente um pequeno texto, uma poesia, música ou uma frase para a aula. Passe uma lista com diversas poesias de grandes autores para inspirá-los, podendo inclusive ler uma dessas poesias pré-disponibilizadas.

Corpo e movimento

Convide os alunos a se movimentar com músicas, explorando os recursos da câmera. Experimente sugerir uma dança só com o movimento dos olhos e sobrancelhas bem pertinho da câmera do computador, uma dança só com expressões faciais e outra só com as mãos. Outra brincadeira legal é pedir para que eles peguem bonecos e brinquedos e coloquem para dançar em frente à câmera.

Caça ao tesouro.

Esse é um excelente aquecimento. Peça para as crianças buscarem em suas casas objetos relacionados a profissões e faça uma disputa para ver quem traz primeiro. Por exemplo, o professor fala “Médico”, eles podem trazer objetos como máscara, álcool gel, xarope, ou fale “Secretário” e eles podem trazer, grampeador, cola, caneta, e assim por diante.

Continua após a publicidade

+ Parques de trampolins são boa opção para criançada gastar energia

Coordenação motora.

Esta atividade exige uma pesquisa prévia na internet e em livros. Trata-se de um ‘aquecimento cerebral’: assim como eles alongam e aquecem o corpo antes do exercício físico, eles podem fazer isso com o cérebro. Alguns exercícios são: – Girar a mão esquerda sobre a barriga enquanto a mão direita bate repetidamente no topo da cabeça. Troque as mãos na sequência. Outro desafio é pedir que a criança segure a ponta do nariz com a mão esquerda e a orelha esquerda com a mão direita, troque para mão direita no nariz e mão esquerda na orelha direita, faça isso batendo palmas a cada troca.

História coletiva.

Defina um tema para uma história coletiva com os alunos, cada um deve trazer um objeto de sua casa e contar um pedaço da história usando o objeto escolhido. Deixe que eles exercitem a criatividade, falem associando livremente o que vier à cabeça, dando lugar à imaginação e à expressão.

Só perguntas.

Selecione dois alunos a cada rodada, escolha um tema, eles devem fazer um diálogo só com perguntas. Por exemplo: “Oi, tudo bem?” “Tudo e você? “Você está na sua casa?” “Sim. Você está aonde?” “Na minha casa também. Você mora em casa ou apartamento?”… E assim por diante. Apartamento. Em que bairro você mora? (e assim por diante) Para dificultar coloque novas regras como, por exemplo, os participantes não podem fazer as mesmas perguntas. Se um dos dois participantes finalizar a frase com uma afirmativa, pode pagar uma prenda, como dançar uma música ou fazer uma careta. É sempre importante lembrar que o erro faz parte do teatro e que abre uma possibilidade para uma nova e interessante improvisação!

+ Peças que abordam dramas humanos ganham espaço na web

Propaganda sobre um objeto.

Cada aluno pega um objeto, mostra para a turma e, em seguida, faz uma divulgação fantástica do produto. Instrua os alunos a usarem a imaginação. Por exemplo, uma caneta pode ser uma supercaneta que escreve o futuro. Um copo pode ser um copo de suco eterno, você pensa e o suco se materializa. Dê exemplos e um tempo para cada um desenvolver sua propaganda.

Malabares.

É uma atividade bem particular, mas dá para começar aos pouquinhos. Peça que cada aluno leve uma esfera que caiba na mão. Pode ser uma laranja, limão, maçã ou bolinha de meia. Proponha alguns desafios como equilibrar a bola na cabeça, na palma da mão ou prender nas juntas do corpo, como atrás do joelho ou do cotovelo. Depois peça que joguem a bola de uma mão para a outra jogando a bola na altura da testa, faça isso batendo uma palma entre cada jogada. Peça que tentem jogar por trás das costas ou por baixo das pernas. Depois convide cada aluno para fazer uma demonstração.

+ Mateus Solano: “Meus filhos amam livros sobre natureza”

Continua após a publicidade
Publicidade