Clique e assine com até 65% de desconto

Isolamento voluntário: visite museus sem sair de casa

Já que a recomendação é se isolar, VEJA RIO separou links de tours on-line por diversos centros culturais

Por Marcela Capobianco Atualizado em 17 mar 2020, 18h32 - Publicado em 17 mar 2020, 11h40

Quarentena significa ficar em casa para tentar frear a disseminação do coronavírus para que o sistema de saúde consiga lidar com o possível aumento do número de pacientes. Se você aderiu ao isolamento voluntário, saiba que há muita cultura disponível on-line. VEJA RIO separou alguns museus que podem ser visitados sem sair de casa. Confira:

Museu do Louvre – França. Nem mesmo quem está na capital francesa consegue visitar a Monalisa, já que o museu está fechado por conta da pandemia de coronavírus. No entanto, as infinitas galerias do Louvre podem ser visitadas on-line, com visão 360º, através do site oficial.

British Museum – Inglaterra. O acervo de um dos mais importantes museus do mundo tem mais de oito milhões de peças. Uma parte delas pode ser vista sem sair de casa, a partir deste link. O museu britânico também conta com lojinha online. O difícil é converter as libras em reais…

Museu do Vaticano – Itália. A cidade-estado que é sede da Igreja Católica também está fechada, assim como todo o país europeu, que já registrou mais de duas mil mortes em decorrência do covid-19. Porém, é possível fazer um tour imersivo pela Capela Sistina e o museu da Igreja Católica.

+ Ator e diretor dá dicas de séries para maratonar na Netflix e no Now

Continua após a publicidade

Museu de História Natural – EUA. Localizado em Washington D.C., o museu também está fechado por conta dos cuidados para evitar a disseminação do coronavírus. Mas todas as salas e exibições permanentes e temporárias podem ser vistas on-line. A experiência é – quase – completa.

Metropolitan Museum of Art – EUA. Um dos espaços mais icônicos da cultura mundial, o Met, de Nova York, pode ser visitado a partir de qualquer computador conectado à internet. Obras de Van Gogh, Pollock e Vermeer fazem parte dos tours virtuais. Clique aqui para conhecer o acervo online do museu.

+ Microsoft cria mapa que acompanha pandemia em tempo real

Museu Nacional da UFRJ – Brasil. Consumido por um incêndio em setembro de 2018, o Museu Nacional da UFRJ, na Quinta da Boa Vista, em parceria com o Google, disponibilizou um tour virtual com imagens capturadas pelo Street View desde 2016. A plataforma oferece ‘visita guiada’ em 360º pelo museu antes do incêndio, com oito exposições e diversas relíquiadas, como o meteorito de bendegó e Luzia, o fóssil humano mais antigo da história.

Plus: A plataforma About a Visit, parceira de VEJA RIO, faz tours virtuais dentro de espaços fechados. Usando uma câmera que gira 360º e conecta uma foto a outra, a experiência é similar ao Google Street View. Em alguns casos, eles usam também imagens aéreas. O About a Visit também disponibiliza tours on-line do Parque das Ruínas, em Santa Teresa, e da Mesa do Imperador, no Alto da Boa Vista.

Continua após a publicidade
Publicidade