Clique e assine por apenas 4,90/mês

Covid-19: banda da Guarda Municipal toca em bairros com grande incidência

Projeto teve início na Urca e em Copacabana, onde músicos da corporação tocaram clássicos como Wave e homenagearam Aldir Blanc

Por Marcela Capobianco - Atualizado em 6 Maio 2020, 16h32 - Publicado em 6 Maio 2020, 16h31

A Guarda Municipal do Rio passou a levar música aos bairros que registram mais casos confirmados de Covid-19, como Copacabana, na Zona Sul, e Barra da Tijuca e Campo Grande, na Zona Oeste. Quem está em casa, aproveita o som pela janela, sem comprometer o isolamento social.

+ Para receber Veja Rio em casa, clique aqui

O “abraço” é dado por meio da música tocada por oito instrumentistas da Banda da Guarda Municipal, divididos em dois quartetos. Um grupo se apresenta na Zona Sul e o outro na Zona Norte.

+ Copacabana registra o maior número de casos de Covid-19 na cidade

Continua após a publicidade

Nesta terça (5), o compacto repertório incluiu a célebre canção O Bêbado e a Equilibrista, composta de João Bosco e Aldir Blanc, que morreu na segunda-feira, dia 4, vítima da Covid-19; Wave, de Tom Jobim; e o hino Cidade Maravilhosa, de André Filho.

+ Para sobreviver, Fundição Progresso lança campanha colaborativa

Antes da apresentação, guardas municipais transmitem uma mensagem sonora que pede para a população evitar aglomerações, higienizar as mãos e ficar em casa. “Queremos proporcionar um momento de alegria, esperança e sensibilizar as pessoas, mostrando que todas as vidas importam e ninguém está sozinho nessa pandemia”,  afirma o comandante da Guarda Municipal, inspetor geral José Ricardo Soares.

+ Cai a taxa de isolamento no Rio

Continua após a publicidade

 

Publicidade